28/11/16 - 14:08:38

ABRH/SE promove o I Fórum de Relações Trabalhistas (Foto ascom)

Evento, realizado em parceria com a Fies, vai discutir, entre outros temas, o contencioso trabalhista das empresas

“Os conflitos trabalhistas que desaguam massivamente no Poder Judiciário decorrem, na maioria das vezes, de práticas e políticas que não observam as normas jurídicas”. O entendimento é da advogada Clarissa França, diretora jurídica da Associação Brasileira de Recursos Humanos, seccional Sergipe (ABR/SE), que coordena o IFórum de Relação Trabalhistas, marcado para a próxima sexta-feira (2), em parceria com Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (Fies), das 8h às 17h, no auditório da Fies, que fica localizada no Centro Administrativo Augusto Franco.

A preocupação de Clarissa se justifica quando se observa que a Justiça do Trabalho recebe cerca de 4,9 milhões de causas, em todo o país. Para ela, as ações trabalhistas, que têm custos elevados para as empresas, poderiam ser evitadas se os riscos e gastos fossem devidamente gerenciados, de modo a evitar riscos e reclamações de colaboradores. Ela ressaltou que o Fórum vai discutir tendências, inovações e soluções nas relações de trabalho, visando fortalecer os resultados da empresas através do estreitamento de relações entre as áreas de Recursos Humanos e o Jurídico das organizações.

“Entendemos que a parceria entre a liderança, o RH e o Jurídico teve ter início no momento da formulação do planejamento estratégico da área de RH, permeando as decisões relacionadas às políticas de contratação, remuneração e benefícios, buscando sempre aliar às tendências e inovações na gestão de pessoas à segurança jurídica”, destacou Clarrisa.

De acordo com ela, a judicialização excessiva das questões trabalhistas acarreta problemas para ambas as partes, trabalhadores e empresas. Na sua avaliação, para diminuir o contencioso e o impacto financeiro das reclamações para trabalhadores e empresas, é necessário pensar e agir com base na mensuração dos riscos envolvidos, para implantação e consolidação de políticas adequadas do ponto de vista da gestão e juridicamente lícitas por parte do comando da organização.

Juiz abre o Fórum – A abertura do I Fórum de Relação Trabalhista ficará por conta do juiz federal do Trabalho, do Paraná, Marcos Augusto Melek, que fará uma abordagem acerca dos erros mais comuns das empresas.Já Clarissa França tratará sobre a Legislação Trabalhista: impacto na gestão de pessoas, cenários e perspectivas. As advogadas Sandra Azevedo e Robéria Silva falarão sobre o ônus da prova no processo trabalhista, e a interface necessária entre o direito ambiental e o direito do trabalho, respectivamente.

Os interessados em participar do evento poderão fazê-lo por meio do site da ABR/SE: abrhse.com.br.

Set Comunicação