Aracaju, 6 de dezembro de 2021

“O partido do Dom Távora é o povo pobre”, diz Jackson (Foto Jorge Henrique)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Governador esteve, nesta sexta-feira, 16, nos municípios de municípios de Pacatuba, Ilha das Flores e Santana do São Francisco para acompanhar ações implementadas e solenidades de assinatura do programa

Banhada pelo rio que a nomeia, a região do Baixo São Francisco tem na rizicultura e piscicultura as principais atividades econômicas. Nesta sexta-feira, dia 16, produtores familiares dos municípios de Pacatuba, Ilha das Flores e Santana de São Francisco receberam incentivo para a produção com a assinatura de Planos de Investimento Produtivo com associações de produtores. Os planos integram as ações do Programa Dom Távora e beneficiam 124 famílias. O investimento de R$ 1.341,819 foi assinado pelo governador Jackson Barreto.

“O projeto inicial do Dom Távora não abrangia o Baixo São Francisco e nós trabalhamos para inserir essa região, que tem uma grande potencialidade econômica e turística. Eu pessoalmente discuti, na época, e disse que não comandaria o programa se o Baixo São Francisco não fosse incluído”, afirmou o governador Jackson Barreto, nesta sexta-feira, 16, durante o início de sua agenda no Assentamento Santana dos Frades, em Pacatuba, onde acompanhou as ações que já vem sendo desenvolvidas dentro do Programa Dom Távora. Depois, o governador esteve nos municípios de Ilha das Flores e em Santana do São Francisco (Povoado Saúde), para assinatura de contrato dos planos de investimento.

De acordo com o governador, investir no Baixo São Francisco sempre foi prioridade, por conta do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da região. “Queremos estimular os produtores, as associações de produtores de arroz, peixes e artesanato para que produzam mais, com mais qualidade, assim vamos melhorar a renda dessas famílias. Essas ações chegam num momento difícil para o agricultor, que enfrenta uma das piores secas do Nordeste. O partido do Dom Távora é o povo pobre”, disse Jackson ao visitar o projeto de piscicultura que está sendo implementado no assentamento Santana dos Frades, um investimento de R$ 468.268,00.

Após a implantação, a previsão de produção é de 76 toneladas de pescado por ano, somando o resultado dos lotes individuais e da lagoa de produção coletiva, beneficiando cerca de 60 famílias, como a de José Bispo dos Santos. “Hoje nós temos nossos rios que não são capazes de dar o sustento para a comunidade. Criamos esse projeto para termos sustento para as famílias, porque só assim podemos tirar o peixe para dar sustento e colocar na mesa de nossas famílias. Essa é uma iniciativa muito boa, a gente vinha lutando por isso e agora graças ao governo de Jackson pudemos ter essa oportunidade, já demos início, cavamos os poços, estamos preparados para receber os alevinos e a ração. Com isso, temos esperança de um futuro melhor”.

O presidente da Associação dos Pescadores e Agricultores, Francisco Santos, agradeceu ao governador por olhar para o assentamento e trazer seu apoio. “Nenhum outro governador olhou para essa comunidade como Jackson. Pela primeira vez recebemos um governador de Estado aqui. Então, para o nosso povo, esse é o melhor governador que Sergipe já teve”, destacou.

Durante a visita ao assentamento, o governador esteve na escola local, ouviu  reivindicações de alunos, professores e comunidade em geral e se comprometeu com a reforma e ampliação da unidade. “Vou levar os pedidos com muito carinho porque vocês aprendem aqui a lição do dia a dia, uma lição de muito maior, que é a importância de manter acesa a chama do movimento social, da organização popular e da consciência de que é do campo que vem a independência das cidades, do nosso país”.

Ilha das Flores

Em Ilha das Flores, o governador assinou planos de investimento que beneficiam duas associações de produtores da agricultura familiar: a Associação dos Pescadores de Ilha das Flores e a Associação dos Pequenos Agricultores do estado de Sergipe. O investimento total no município é de R$ 668.226,83, beneficiando 49 famílias.

