Aracaju, 17 de setembro de 2021

Moradoras do bairro América finalizam curso de bolos e tortas (Foto: Ascom/Semfas)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Cerca de 20 mulheres do bairro América têm, a partir de agora, uma nova forma de gerar renda extra para melhorar a realidade financeira de suas famílias. O grupo concluiu, na última sexta-feira, 3, o curso de bolos e tortas decorados no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Enedina Bomfim, unidade socioassistencial de proteção social básica que assiste os moradores da região. As mulheres receberam certificados de conclusão e estão aptas a desenvolver as habilidades aprendidas durante o curso.

A secretária municipal da Família e da Assistência Social, Maria do Carmo do Nascimento Alves, destaca que os cursos são uma boa alternativa de renda para as famílias e incentivam o empreendedorismo. “Com tantos desempregados em nosso país devemos pensar em ações que sirvam como alternativa para gerar renda extra para as famílias. Por isso, hoje temos cursos acontecendo em todos os CRAS de Aracaju”, ressaltou Maria do Carmo.

Em parceria com a Fundação Municipal de Formação para o Trabalho (Fundat), os cursos fazem parte de uma política de emprego e geração de renda que visa transformar a realidade dos aracajuanos através do trabalho.

“A Prefeitura de Aracaju quer dar às pessoas a dignidade através do trabalho, gerando conhecimento e incentivando ações empreendedoras. Essa é a grande missão proposta pelo prefeito João Alves Filho”, afirmou o diretor de Empreendedorismo e Cooperativismo da Fundat, Gildásio Muniz.

Conhecimento

Com carga horária de 40 horas, o curso ensinou as moradoras do bairro América a fazerem bolos de pasta americana, glacê, kit kat, cupcakes e tortas salgadas. “As alunas foram muito assíduas e participativas. Além disso, pretendem levar o curso para a vida, gerando renda para elas, então para nós isso é gratificante”, destacou a instrutora do curso, Ana Virgínia.

Para Marta Onório, moradora do bairro América, com o curso é possível entrar no mercado. “A gente pega várias dicas e aprende a fazer coisas que não imaginava. Com certeza, penso em vender meus bolos”, disse.

Já Kátia Regina, aluna assídua dos cursos disponibilizados nos CRAS da capital, destaca a oportunidade de aprender a desenvolver novas formas de gerar renda. “Já fiz o curso de bolsas finas, sandália decorada e bordado. Montei até uma lojinha com as coisas que aprendi. Agora, estou entrando no ramo da culinária e amando tudo que estou aprendendo. É uma oportunidade maravilhosa”.

Fonte assessoria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Setur visita Itabaianinha e destaca potencialidades
Em seminário, professores da rede estadual apresentam projetos científicos
Polícia Civil prende acusado de praticar diversos roubos e furtos em Nossa Senhora das Dores
Obras de reestruturação modificam cenário da Rodovia entre a BR 101 e São Cristóvão