Aracaju, 28 de novembro de 2021

Campanha de Desarmamento é reforçada em Sergipe (Foto ilustração google)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

De acordo com dados registrados no Mapa da Violência, em 2014, o Brasil alcançou seu recorde histórico, no total de 59.627 mortes, o equivalente a uma taxa de 29,1 ocorrências a cada 100 mil habitantes. Número muito superior ao proposto pela ONU, que estabelece como aceitável o máximo de 10 homicídios por 100 mil habitantes. Ou seja, a violência é considerada epidêmica. O Brasil, que, sob o manto do Estatuto do Desarmamento, alcançou o status de líder mundial em números absolutos de homicídios.

Preocupada com a violência em nosso Estado, a Assembleia Legislativa de Sergipe, em parceria com os órgãos responsáveis pela segurança pública, promoveu um grande debate acerca da cultura da paz e o desarmamento de armas de fogo, em consonância com a Campanha Nacional do Desarmamento, lançada em 2011 pelo Governo Federal, com o objetivo de reforçar a campanha nacional, bem como incentivar o recolhimento das armas, afim de reduzir a criminalidade.

Estudantes ocuparam as galerias do plenário Deputado Pedro Barreto de Andrade da Alese, afim de acompanhar a discussão, tendo como cenário, a invasão de marginais à escolas para fazerem arrastões entre os estudantes com posse de arma.

Para Pedro, estudante de 15 anos, a vinda deles ao parlamento trata-se de um pedido de clemência aos governantes, e aos deputados. “Já enviamos relatório com fotos até para a Secretaria de Educação, e até agora não houve melhoramentos. Estamos com medo de ir a aula, pois roubam nossos celular e carteiras, e isso dentro da escola, pois pulam o muro para entrarem. Estamos inseguros!”, desabafa o estudante e ressalta “sei que essa ocorrência não está apenas na escola, sabemos que Sergipe está assim, a insegurança é geral”.

Para o coordenador da audiência, o deputado Capitão Samuel (PSL), “a juventude que acompanha o trabalho da vida pública, é de grande importância. Pois passam a ter compreensão do trabalho realizado nesta Casa, e criam o senso crítico, de frisar o que é bom, dando continuidade, e de melhorar amanhã o que ocorre no hoje”, salientou o deputado, que é presidente da Comissão de Segurança da Assembleia Legislativa.

Em 2015, Sergipe registrou 1.196 homicídios dolosos e 47 latrocínios. O fato levou o Estado a ocupar, pela primeira vez, a classificação de primeiro lugar no ranking da violência, com 57,3 mortes violentas intencionais a cada 100 mil habitantes, desbancando a vizinha Alagoas.

Vale ressaltar que durante a promoção das campanhas do desarmamento promovidas pelo Estado em 2016, 30 armas de fogo foram entregues voluntariamente, essa informação foi passada pela coordenadora do Comitê Sergipano do Desarmamento, a delegada Meire Monsuet em entrevista à TV Alese.

De acordo com a delegada Meire, o número de armas entregue em 2016 foi pequeno e que reflete a necessidade de ser reforçada a Campanha com ações de conscientização voltada, principalmente, para jovens com idade entre 12 a 26 anos. A ideia da coordenação é levar palestras às escolas e universidades. “Nós vamos focar nos jovens acreditando na prevenção para o combate da criminalidade e combate à violência”, disse.

Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública de Sergipe, em 2016 foram apreendidas aproximadamente 1500 armas de fogo. De acordo com o superintendente executivo da SSP, coronel José Pereira de Andrade, destacou que diversas operações permanecem sendo realizadas em 2017 e a ideia é intensificar. ” A chegada da Força Nacional é de fundamental relevância. E com o aumento da ostensividade, pretendemos angariar mais armas apreendiadas no Estado”, salientou.

Por Agência de Notícias Alese

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Arquiteta fala sobre mudanças nos lares durante a pandemia
Inscritos no Enem fazem neste domingo segundo dia de provas
Covid-19: Aracaju vacinou 17.398 mil pessoas nesta semana
Vice-governadora conhece serviços da Casa Mulher em Itabaianinha