Aracaju, 28 de julho de 2021

Oposição festeja resultado da eleição municipal em Sergipe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

No próximo dia 31, bem cedinho, todos nós já saberemos quem será o novo prefeito de Aracaju. Com os ânimos menos aflorados, com gente lamentando a derrota e gente ainda tentando dormir sem acreditar na vitória nas urnas, teremos o desfecho das eleições municipais em Sergipe, considerando que, até lá, os impasses jurídicos nos municípios de Laranjeiras, Japaratuba e Pirambu já estejam resolvidos pela Justiça Eleitoral. Considerando que os votos obtidos pelos três eleitos nessas cidades (Paulo Hagenbeck, Lara Moura e Elinho Martins, respectivamente) sejam validados, a depender do resultado na capital, essa terá sido uma eleição muito vitoriosa para a oposição no Estado.

A derrota acachapante nas urnas em 2014 para muitos representou a continuidade de um projeto político, que já comanda Sergipe desde 2007, por muitos e muitos anos. Mas assim como ocorreu em Aracaju, na eleição de 2012, quando o povo se mobilizou e decidiu reconduzir João Alves Filho (DEM) para a prefeitura Municipal, após 12 anos de um mesmo agrupamento comandando a capital, o mesmo parece se encaminhar para o Governo do Estado em 2018. Marcelo Déda (in memoriam) governou Sergipe, entre idas e vindas, até o final de 2013, quando nos deixou em definitivo. No ano seguinte, o já governador Jackson Barreto (PMDB) conseguiria se reeleger por mais quatro anos.

Aquela vitória de JB foi tão marcante ao ponto de ninguém enxergar um futuro mais “próspero” para a oposição, sobretudo em 2018. Havia, inclusive, quem sinalizasse que o senador Eduardo Amorim (PSC), derrotado nas urnas em 2014, estaria decidido a buscar a reeleição quatro anos depois, talvez para não arriscar ficar sem mandato, caso fosse derrotado novamente para o governador. O que ninguém contava é que o maior cabo eleitoral de Amorim, hoje em dia, é o próprio Jackson Barreto. Desde a vitória, antes mesmo de assumir o atual mandato, o peemedebista entrou para a história de Sergipe pelo parcelamento dos salários do funcionalismo público.

Os salários começaram a atrasar, foram parcelados e a data de pagamento, que era sempre dentro do mês trabalhado, passou para o dia 11 do mês subsequente e, hoje em dia, o servidor praticamente trabalha dois meses para receber um salário. O Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV) chegou, é verdade, mas com dois anos de atraso e com os valores defasados, ainda de 2014. Como se não bastassem os servidores, quem também reclama do governo são os fornecedores. Alguns prestam serviços com regularidade e estão há meses sem receber. Fica praticamente impossível manter a competividade de mercado deste jeito, descapitalizado.

Mas a população também está na bronca com o governador. O “tripé da administração” (Saúde, Educação e Segurança Pública) não vai nada bem! Faltam investimentos na Saúde, falta densidade na qualidade de ensino na rede estadual e falta efetivo e valorização na SSP. Por sua vez, no governo de JB sobram dívidas, descaso e falta de planejamento. O povo cansou! O governo não consegue responder aos anseios do povo que clama pelo básico da administração. É bem verdade que vivemos sob uma crise financeira, mas o governo não se mexe, não se mobiliza. O resultado? A oposição hoje festeja o resultado da eleição municipal em Sergipe. O Grupo Amorim anuncia que venceu em 61% das prefeituras do Estado.

Considerando ainda um ou outro prefeito disposto a se comportar, politicamente, um pouco mais independente, e ante a informação extraoficial de que o governador Jackson Barreto só assistiu à vitória de 25 prefeitos aliados, de um total de 75 municípios, pode-se dizer que a realidade para a oposição, que já é muito positiva, pode ficar ainda muito melhor caso o candidato a prefeito Valadares Filho (PSB) vença a eleição. Será a consolidação do projeto político dos adversários de Jackson Barreto? O cenário que está se desenhando parece que sim, mas como a eleição só será realizada em dois anos, até lá tudo poderá mudar, inclusive nada! Vivemos sob um novo governo em BSB e JB sofre com um profundo desgaste. Há tempo para se mudar, é verdade, o problema é que “JB também não ajuda”…

Veja essa!