Na ocasião, o secretário de Estado de Agricultura, Esmeraldo Leal, falou sobre a produção de arroz local, a qual recebe incentivo do governo por meio da distribuição de sementes e assistência técnica. A expectativa é que a safra 2016/2017 seja de 30 mil toneladas de arroz. “Ano passado, batemos recorde de produção de arroz e este ano, estamos trabalhando para alcançar recorde na produção e na produtividade”, disse.

O produtor rural Carlos Alberto de Freitas, evidenciou o papel do governo e da secretária de Estado da Agricultura no impulsionamento da agricultura e consequentemente, da economia local. “Se não fosse incentivo do nosso governador, do secretário Esmeraldo, hoje a agricultura daqui estava um caos. A semente que o governo manda é de qualidade, os produtores estão produzindo muito bem. Esse programa vai beneficiar os agricultores os pescadores. Governador, que Deus te ilumine por muitos anos para que você possa servir a esse povo pobre que precisa de seu apoio”.

Para o presidente da Associação dos Pescadores de Ilha das Flores, José Cornélio, a assinatura dos investimentos representa uma grande vitória para os pequenos produtores e para o município. “Esse projeto, graças a Deus, agora é realidade. Nosso pedido foi atendido. A melhor coisa que vai acontecer, a partir dessa iniciativa, é que as melhorias serão para toda a população, e não apenas para o pescador. Esse plano é maravilhoso para nosso município”.

A opinião também foi reforçada pela pescadora Mônica dos Santos. “Achei ótimo o governador trazer esses planos de negócio para Ilha das Flores. Se continuar assim, vai ser bom demais. Meu pai tem lote, eu e meu esposo somos pescadores, e esses projetos nos ajudarão a gerar mais renda para o município. Estou feliz. Não esperava por essa novidade”.

O prefeito de Ilha das Flores, Cristiano Beltrão, reconheceu o compromisso do governador com o Baixo São Francisco. “Hoje é um dia importante e de alegria. O governador Jackson está trazendo mais benefícios para Ilha das Flores. Eu vejo que suas palavras, sempre dizendo em entrevistas que tem um carinho por essa região, se materializam a cada ação que o senhor faz, em cada cidade aqui do Baixo São Francisco e em Ilha das Flores não poderia ser diferente. O senhor é da minha raça, gosta de trabalhar, é  um homem de palavra e quando promete, cumpre e traz”.

O Governo do Estado incentiva a rizicultura no Baixo São Francisco com a distribuição de sementes de arroz, por meio do Programa Estadual de aquisição e distribuição de sementes certificadas. Este ano, o Programa investiu R$ 1.349.000,00 na aquisição de 400 toneladas de sementes de arroz e de 200 toneladas de sementes de milho. Os recursos são oriundos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza e beneficiam mil produtores de arroz e 20 mil produtores de milho. Somente o perímetro Irrigado do Betume, que abrange Ilha das Flores, recebeu 227 toneladas de sementes arroz que foram destinadas a 695 famílias.

Santana do São Francisco

Já em Santana do São Francisco, 15 famílias da Associação de Pescadores do Povoado Saúde foram beneficiadas com investimento de R$205.325,00 para a implantação de um projeto de psicultura.

O governador declarou estar satisfeito por ter podido entregar mais de R$1 milhão para as famílias carentes do Baixo São Francisco. “Hoje nos três municípios fizemos um roteiro de famílias pobres, simples e humildes e que precisam da participação do governo do estado para gerar renda, para gerar emprego, para melhorar a qualidade de vida e para segurar às pessoas em momento de crise e enfrentar a seca que está em Sergipe como um todo”.

“Às vezes tem peixe outras vezes não. É uma atividade muito puxada e que nem sempre traz retorno. A nossa expectativa com esse projeto é enorme, estamos aguardando há muito tempo, vai dar um fôlego para a gente”, afirmou a pescadora Ednalva Reis Santos.

Com o recurso, o presidente da Associação dos Pescadores do Povoado Saúde, Evandro da Silva Silveira, adiantou que será possível investir em tanques, redes , equipamentos de modo geral e ração e que a iniciativa proporcionará um futuro melhor para toda a comunidade. “Apesar do nosso município ser pequeno a vontade que a gente tem de crescer e se desenvolver é enorme. Com esse programa vamos poder dar um  futuro  para os nossos filhos”.

