Aracaju, 5 de dezembro de 2021

Em entrevista, Gilson Andrade Oliveira fala de sua vitória (Foto Cesar de Oliveira)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A Folha da Região inicia uma série de entrevistas com os prefeitos eleitos da região sul do estado. Inicialmente o entrevistado é o prefeito eleito de Estância, Gilson Oliveira Andrade. Nascido em 24 de novembro de 1961, no povoado de Matapoã, região norte do município serrano de Itabaiana. Filho do trabalhador rural, Antônio Vieira de Oliveira e da Professora do ensino fundamental. Valdice Andrade de Oliveira de uma prole de cinco irmãos; vocacionado pelos estudos destacou-se dentre os melhores alunos do Colégio Estadual Murilo Braga, em Itabaiana, região agreste de Sergipe, onde cursou o ensino fundamental e médio. De 1980 a 1986 trabalhou no Banese na função de Escriturário e, assim, pode custear seus estudos na Faculdade de Ciências Médicas, da Universidade Federal de Sergipe, onde ingressou em 1982 e concluiu o referido curso em 1988.

Ingressou na política por meio do PFL (DEM); foi candidato a vice-prefeito de Estância nas eleições municipais de 2004, com Ivan Leite. Juntos, obtiveram mais de 15.600 votos, sendo vice-prefeito de 2005/2008.  Em 2010, elegeu-se Deputado Estadual pelo PTC (Partido Trabalhista Cristão) com 15.395 votos, sendo que, mais de 35% desses votos foram apurados nas urnas da cidade de Estância. Em 2014 foi reeleito e teve uma votação bastante expressiva atingindo a marca de 26.160 votos. Em 2012 foi candidato a prefeito e agora em 2016 foi eleito prefeito de Estância com 14.405 votos.

Leia a seguir entrevista com o prefeito eleito de Estância, Gilson Andrade.

Folha da Região – Como o senhor avalia o pleito eleitoral de 2 de outubro em nosso município?

Gilson Andrade – Foi excelente, sairmos das urnas com a vitória, obtivemos em 2012 pouco mais de 11 mil votos, tivemos em 2014 em torno de 13.800 votos e agora para prefeito em 2016, 14.405 votos; isso demonstra uma ascensão em relação aos números de votos, fomos vitoriosos com mais de três mil votos de diferença para o segundo colocado. Em relação à campanha, a política tem que ser reformuladas, as pessoas têm que repensar, nós enquanto políticos na forma de fazer campanha eleitoral e essa campanha de baixo nível, suja, de tentar a todo custo desqualificar, destruir  a imagem dos adversários, espero que elas tenham dias contados e nos próximos anos eleitorais possamos ter uma campanha no nível melhor, uma campanha eleitoral propositiva.

Folha da Região – O senhor já esteve em Brasília em busca de recursos, qual o balanço que faz dessa viagem ao Distrito Federal?

Gilson Andrade – Foi uma viagem extremamente importante, fomos em todos gabinetes dos deputados federais por Sergipe, fomos nos gabinetes dos nossos três senadores, também visitamos alguns ministérios, conseguimos recursos na ordem de 50 milhões de reais para infraestrutura da área urbana do nosso município, através de uma emenda coletiva do deputado federal Laelson Oliveira; visitamos também o FNDE – Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, lá conseguimos um ônibus; no Ministério da Saúde conseguimos recursos na ordem de 4 milhões de reais que serão investidos na clínica de hemodiálise de Estância, que foi inaugurada em janeiro e até agora não está funcionando. Enfim, foi uma viagem bastante produtiva, do ponto de vista para viabilização de recursos, obviamente que esses recursos não chegarão em janeiro, teremos outros passos para que isso possa acontecer, próximo passos, por exemplo é  esses recursos possam ser aprovados na comissão do orçamento e já em março nós retornaremos a Brasília para assegurar essa emenda da bancada e assim também saber com os nossos representantes a nível federal quais foram as emendas individuais que eles disponibilizaram para Estância, porque além da emenda coletiva do deputado Laelson Oliveira, nós solicitamos de forma individual a cada deputado federal e a cada senador recursos para Estância.

Folha da Região – Quais os novos desafios que o novo prefeito eleito de Estância vai enfrentar a partir de janeiro de 2017?