Nas rodas políticas em Sergipe não se fala outra coisa que não seja o resultado da eleição em Nossa Senhora do Socorro. Por ter tradição e história no município, Zé Franco (PSDB) era tido como “imbatível” para muitos, sobretudo, contra o Padre Inaldo (PCdoB), deputado estadual eleito em 2014 com o apoio do tucano.

E essa!

O problema é que tem muita gente reclamando nos bastidores sobre o comportamento do prefeito Fábio Henrique (PDT) na disputa municipal. Os críticos alegam que o prefeito, acertadamente diga-se de passagem, não colocou “a máquina para ajudar Zé Franco”. Reclamam que o grupo de Fábio Henrique não se empenhou pela vitória do tucano.

Exclusiva!

Como se não bastassem esses rumores, chega a informação para a coluna que, na última semana que antecedeu a eleição, candidatos a vereador da coligação de Fábio Henrique e alguns auxiliares de sua administração estariam fazendo campanha aberta para o Padre Inaldo no município contra Zé Franco. A informação que a coluna possui é que o PDT fará oposição ao prefeito eleito em Socorro.

Bomba!

O rumor é que Fábio Henrique não teria se esforçado para a vitória de Zé Franco com duas perspectivas: que o Padre Inaldo e seu vice Betinho (PMDB) não farão uma boa gestão à frente da Prefeitura e que ele voltaria para a Prefeitura em 2020. Como Fábio Henrique tende a ser candidato a deputado federal em 2018, já se ventila um apoio do Padre a sua candidatura no município.

Resultado

A série de boatos em torno da eleição de Socorro se deu após os resultados obtidos pelo agrupamento de Fábio Henrique nas últimas eleições: ele venceu duas vezes a disputa em Socorro, com o apoio de Zé Franco, elegeu Silvia Fontes (PDT) a deputada estadual mais votada do Estado em 2014, e agora ajudou a elegeu um irmão (Adilson Júnior) como vice-prefeito de São Cristóvão e o outro irmão (Jason Neto) como vereador de Aracaju. E, justamente em Socorro, não conseguiu eleger o sucessor…

Valadares Filho

O candidato a prefeito de Aracaju, Valadares Filho, segue se reforçando para a disputa do 2º turno na capital. Recebeu as adesões do PPS e, até esta sexta-feira (7), PSDB e PV anunciam oficialmente o apoio à sua candidatura. O DEM ainda não se manifestou.

PSDB

Em reunião da comissão provisória municipal do PSDB de Aracaju, nessa quarta-feira (5), os membros do partido definiram o apoio da legenda à candidatura de Valadares Filho no 2º turno na capital.

Presentes

Coordenada pelo atual vice-prefeito José Carlos Machado, a reunião contou com as presenças dos vereadores do partido, Jailton Santana, Adriano Taxista e Manuel Marcos, além de outros membros e lideranças como o deputado Zé Franco, o ex-presidente Roberto Góes e o ex-deputado federal Djenal Gonçalves.

PHS

O Diretório Estadual do PHS, através do seu presidente e deputado estadual Augusto Bezerra, festeja a eleição de Seu Marcos, vereador pelo partido em Aracaju, vai promover a qualquer momento uma reunião com todos os membros da Executiva Municipal na capital para definir o futuro da legenda neste segundo turno de forma unificada.

Róbson Viana

A informação é que o deputado estadual Róbson Viana (PEN) entregou os cargos que detinha no governo de Jackson Barreto para poder atuar politicamente com liberdade. Após apoiar integralmente a campanha à reeleição do prefeito João Alves Filho (DEM) no 1º turno, agora Róbson seguirá com Valadares Filho.

Grande ato

Para celebrar a adesão do PEN, de Róbson Viana e seu agrupamento ao projeto de Valadares Filho na capital, o parlamentar prepara um grande ato político, na próxima segunda-feira (10), possivelmente no Iate Clube. Há quem diga que Róbson dará uma grande demonstração da liderança que vem construindo em Aracaju e no interior.

