Aracaju, 17 de setembro de 2021

Projeto de extensão leva serviços da Fundat a jovens e adultos (Foto: Ascom/Fundat)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O elo entre poder público e instituições privadas permite a somatória de esforços em benefício da população. À convite da Universidade Tiradentes (Unit), a Fundação Municipal de Formação para o Trabalho (Fundat) participou de um projeto de intervenção dos alunos do 7º período do curso de Serviço Social, destinado aos moradores do bairro Coroa do Meio. A ação aconteceu nesta sexta-feira, 3, na Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Juscelino Kubitschek.

Ao longo do dia, os visitantes aproveitaram a presença da Fundat naquela região para cadastrar o currículo na Agência do Trabalhador. “Valeu a pena. A gente nem precisou pagar passagem, é muito mais fácil”, comenta o pedreiro Jiudázio Batista, que se encontra desempregado há um ano e deposita confiança no serviço de intermediação de mão de obra. “É uma parceria entre o órgão e as empresas que a gente vê que funciona”, explica Jiudázio.

De acordo com a supervisora de prática do curso de Serviço Social, Tatiana Barreto, o objetivo central da atividade de extensão é levar para a comunidade a garantia de direitos sociais. “Para eles, muitas vezes, é algo de difícil acesso, seja pela falta de orientações ou de condições financeiras. Esse projeto vem trazer informações que são importantes para eles”, relata Tatiana, ciente das contribuições que o trabalho em conjunto proporciona à sociedade. “Para a gente, é bastante gratificante. A gente sente nesses cidadãos a alegria”, afirma a supervisora.

Aprendizado profissional

Durante a manhã, a equipe da Fundat ainda proporcionou dois momentos direcionados especialmente aos alunos da Emef Juscelino Kubitschek. Para fornecer as primeiras noções aos futuros trabalhadores, a psicóloga Renata Leite orientou os estudantes sobre o modo de elaboração do currículo e a adequação às condutas profissionais. Além dela, a advogada Bárbara Toledo ministrou uma palestra sobre direitos trabalhistas com foco no Programa Jovem Aprendiz, disponível aos jovens de todo o Brasil com idade entre 14 e 24 anos.

“Para a comunidade, trouxemos o cadastro de currículo, e os próprios alunos solicitaram as palestras”, diz a coordenadora pedagógica Karla Angélica Góis, enfatizando o estreitamento dos laços entre a Emef Juscelino Kubitschek e a Fundat – que também mantém, em frente à escola, a Unidade de Qualificação Profissional José Joaquim dos Santos. “Esse tipo de ação clareia as ideias e mostra os caminhos. É dar aos jovens ferramentas de perspectiva de futuro”.

Ascom Fundat

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Obras de reestruturação modificam cenário da Rodovia entre a BR 101 e São Cristóvão
Ação alusiva à Semana da Árvore acontece neste sábado, no RioMar Aracaju
UNINASSAU Aracaju mantém ações pelo Setembro Amarelo
Edição especial do Praia limpa será realizada neste sábado