18/11/16 - 08:58:54

Endometriose: conheça a doença e saiba como buscar tratamento (Foto assessoria)

Os cuidados com o corpo e com a saúde são fundamentais para o bem-estar. Milhares de mulheres, muitas vezes por falta de informação, são acometidas por alguma doença que desconhecem. Esta doença afeta cerca de seis milhões de brasileiras, segundo a Associação Brasileira de Endometriose (ABS).

A endometriose está entre o rol desses problemas. De acordo com a ABS, entre 10% a 15% das mulheres em idade reprodutiva (13 a 45 anos) podem desenvolvê-la e 30% tem chances de ficarem estéreis.

A endometriose é uma doença crônica caracterizando-se pela presença de tecido endometrial fora da cavidade uterina. Possui influência importante do hormônio estrogênio, ocorrendo assim, durante o período reprodutivo da mulher. O ginecologista do Hapvida, Élcio Almeida, esclarece as principais dúvidas sobre a doença.

  1. O que é endometriose?

A endometriose é uma doença crônica, caracterizando-se pela presença de tecido endometrial fora da cavidade uterina. Possui influência importante do hormônio estrogênio, ocorrendo assim, durante o período reprodutivo da mulher.

  1. O que causa a doença?

A teoria mais aceita da doença indica que haja um refluxo da menstruação da cavidade uterina para a cavidade abdominal, ocasionando os implantes endometriais no peritônio (membrana que recobre a parede abdominal).

  1. Quais são os sintomas?

As principais manifestações clínicas da endometriose são a história de ciclos menstruais alterados, a dor pélvica crônica (dor ao defecar, durante a relação sexual, ao urinar no período menstrual), a dificuldade de engravidar e a presença de massas abdominais encontradas no exame ginecológico.

  1. Como é feito o diagnóstico?

A endometriose é uma doença crônica de difícil diagnóstico. O diagnóstico definitivo da endometriose é cirúrgico, porém a suspeita clínica é o ponto de partida. Durante muito tempo a videolaparoscopia foi o único método considerado adequado para este fim.

A partir da década de 90, vários autores têm descrito a importância do ultrassom transvaginal e a ressonância magnética para o diagnóstico de endometriose profunda.

  1. A endometriose dificulta a gestação? Por quê?

A relação entre endometriose e  infertilidade é complexa. Estudos mostram que 25 a 50% das mulheres inférteis tem endometriose.

Apesar de estatisticamente maior a frequência, não temos um explicação plausível da causa da infertilidade na endometriose. Os mecanismos envolvidos são alteração da morfologia pélvica, alterações imunológicas, alterações endócrinas e ovulatórias e alteração da implantação embrionária.

  1. Quais os fatores de risco da doença?

Os fatores de risco estão relacionados à ocorrência de endometriose são: a mulheres em idade reprodutiva, estudos controversos apontam a raça, antecedentes familiares, e outros em avaliação.

  1. Existe alguma forma de prevenir a doença? Qual?

Não existe prevenção da endometriose, porém se recomenda o diagnóstico precoce, alimentação adequada (promove melhora da imunidade e bom hábito intestinal), atividade física regular e tratamento correto.

D Comunicação Estratégica