Laércio Oliveira

Apesar de seu partido ter participado da campanha de Valadares Filho no 1º turno, o deputado federal Laércio Oliveira (SOLIDARIEDADE) anuncia a adesão de seu agrupamento ao projeto do PSB nos próximos dias.

Belivaldo x Valadares I

Está “pegando fogo” a relação política do vice-governador Belivaldo Chagas (PMDB) com o senador Valadares (PSB), ou seria, “criatura e criador”? Em entrevista no rádio, Belivaldo rebateu uma provocação do líder do PSB (e seu ex-líder) questionando: “o senador me queria como amigo ou como capacho?”. Valadares o teria chamado de “covarde” na rede social.

Belivaldo x Valadares II

De volta às redes sociais, após ser duramente criticado por Belivaldo, Valadares não baixou o tom: “Belivaldo passou a manhã me atacando nas rádios de Aracaju para negar que não é traidor e nem covarde. Não teve êxito. É covarde e traidor, mais oportunista”.

Belivaldo Chagas

“Sair do Senado para ir à FM Tropical chamar um vice-governador de covarde, não pega bem. Será que ele tem coragem de conversar com minha mãe, depois de me chamar de covarde?”.

Senador Valadares

“Nunca pensei nem nunca acusei Belivaldo de ser capacho. Mas o governo que lhe tem nas rédeas agiu como se ele o fosse. Preferiu trair a confiança e a boa-fé de amigos e do partido que o elegeu vice-governador em troca do poder transitório”.

Laranjeiras e Socorro

O Tribunal Regional Eleitoral negou o registro de candidatura de Paulo Hagenbeck, candidato eleito à prefeitura de Laranjeiras, e José do Prado Franco Sobrinho, candidato à prefeitura de Nossa Senhora do Socorro. “Paulão das Varzinhas” teve o seu registro de candidatura aprovado pelo juiz da 13ª Zona Eleitoral, porém a decisão foi recorrida pelo Ministério Público Eleitoral e pela Coligação Laranjeiras no Rumo Certo.

Salários

O Pleno do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE) finalizou o julgamento dos Mandados de Segurança Coletivos ingressados, respectivamente, pelo Sintese (para os professores inativos), Sindifisco e Adepol e, por maioria, decidiu que o Poder Executivo Estadual deve efetivar o pagamento do salário dos servidores em parcela única até o 30º dia do mês trabalhado.

Verba alimentar

Em síntese, os votos vencedores basearam-se na conclusão de que o salário é verba alimentar, garantidor da subsistência dos servidores e que o atraso e o parcelamento atentam contra o princípio constitucional da Dignidade da Pessoa Humana. Não podendo, portanto, a alegada crise financeira pela qual passa o Estado brasileiro e a consequente queda na arrecadação de impostos e repasses de recursos para o Estado de Sergipe, justificar o atraso e parcelamento dos salários.

Maria Mendonça

A deputada estadual Maria Mendonça (PP) espera que JB procure administrar o Estado sem privilegiar aliados em detrimento de adversários políticos. “Ele precisa entender que é governador de todos os sergipanos e, não apenas, de gestores que estão no seu agrupamento político”, disse Maria, ao citar situações em Itabaiana e Ribeirópolis.

Eduardo Amorim

O senador Eduardo Amorim (PSC) participou na manhã dessa quarta-feira (5), no Senado Federal, da ‘Mobilização Municipalista’, organizada pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) que tem como proposito discutir a crise financeira no país e cobrar empenho da União sobre o Pacto Federativo. “É no município que tudo acontece. E não custa dizer que é a união que faz a força”, disse o senador que compôs a mesa do evento.

Supersimples

A Câmara dos Deputados aprovou, sem alterações, a versão aprovada em junho pelo Senado do projeto de lei que altera os limites de faturamento para que micro e pequenas empresas possam aderir ao Supersimples. Com isso, o teto do programa de pagamento simplificado de tributos passará a ser de R$ 4,8 milhões.

Frente Parlamentar

Esse assunto foi discutido em reunião da Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa, realizada nessa quarta-feira (5), dia da Microempresa. O deputado federal Laércio Oliveira, que é presidente da Fecomercio/SE e vice-presidente da Confederação Nacional do Comércio, participou da reunião.

