Aracaju, 1 de dezembro de 2021

TSE DEIXA JULGAMENTO SOBRE CHAPA DE DILMA/TEMER PARA 2017

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

da Agência Brasil

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu ontem (13) que o julgamento dos processos em que o PSDB pede a cassação da chapa Dilma-Temer, eleita em 2014, serão julgados em 2017. No início da noite, durante sessão do tribunal, o relator das ações, ministro Herman Benjamin, disse que ainda não foi possível concluir seu voto sobre a questão porque as perícias contábeis não foram concluídas.

Segundo o ministro, o recesso do Judiciário começa na próxima semana e, apesar da rápida tramitação das ações, não há como iniciar o julgamento sem as conclusões dos peritos.

Durante a sessão, Herman agradeceu apoio do presidente do TSE, Gilmar Mendes, por disponibilizar meios para acelerar o andamento do processo, por meio de convênios com a Receita Federal e da Polícia Federal, por exemplo.

“Em menos de três meses, foram ouvidas 37 testemunhas, e eu estive presente em praticamente todas, assim como o Ministério Público Federal. Agradeço, quase que no apagar das luzes do Ano Judiciário, o apoio de Vossa Excelência [Mendes] do TSE e também das outras instituições envolvidas”, disse.

Em dezembro de 2014, as contas da campanha da então presidenta Dilma Rousseff e seu companheiro de chapa, Michel Temer, foram aprovadas com ressalvas, por unanimidade, no TSE. No entanto, o processo foi reaberto porque o PSDB questionou a aprovação por entender que há irregularidades nas prestações de contas apresentadas por Dilma. Conforme entendimento atual do TSE, a prestação contábil da chapa é julgada em conjunto.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Salgado paga salário dos servidores dentro do mês trabalhado
Belivaldo fala das perspectivas para 2022 em reunião com empresários e apresenta os avanços econômicos alcançados
Prefeitura de Aracaju inicia vacinação acima dos 12 anos em escolas municipais nesta quarta
Na Alese, Câmara Municipal de Aracaju sediou a audiência do Fórum Itinerante do PDES