Aracaju, 6 de dezembro de 2021

GOVERNO BUSCA SOLUÇÃO PARA CRISE HÍDRICA EM MALHADOR

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Mais uma reunião foi realizada nesta quarta-feira, 4, pelo Governo do Estado para discutir ações de combate à escassez hídrica. A força-tarefa montada pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) envolve o trabalho de outros órgãos do Estado, além de instituições e associações ligadas ao meio ambiente. Na ocasião, o meteorologista Overland Amaral apresentou aos presentes a situação da seca no Estado.

O foco das atividades é o município de Malhador, situado na região Agreste do Estado, onde a crise hídrica se mostra mais evidente. Assim como todo o Nordeste e boa parte das cidades de Sergipe, o território vivencia uma das piores secas dos últimos tempos. Atualmente, Malhador passa por um rodízio no abastecimento, situação que vem tirando o sono e agravando a sede dos habitantes.

Segundo o secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Olivier Chagas, esta é mais uma reunião com diversos órgãos do estado e com representantes dos proprietários irrigados do Rio Mata Verde, em Malhador, com o objetivo de equacionar a situação da crise hídrica. “A falta de água está evidente e a prioridade é para abastecimento humano, mas o Governo do Estado sabe da sua responsabilidade também com os produtores, por isso estamos buscando esgotar os diálogos e as possibilidades que possam atender ao município e aos produtores. Já estamos avançando, fizemos algumas experiências produtivas e amanhã voltaremos a nos reunir, desta vez no município, com o objetivo de encontrar uma alternativa que seja a menos impactante possível”, garantiu.

De acordo com o superintendente de Recursos Hídricos da Semarh, Ailton Rocha, durante a reunião foram sugeridos a suspensão da irrigação, a substituição por um sistema de irrigação mais eficiente e localizado e o cadastramento dos usuários urbanos, porque muitos desperdiçam água, como os lava jatos. “A ideia é que seja feito o rebaixamento dos sangradouros das barragens, para que mantenham um fluxo permanente de liberação de água para a barragem da Deso. Depois é ficar avaliando a situação, para ver se consegue manter a regularidade do sistema de manter a vazão de 82 metros cúbicos por hora, durante 24 horas, que é o que a Deso precisa para garantir o abastecimento de água da população de Malhador”, explicou.

Força-tarefa

Para elaborar e discutir essas medidas, foi criado um grupo de trabalho com os integrantes de vários órgãos para fazer os trabalhos de fiscalização, autuação, advertência, multa e embargo aos usuários que não estão adequados. Uma força-tarefa foi montada com o objetivo de gerenciar os recursos hídricos em todo o Estado, priorizando o abastecimento humano, tendo em vista que Sergipe, assim como toda região do Nordeste, está vivenciando uma das piores secas dos últimos anos.

Semarh

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

PM prende foragido de Santa Catarina com mandado de prisão em aberto na cidade de Propriá
Seduc debate metodologias de resgate de estudantes em Encontro Estadual Intersetorial da Busca Ativa Escolar
Shopping Jardins presenteia clientes com kit L’Occitane au Brésil
Solenidade marca abertura do Curso de Especialização em Segurança Pública