Aracaju, 6 de dezembro de 2021

Retrospectiva da Programação Artística do Espaço Cultural 2016 (Foto: Cesar de Oliveira)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Com a curadoria da jornalista e cineasta Ilma Fontes, o Espaço Cultural Deputado Djenal Queiroz da Assembleia Legislativa de Sergipe, é realizado mensalmente no foyer da Casa Legislativa, com a coordenação da diretoria de comunicação da Alese, com o objetivo de apresentar os artistas sergipanos que aqui vivem e deve ser representado pelo povo através dos seus trabalhos, que vai desde exposição de pinturas, cerâmicas, fotografias, lançamento de livros e apresentações de teatro, dança e música. O projeto, que há treze anos valoriza e difunde a cultura sergipana, faz parte do calendário das ações de atividades parlamentar, em parceria com a Escola do Legislativo.

A temporada de mostra cultural deu início no ano de 2016 no mês de março, de acordo com abertura da 18º Legislatura, contou com a presença de parlamentares, secretário de Estado da Cultura, secretário de Estado da Comunicação Social, representante da Associação de Imprensa, da Galeria J Inácio, entre outros, além de amigos e servidores da Alese.

Ao todo foram 10 exposições temáticas. De acordo com a curadora Ilma Fontes, as exposições seguem um roteiro de estudo onde é feito um cronograma onde os trabalhos artísticos, apesar de serem diferentes, possam se comunicar entre si, trazendo a harmonia da mostra cultural.

Para o presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), Luciano Bispo, a dedicação de Ilma Fontes ao projeto cultural é fundamental para esta Casa. Segundo ele, o Espaço Cultural é vitorioso por ajudar a cultura e as artes. “Representamos as nossas raízes através da cultura e dela, o que um povo realmente é. Que muitos artistas possam ter aqui a oportunidade para mostrar seus trabalhos para a sociedade”, ressaltou.

Este ano, a Casa Legislativa recebeu diversos artistas, entre eles, a exposição de fotografias de Iza Foz; pinturas de Jaime Farias; o lançamento do livro do jornalista e escritor Pedro Varoni, a “Voz que Canta na Voz que Cala”; música do grupo Samba do Arnesto; fotografia de Ângela Oliva; música de Celda Fontes e banda; artes plásticas de Anderson Camilo; exposição de retratos de Djenal Queiroz- por Valter Soares; Edu Maia, José Walter, Jaime Farias, Silas e Suzana Hyuca – Artistas da Associação de Artistas Plásticos Sergipanos (Aaplasa); Apresentação do Corales – Coral da Assembleia Legislativa de Sergipe; Participação de músicos da Orquestra Sinfônica de Sergipe; artes plástica de Cybele Ramalho; literatura de Ilma Santos; voz de Dana Estavo; Adolfo Sá, lançando o livro – “Viva La Brasa”; escultura do artista plástico autodidata Mestre Ará; exposição de pinturas de Carlos Santana; exposição de fotografias de João Cobbett; exposição de motivos ecológicos de José Bezerra; além da apresentação de dança de Denni Ellin; lançamento do livro intitulado “Do Bunker Provinciano ao Fabulário Tropical”, de Andrei Ribeiro Albuquerque; música de Rogério Peninha; exposição de pinturas de Gustavo Santos, um adolescente natural e residente da cidade de Itaporanga D’ Ajuda , que tem na alma a arte como forma de expressão de vida, conta com o mestre Valter Soares para o aperfeiçoamento da técnica; exposição de fotografias de Vera Núbia Vilar, que retrata sua obra na natureza humana e ambiental; bem como o lançamento do livro de contos e crônicas intitulado, “Tempo de Almas e Anjos”, de Expedito Souza, numa narrativa simples, tendo como inspiração momentos de sua infância vividos na cidade de Riachão do Dantas; exposição de pinturas de Eduardo Maia, Estamparia Artesanal da Fabriqueta Cravo & Canela, Exposição TriboLu do patchworker Fúria, apresentação de coreografia de Lu Spinelli por Ricardo Montalvão, Lançamento do livro Arthur Bispo do Rosário Biografia de Chiquinho do Além Mar; apresentação da CIA de Artes Alese, homenageando o poeta Mário Jorge, exposição de pinturas de Nil Cavalcante, pelos 70 anos do poeta Mário Jorge; exposição de acervo do poeta sitado; lançamentos dos livros: “Olhar Através da Alma”- Vivian Lemos; “Treze Bruxas entre o Espelho e a Alma”- Ana Azevedo e ” Pra Passar o Tempo” – Eugênio Ramos.

Por fim, a curadora Ilma Fontes argumenta que Espaço Cultural da Alese é uma plataforma usada para diminuir a lacuna entre o poder legislativo e a comunidade. “A ponte é feita através da arte no projeto Espaço Cultural. A cada legislatura buscamos imprimir a imagem do presidente, o deputado estadual, Luciano Bispo representa é a popularidade e a satisfação em valorizar a arte sergipana”, descreve.

Por Agência de Notícias Alese

Foto: Cesar de OLiveira

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Shopping Jardins presenteia clientes com kit L’Occitane au Brésil
Solenidade marca abertura do Curso de Especialização em Segurança Pública
Fazendo festa com seu rico dinheirinho
PM apreende duas motocicletas com suspeita de roubo em Propriá e Canhoba