Aracaju, 6 de dezembro de 2021

Estudante de Macambira representa Sergipe no “Jovem Senador” (Foto assessoria)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O senador Eduardo Amorim é o presidente do Conselho do Projeto

O senador Eduardo Amorim (PSC-SE) presidiu na manhã da terça-feira, 29, a Sessão de Posse do Jovem Senador 2016, programa do Senado Federal que estimula e fortalece a cidadania dos estudantes matriculados no ensino médio das escolas públicas estaduais e do DF. “Parabenizo ao Senado pela iniciativa da criação deste concurso que estimula a participação política dos jovens brasileiros por meio da escolha das melhores redações”, disse ao explicar que este ano o tema foi “Esporte: educação e inclusão”.

Neste ano, o estado de Sergipe, está representado pela jovem Katellen Lorrany, 17 anos, do município de Macambira, a 58 km de Aracaju. Estudante do Colégio Estadual Marcolino Cruz Santos, a jovem afirmou que é uma experiência única e desafiadora. “Acompanho o trabalho dos políticos sergipanos e estar aqui vivenciando o funcionamento da Casa é bem diferente da cobertura da imprensa”, disse Lorrany.

Para Katellen, o jovem precisa estar atento e fazer parte do seu tempo: “Acredito que deve ser uma participação constante, sobretudo, pois essa faixa etária será contribuinte para o desenvolvimento do país, e trata-se de um setor com senso crítico atenuado que irá reivindicar os valores, apresentados na Constituição Federal, e garantir a aplicabilidade desses por meio do exercício da cidadania”.

O representante da Paraíba, Pedro Manoel de Souza, foi eleito pelos jovens senadores por meio de voto secreto para presidir o programa em 2016. “Eu tenho um projeto de futuro que pensa não só em meu sucesso ou nas minhas conquistas pessoais, mas que através delas eu possa contribuir na busca e na construção de uma pátria mãe mais justa e igualitária em direitos e oportunidades para os seus filhos e suas filhas”, disse.

“Sabemos que os caminhos que esses jovens trilharam para chegar até aqui não foram fáceis, assim como não foram fáceis, tampouco, os caminhos que percorremos para selecioná-los, sobretudo, pela inegável qualidade dos trabalhos apresentados”, disse Eduardo ao completar que o projeto tem a parceria do Ministério da Educação e do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed).

O Projeto recebeu 113.880 redações, um crescimento de 34% em relação à edição anterior, e mobilizou 282.240 estudantes matriculados no ensino médio de escolas públicas estaduais e do Distrito Federal em todo o país, com até 19 anos, um aumento de 6% se comparado com 2015. A participação dos professores orientadores também registrou um aumento de 8% em relação ao ano passado e contou com a atuação direta de 6.525 professores orientadores.

Segundo Eduardo Amorim, durante essa semana os jovens senadores participarão de trabalhos legislativos, como reuniões de comissões e sessões do Plenário, a exemplo do que os parlamentares, realizam no dia a dia. Os jovens poderão apresentar, ainda, projetos para tramitação na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa.

Fonte e foto: Assessoria de Imprensa senador Eduardo Amorim

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Polícia combate roubos de produtores agrícolas em Canindé
PMA abre inscrições de 900 vagas em oficinas online da Fundat
Horários de vacinação contra a Covid em drive-thru e unidades de saúde são alterados
Câmara de Canindé aprova Título de Cidadão para Sales Neto