Projeto Dom Távora

O Projeto Dom Távora foi contratado em 2013, com investimento previsto de US$ 28 milhões – financiamento de US$ 15,7 milhões do FIDA e contrapartida estadual de US$ 12,3 milhões. Tem por meta atender a 10.000 famílias de pequenos produtores rurais, beneficiando 40.000 pessoas, através da implementação de 300 planos de negócios. O Projeto atua em 15 municípios dos territórios Agreste Central, Centro Sul, Baixo São Francisco e Médio Sertão Sergipano.

“Dos 300 planos de negócios do Projeto Dom Távora, 140 serão no Baixo São Francisco”, confirmou o coordenador do projeto Dom Távora, Eduardo Barreto.

Entre os municípios beneficiados estão Nossa Senhora Aparecida, Carira e Pinhão (Agreste Central); Tobias Barreto, Poço Verde e Simão Dias (Centro Sul); Graccho Cardoso e Aquidabã (Médio Sertão); e Pacatuba, Brejo Grande, Ilha das Flores, Neópolis, Santana do São Francisco, Japoatã e Canhoba (Baixo São Francisco).

O lançamento do Projeto Dom Távora foi realizado em 07 de janeiro deste ano, no povoado Betume, em Neópolis, quando foi celebrado convênio entre o Governo do Estado de Sergipe e a Associação de Pescadores Evangélicos do povoado celebraram convênio para a implementação de um Plano de Negócios de Piscicultura Intensiva em Tanques Rede. O plano promove o fortalecimento do cultivo de tilápias no sistema intensivo de tanques redes, proporcionando uma melhoria na qualidade de vida a 20 famílias de pescadores beneficiárias que viviam em situação de risco e vulnerabilidade social. O investimento foi de R$ 300.617,00.

Este mês, foram celebrados planos de investimento produtivo no município de Graccho Cardoso. O investimento é de R$ 986.641,19 e beneficia 98 famílias de agricultores familiares, um total de 400 pessoas.

Em Carira, foram celebrados quatro planos de investimento produtivo beneficiando 113 famílias de agricultores familiares (cerca de 450 pessoas) no município de Carira.  Os recursos investidos totalizam R$ 1.238.472,00.

Na sexta-feira, 09 de dezembro, foram assinados dois planos de investimento produtivo em Simão Dias, no valor total de R$ 651.226,74, beneficiando 62 famílias. Em Poço Verde, também foram celebrados dois plano de investimento que beneficiarão 34 famílias beneficiadas com um investimento do Projeto Dom Távora de R$ 438.842,00.

O próprio FIDA enfatiza a importância do Projeto Dom Távora, pois esse é um projeto que trabalha para incrementar negócios na área rural, com foco nas cadeias produtivas e na sustentabilidade. Seu objetivo principal é atuar com ‘Grupos de Negócios’ identificados nas comunidades e assentamentos através das suas organizações.

Inicialmente, nove cadeias prioritárias serão apoiadas: Caprinocultura e ovinocultura, aquicultura, apicultura, avicultura caipira, artesanato, fruticultura especial, turismo rural, mandiocultura e cocoicultura, sendo possível a identificação e apoio a novas cadeias com demandas de mercado comprovadas e com capacidade de agregação de produtores. O programa irá potencializar iniciativas de negócios já existentes e implementar novos, melhorando a vida das pessoas que vivem nas comunidades beneficiadas.

A escolha do nome do projeto cofinanciado pelo Fida é uma homenagem a Dom José Vicente Távora (1910/70), 1º arcebispo metropolitano de Aracaju.

ASN

Foto Jorge Henrique

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

PM prende foragido de Santa Catarina com mandado de prisão em aberto na cidade de Propriá
Seduc debate metodologias de resgate de estudantes em Encontro Estadual Intersetorial da Busca Ativa Escolar
Shopping Jardins presenteia clientes com kit L’Occitane au Brésil
Solenidade marca abertura do Curso de Especialização em Segurança Pública