Gilson Andrade – Os desafios são muitos, em todos os setores, em todos os segmentos. A população espera que nós possamos sanar problemas na área da saúde, problemas de fila, de insumos, faltando anestésicos para extração dentária, o básico do básico nas unidades de saúde que lamentavelmente está faltando. Unidades que precisam ser reformadas, unidades que foram iniciadas no período pré-eleitoral e eleitoral levantando algumas paredes e alicerces, parecendo medidas eleitoreiras, a exemplo do Alecrim, do Paulo Amaral, do Candeal, teremos desafios enormes. A questão da educação, do transporte escolar, que está sendo suspensos por falta de pagamentos de algumas empresas, a merenda escolar suspensa, nesse imbróglio do Conselho da Merenda com a gestão atual, enfim, são diversos desafios que temos que enfrentar, estamos aqui disposto e ciente de tudo isso e vamos enfrenar na medida do possível, a cada momento, a cada dia, sanando problemas e outros surgindo e consciente do nosso papel, da nossa condição de gestor de prefeito eleito desta cidade, com fé e ajuda de Deus, da nossa equipe que será montada, com a compreensão de todos aqueles que votaram  conosco e que não votaram, nas dificuldades de início de gestão, tudo isso será superado e iremos realizar muito para nossa gente, para o nosso município.

Folha da Região – Qual será a prioridade do seu governo?

Gilson Andrade – A prioridade são todas, não posso dizer que vou dá prioridade a saúde. A prioridade é a saúde, educação, cultura, turismo, infraestrutura, ações na agricultura, ações na área de meio ambiente. A prioridade é tudo isso e na medida do possível a população vai também definindo, vai norteando essas prioridades.

Folha da Região – Dos 15 vereadores eleitos à coligação que apoiou Gilson Andrade elegeu 11 vereadores, qual a importância dessa maioria para o prefeito governar a partir de janeiro do próximo ano?

Gilson Andrade – Olha, é importante que dos 15 vereadores, 11 foram eleito em nosso palanque do nosso agrupamento, isso é importante pra qualquer gestor, porque pelo menos nós já temos algo em comum, estivemos nas ruas de Estância mostrando as nossas propostas juntamente, então isso já é algo importante e obviamente que vamos precisar muito do compromisso desses vereadores, do compromisso também dos demais que não foram eleitos entre nossa coligação, mas que eles possam fazer seu mandato voltado para o povo de Estância, analisando os projetos que serão encaminhados aquela Casa para que possam também ser apreciados, para que também possam ser aprovado pelos 04 vereadores que não foram eleitos em nosso mandato. Então faremos com fé em Deus um mandato do diálogo, ouvindo todos os segmentos da nossa sociedade e ouvindo a Câmara, mesmo porque os vereadores são os legítimos representantes do nosso povo, faremos um diálogo respeitoso, respeitando os poderes. Os poderes têm que ser harmônicos mais ao mesmo tempo independentes e essa será a nossa postura durante todo tempo, durante os quatros anos do nosso mandato em relação à Câmara de Vereadores.

Folha da Região – Quais são os principais compromissos com os servidores em geral e como pretende se relacionar com o Sintese e Sindseme?

Gilson Andrade – O diaáogo vai ser constante, através da minha pessoa, ora através daqueles que vão está a frente da secretaria , seja da Secretária de Educação, Secretaria de Administração, ou das demais secretarias. Faremos um diálogo respeitoso, agora também espero que a recíproca seja verdadeira, que aja também o devido respeito desses sindicatos ou quaisquer segmentos com a nossa gestão. Em relação aos principais compromissos com o servidor, reafirmo o diálogo constante com cada servidor, com cada segmento, pagar em dia esses servidores, além de na medida do possível qualificá-lo, a princípio esses são os nossos principais compromissos.

Folha da região – O que o novo prefeito pretende fazer para ampliar e melhorar a geração de emprego e renda em nosso município?

Gilson Andrade – Vamos buscar parcerias com o governo do estado, com empresários, vamos investir no turismo, temos a Praia do Saco, uma das cem mais belos do mundo. A gente precisa mostrar  nossa praia para o Brasil, para o mundo, porém, é preciso infraestrutura e é isso que nós estamos indo buscar. Recentemente estive na Secretaria de Turismo vendo o que a gente pode fazer em parceria com o Governo do Estado e o ano que vem vamos ao Ministério do Turismo em busca de recursos do governo federal. Sabemos que uma indústria de grande porte para Estância vai gerar em torno de 50, 100 empregos, obviamente que a indústria é importante, e não tenha dúvida que vamos também em busca, agora vamos incentivar o nosso turismo que é algo estratégico para a nossa cidade. Já que o nosso litoral possui uma das belezas naturais mais paradisíacas precisamos mostrar e explorar esse nosso potencial.

