Aracaju, 5 de dezembro de 2021

Já vai tarde

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O ano que termina amanhã não deixará boas lembranças para a grande maioria dos sergipanos. Em Aracaju, a administração do ainda prefeito João Alves Filho (DEM) chega ao fim de forma calamitosa. Por sua vez, os servidores estaduais terminam 2016 sem um centavo de reajuste, a violência cresce desenfreada, a saúde permanece falida, o desemprego cresce assustadoramente e, mais uma vez, a educação foi reprovada pelos próprios professores. Portanto, que 2016 bata logo em retirada, abrindo caminho para um 2017 bem melhor para todos que, otimista, vão brindá-lo na virada de sábado para domingo próximo. Apesar dos pesares, feliz Ano Novo!

Mãos à obra

Ao anunciar mais uma leva de secretários, o prefeito eleito Edvaldo Nogueira (PCdoB) voltou a alertá-los que não aceita “mimimi” e que na nova administração de Aracaju não haverá espaços para preguiçosos.  Oxente, será que o camaradinha não bota muita fé no taco da galera escolhida para auxiliá-lo? Misericórdia!

Chororô

E o deputado federal Valadares Filho (PSB) ainda não digeriu a derrota para a Prefeitura de Aracaju. Prova disso foram as críticas feitas por ele ao secretariado de prefeito Edvaldo Nogueira: “Infelizmente, os métodos atrasados na formação de uma equipe permanecerão. Será um governo dos mesmos para os mesmos, inclusive, com a ingerência direta do seu padrinho político, Jackson Barreto”. Ué, rapaz, queria que Edvaldo escolhesse os auxiliares nos partidos adversários ou esperava ser procurado para indicar alguém? Aff Maria!

Escuridão

O corte da energia elétrica do mercado municipal do Conjunto residencial Augusto Franco deixou comerciantes do local tiriricas da vida. Assim como aconteceu antes com a sede da Prefeitura e outros sete órgãos municipais, o desligamento da energia do mercado ocorreu por falta de pagamento das faturas vencidas. A dúvida é saber se até domingo, a Energisa vai cortar a luz de outros prédios da Prefeitura. A que ponto chegamos!

Pois tá!

Segundo o secretário da Segurança Pública, João Batista, não passa de “boato maldoso” a informação que deputados pediram ao governador Jackson Barreto (PMDB) a cabeça da delegada Danielle Garcia. A jovem policial responde pelo Departamento de Combate aos Crimes Tributários e já botou na cadeia muita gente graúda, a exemplo de vereadores, advogados e empresários da construção civil. Tomara que seja mesmo só boato. Homem, vôte!

Oito e oitenta

A partir de domingo, o salário mínimo passa dos atuais R$ 880 para R$ 937, reajuste equivalente a 6,47%. No mesmo dia, os subsídios dos vereadores de Aracaju sobem de R$ 15 mil para exagerados R$ 18.991,68, aumento de quase 26%. Outra diferença gritante entre o assalariado e o parlamentar é que o primeiro trabalha seis dias por semana e geralmente no sol, enquanto o outro vai à Câmara quatro dias semanais, para bater papo, dizer amém ao prefeito de plantão, tomar cafezinho e água gelada. Êta Brasilzão sem jeito!

Venda de ativos

Veja o que publica hoje a coluna Esplanada, veiculada no Jornal da Cidade: “O Tribunal de Contas da União aprovou ontem a venda de parte da Petrobras Biocombustível para a francesa Tereos Internacional, e do complexo petroquímico de Suape, para a mexicana Alpek. Por outro lado, a Justiça de Sergipe barra a conclusão dos negócios dos campos de Tartaruga Verde e Baúna. Assim, a meta de desinvestimento da Petrobras, de US$ 21 bilhões, fica para o ano que vem”.

Mesma moeda

Tem gente no governo sugerindo fazer uma pesquisa junto aos pais de alunos da rede estadual sobre a atuação dos professores em sala de aula. A idéia é mostrar que a categoria não anda com essa bola toda perante a população, pois se preocupa mais com os próprios salários do que em ministrar aulas. Há quem garanta que só a possibilidade de uma pesquisa dessa ordem deixa a maioria dos educadores de cabelos em pé. Cruz credo!

Cadê os mutirões?

Antes das últimas eleições, o governo de Sergipe realizou na periferia de Aracaju uma série de mutirões, batizados de “Governo em Ação”. Neles, eram oferecidos à comunidade carente serviços como emissão de carteiras de trabalho e de identidade, triagem para diabéticos e hipertensos, cortes de cabelo, atendimento oftalmológico e ginecológico, entre outros. Depois das eleições, ninguém mais falou nos tais mutirões. Por que será?

Operação Navalha

Ao virar ex-prefeito, João Alves Filho (DEM) perderá o foro privilegiado no processo sobre a Operação Navalha. Além dele e do filho Joãozinho Neto, outros 10 sergipanos são acusados por crimes de peculato e corrupção. Desencadeada em 2007, a investigação da Polícia Federal apontou a existência de um grupo organizado para a obtenção ilícita de lucros através da contratação e execução das obas de duplicação da Adutora do São Francisco. Creindeuspai!

Até o próximo ano!

Recorte de jornal

___________________________________________________________________________________________-888

Publicado no jornal propriaense A Defesa, em 10 de novembro de 1945.

Resumo dos Jornais

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Alessandro protocola novo pedido para instalação de CPI sobre Orçamento Secreto
Valadares Filho reeleito presidente estadual do PSB e Rogério exalta aliança em construção com o PT para um projeto forte
Natal Iluminado: programação contempla música e oficinas neste sábado. São mais de 4,5 mi de pontos de luz enfeitando
ABIH-SE promoverá 2ª edição do road show Viva Aracaju