Aracaju, 23 de setembro de 2021

Livro conta a história da quadrilha junina mais antiga de SE (imagem de Marcos Borges)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Lançamento será nesta quarta-feira, dia 8, no Sesc Centro, com direito a jantar nordestino e show de forró pé de serra

Nesta quarta-feira, dia 8, o jornalista Gilson Sousa lança o livro-reportagem ‘Quadrilha Junina Século XX – 52 anos de vitórias’. A obra conta em detalhes a história do grupo de brincantes dos festejos juninos formado no bairro Industrial há mais de cinco décadas e que é atualmente o mais antigo de Sergipe em atividade. O lançamento acontece no Sesc Centro (Rua Senador Rollemberg, 301, bairro São José), a partir das 18 horas.

De acordo com o autor do livro, a história da Século XX mereceu ser contada porque não se resume à atuação de uma quadrilha junina. “É muito mais que isso. A história começa com o espírito empreendedor do senhor Francisco Bispo, um cidadão pobre e de coração generoso que nos anos de 1960 criou um centro social para atender a comunidade necessitada do bairro Industrial. E a quadrilha junina nasceu dentro do centro social. A história é compensadora”, atesta Gilson Sousa.

Ao longo dos anos a quadrilha Século XX vem acumulando títulos em concursos, viagens interestaduais e apresentações memoráveis nos mais diversos arraiais dos festejos juninos da capital e do interior de Sergipe. O atual marcador da quadrilha, Joel Reis, chegou a ser eleito em 2013 como o ‘melhor marcador do Brasil’, em concurso nacional realizado na cidade de Palmas (TO).

No prefácio do livro, o jornalista e pesquisador da cultura popular, Fernando Petrônio, ressalta as várias qualidades do grupo do bairro Industrial. “História de importância cultural e antropológica, traduzida numa pesquisa minuciosa que resultou no livro do jornalista Gilson Sousa”, escreveu Petrônio. “O livro trata-se de uma rica fonte de informações sobre a nossa cultura e servirá para manter viva a memória das danças e folguedos folclóricos de Sergipe”.

Além de depoimentos de ex-integrantes e componentes atuais da quadrilha, o livro traz também um grande número de fotografias que ilustram as várias fases da Século XX, desde o início até os dias de hoje. Retrata também aspectos da cultura junina no Nordeste e em Sergipe a partir da visão da professora e pesquisadora Aglaé Fontes de Alencar. Histórias sobre o bairro Industrial, berço da quadrilha, e Rua São João, também são contadas no contexto do livro.

A noite de lançamento do livro, quarta-feira, no Sesc Centro, terá também a apresentação oficial dos trajes da quadrilha Século XX para os festejos de 2016. Além disso, será oferecido aos participantes do evento um farto jantar nordestino e um show de forró pé de serra com sanfoneiros e cantores que integram a chamada Família Século XX.

Da assessoria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Delegado Marcelo Hercos está internado na UTI em estado grave e instabilidade do quadro  
Adolescente de 14 anos e homem de 35, são executados a tiros no Santa Maria, em Aracaju
Escola de Artes Valdice Teles abre 767 vagas para oficinas
Polícia prende em flagrante o “Pão de Sal” por tráfico de drogas em Itabaiana