05/01/17 - 06:08:28

Dores: Policia Civil cumpre mandado de prisão contra ex-presidiário (Foto Derpol)

A Polícia Civil reitera a necessidade de cooperação da população, especialmente através da ferramenta disque denúncia 181. Seja um aliado na luta contra o crime, denuncie.

Na tarde desta quarta-feira (04), Policiais Civis lotados na Delegacia Regional de Nossa Senhora das Dores, sob a coordenação dos Delegados Felipe Tocori e Marcos Garcia, deram cumprimento à mandado de  prisão preventiva em desfavor de Henrique de Jesus Santana, vulgo ‘ZAZÁ’, sobrinho da senhora conhecida como “CIÇA PRETA”, na localidade dorense conhecida como Beco de Peba.

ZAZÁ fora abordado pelos policiais civis após perturbar os trabalhadores da empresa CELI, que realizavam obras de infra-estrutura ligadas ao esgotamento sanitário na cidade de Nossa Senhora das Dores/SE. Conduzido à DERPOL para as verificações de praxe, os policiais constataram a existência de mandado de prisão preventiva expedido pelo Juízo da 2ª Vara Criminal da Comarca de Nossa senhora do Socorro/SE, pela prática do crime de homicídio qualificado no ano de 2015 naquela cidade. (ZAZÁ encontra-se preso à disposição da Justiça).

É importante que se destaque que esse é o 4° indivíduo preso em flagrante pelos policiais civis neste ano 2017, bem como que em apenas 24 horas a equipe coordenada pelos Delegados Felipe Tocori e Marcos Garcia retiraram de circulação 03 criminosos da comunidade dorense conhecida como Beco de Peba.

A polícia civil reitera a necessidade de cooperação da população, especialmente através da ferramenta disque denúncia, seja pelo telefone 181, ou mesmo pelo download do aplicativo “disque denúncia”.

Para o conhecimento da sociedade, vale ressaltar a seguinte informação; Henrique de Jesus Santana, vulgo ‘ZAZÁ’, foi acusado de ter assassinado João Roberto dos Santos, de 25 anos, recém formado em Administração, com dois tiros em frente do estabelecimento comercial da família e vizinho a sua residência localizado na Rua do Matadouro Novo Bairro periférico da cidade de Nossa Senhora das Dores no dia (08/10/2014). Uma das versões na época que ocorreu o crime foi que no domingo das eleições José Roberto trabalhou como mesário e cumprindo sua responsabilidade a que foi orientado não permitiu que um rapaz sem identificação entrasse na seção para votar, “resultado, foi jurado de morte”.

Segundo informações, ‘ZAZÁ’ acusado deste crime bárbaro após alguns dias depois do fato, foi embora de Nossa Senhora das Dores, algum tempo depois ao retornar para a cidade foi localizado pela justiça e foi expedido pelo Juiz da Comarca de Nossa Senhora das Dores um mandado de prisão em seu desfavor. Sendo que no mês de abril de 2015, foi cumprido o mandado ele (o acusado) foi para um dos presídios do estado de Sergipe.

Informação e fotos: DERPOL/DORES.