Maria do Carmo

Idealizadora do Programa Pro-mulher, Pró-família, responsável pelo atendimento e exames gratuitos a mulheres carentes, visando a prevenção e/ou o diagnóstico precoce do câncer de mama e do colo do útero, a senadora Maria do Carmo Alves (DEM) destacou a campanha Outubro Rosa, lançada oficialmente no Congresso Nacional.

Outubro Rosa

“Essa é uma campanha de incentivo à promoção do diagnóstico precoce do câncer de mama que, lamentavelmente, continua matando inúmeras mulheres por todo o Brasil. É sabido que quanto mais cedo a doença é descoberta, mais chance há de tratar”, observou Maria, ressaltando que é uma incentivadora desse tipo de iniciativa, pois oferece grande contribuição social.

Em Sergipe

No Estado, a presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Mulher, a autora da Lei 267/2011 que objetiva a redução do câncer de mama e de útero em Sergipe, a deputada Goretti Reis (PMDB) lançou na Assembleia Legislativa a campanha. “É uma campanha que precisa atingir a todos porque se trata do combate e prevenção a uma doença que é a segunda maior causa morte entre as mulheres no Brasil, o câncer de Mama”.

Ribeirópolis

Após 30 dias de licença não remunerada, o deputado estadual Georgeo Passos (PTC), retornou às atividades na Assembleia Legislativa após a vitória de seu pai, o ex-deputado Antônio Passos (DEM), como prefeito de Ribeirópolis. “Esperamos que o governador não discrimine Ribeirópolis. Prometemos administrar a cidade para todos os filhos de Ribeirópolis – e não somente para aqueles que votaram em nós. Se o Governo olhar somente o lado político não é o prefeito quem sofre e sim o povo. Não queremos que isso aconteça”, cobrou o parlamentar.

Sindetran

O Sindicato dos Servidores do Detran comunica a indignação dos servidores da autarquia frente à conduta do órgão. “Em junho deste ano, o reajuste do auxílio alimentação (de R$ 350 para R$ 419,72) foi aprovado, mas até o momento não foi pago aos servidores efetivos. Todavia, alguns Cargos Comissionados já estão recebendo o auxílio reajustado, enquanto os servidores efetivos, aqueles que pediram e lutaram pelo reajuste, não”.

Repúdio

Em nota o Sindetran repudia tal conduta, “na medida em que esta fere o princípio da isonomia, além de configurar-se como um desrespeito ao servidor. Há três semanas, o Sindetran protocolou ofícios questionando o porquê do não pagamento do reajuste, mas até o momento, o Detran não se manifestou. Do mesmo modo, o PCCV encontra-se parado. A comissão responsável pela sua elaboração foi encerrada no início do mês de agosto, mas até o presente momento, a proposta final não foi apresentada”.

Greve

O Sindetran diz que protocolou um ofício pedindo explicações, mas novamente, não houve retorno do órgão. Por conta dos fatos relatados, o sindicato realizará, no próximo sábado (8), às 10h, uma assembleia, destacando a grande possibilidade de deflagrar uma nova greve.

CREA

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Sergipe (Crea-SE) realiza nesta sexta-feira (7), o leilão de três carros (dois Uno Mille de um Logan/ 2010-2011), além de equipamentos de informática de escritório e produtos diversos. O Leilão Público acontece na sede do Conselho (Av. Dr. Carlos Rodrigues da Cruz, 1710 – Capucho), a partir das 9h30.

Bens alienados

Os bens alienados são irrevogáveis e irretratáveis.  Não serão aceitas transferências para terceiros. Os bens serão alienados à vista, a quem maior lance oferecer, não inferior à avaliação, no estado de conservação em que se encontram, não cabendo ao Crea-SE, qualquer responsabilidade quanto aos consertos, reparos, ou mesmo providências quanto à retirada e transporte dos bens arrematados.

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Juíza Maria Angélica França e Souza é nova Desembargadora do TJSE
SSP abre seleção para estagiários de Publicidade e Propaganda e Jornalismo
Seduc convoca professores substitutos para atuarem no retorno presencial
Policiais rodoviários federais apreendem 30 quilos de haxixe na BR-101, no município de Umbaúba