Folha da Região – Sonho de reduzir a distância entre as praias e a zona urbana será uma bandeira de luta do prefeito Gilson Andrade?

Gilson Andrade – sim, convicto que esta estrada vai reduzir a distância até nossas praias, no futuro próximo vai torná-las um bairro da nossa cidade, para isso vamos lutar em busca de recursos para que um dia, esse sonho torne-se realidade, iremos no próximo momento buscar emendas parlamentares nesse sentido. Esse ano não foi possível, porque já asseguramos 50 milhões de recursos em emendas parlamentares em infraestrutura, através do Ministério da Cidade para que a gente possa incrementar em pavimentação, drenagem de diversas ruas, inclusive muitas ruas também nas Praias Abaís, Saco e Porto do Mato. Enfim, mas em outro momento iremos buscar recursos sim, parcerias sim, para que a gente possa construir a nossa estrada Estância/Abaís.

Folha da Região – O comércio de Estância como será tratado?

Gilson Andrade – Com o nosso pagamento em dia, a gente já está incrementando o nosso comércio, o que atualmente não vem acontecendo com o atual gestor, enfim, vamos dialogar com a CDL, com os empresários, comerciantes, vamos ouví-los constantementes e naquilo que o município puder ser parceiro, contribuir, nós iremos contribuir sim.

Folha da Região – E a cultura?

Gilson Andrade – O nosso o carnaval, por exemplo, é um carnaval diferente dos demais do estado de Sergipe, os nossos festejos juninos serão resgatados e nós podemos no segundo semestre realizar o festival de arte, um encontro cultural. Enfim, Estância precisa resgatar também o nosso Natal e Reveillon e isso gera emprego, renda para o nosso município e não ficar apenas esperando que possa incrementar o nosso polo industrial, é importante sim, e também nós iremos buscar parceria para trazer indústrias, mas é  preciso também ter um olhar especial para nosso potencial  turístico,  um detalhe importante a nossa cidade fica entre Aracaju e Salvador.

Folha da Região – E a segurança?

Gilson Andrade – Iremos cobrar mais do governo do estado, para que a gente tenha uma polícia civil mais eficiente, com efetivo maior, que a nossa Polícia Militar possa está mais presente nas ruas fazendo rondas necessárias, nos bairros periféricos, na zona rural, em nosso litoral, é preciso que a gente tenha essa colaboração do governo do estado e naquilo que for competência do município nós iremos atuar. Por exemplo, qualificar ainda mais a nossa Guarda municipal para que possa fazer esse trabalho preventivo. Como por exemplo a ronda escolar, presente no comércio, nas feiras livres, vamos implementar com fé em Deus os sistemas de câmara no comércio para que possa proporcionar mais segurança para os munícipes.

Folha da Região – Os guarda-vidas?

Gilson Andrade – Se nos queremos que a praia do Abaís e do Saco seja incrementadas em termos de turistas, que eles falem bem de Estância e que voltem, é necessário que eles se sintam seguros,  temos que ter um Guarda-Vidas com estrutura para trabalhar, para isso vamos buscar também parcerias com o Governo do Estado.

Folha da Região – Suas considerações finais.

Gilson Andrade – Eu gostaria de agradecer ao povo de Estância por essa vitória no último dia 2 de outubro, pelo carinho desse povo hospitaleiro, tudo que tenho agradeço ao povo de Estância. Fui eleito deputado em 2010 e fui em reeleito em 2014, graças ao povo de Estância. Não medirei esforços para poder corresponder o apoio desse povo, tendo um olhar diferenciado para as famílias mais necessitadas, mais carentes, mais vulneráveis. São elas que precisam mais do poder público.

Por Augusto Santos – Folha da Região

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Alessandro protocola novo pedido para instalação de CPI sobre Orçamento Secreto
Valadares Filho reeleito presidente estadual do PSB e Rogério exalta aliança em construção com o PT para um projeto forte
Natal Iluminado: programação contempla música e oficinas neste sábado. São mais de 4,5 mi de pontos de luz enfeitando
ABIH-SE promoverá 2ª edição do road show Viva Aracaju