21/06/16 - 05:38:08

BRASIL, UM PAÍS SEM GUERRA, QUE VIVE UMA GUERRA CONSTANTE

 

Os operadores de segurança pública estão de mãos atadas, são leis, Ongs e parte da hipócrita sociedade brasileira dificultando as ações policiais.

Um país onde o índice de criminalidade é infinitamente maior do que qualquer país que já passou ou está passando por um estado de guerra, no Brasil contabilizamos 60 mil homicídios por ano.

Esse último episódio que ocorreu no Rio de janeiro, no hospital Souza Aguiar, demonstra claramente que a guerra contra a marginalidade está quase perdida.

Explico um dos motivos para a vitória dos marginais sobre os policiais. É que os marginais não sofrem nenhum tipo de fiscalização por parte de Ongs de direitos humanos, a parte hipócrita da sociedade tem pena deles, as leis são brandas, a justiça não mantém criminosos presos por muito tempo, se for menor de idade, a impunidade é quase que total.

Enquanto policiais são atacados por parte da imprensa, as Ongs de direitos humanos criminalizam quase todas as ações da polícia, a parte hipócrita da sociedade persegue policiais, a justiça não ajuda, a polícia vive enxugando gelo.

E para completar meu raciocínio vamos falar dos gestores, vou me referir diretamente ao Rio de Janeiro, porém a prática é mesma em todos os Estados. A preocupação atual do governo do RJ e do governo federal é a Olimpíada, assim como foi na Copa do Mundo de Futebol.

O povo do RJ está sendo vítima de todos os tipos de crimes, a saúde está aos frangalhos, o transporte está deficiente, policiais militares morrem todos os dias, porém isso só ocorrerá até um dia antes da Olimpíada, aí sim, tudo vai funcionar perfeitamente até o último dia da Olimpíada. Depois o caos retorna com força total, porque a preocupação é vender para o mundo um RJ que não existe para os cariocas.

Nossos governantes mentem no palanque, esquecem o povo durante o mandato e se reelegem com a manutenção da miséria e com a ignorância do povo que não tem acesso a educação.

Edgard Menezes ( cidadão brasileiro )