Aracaju, 6 de dezembro de 2021

ECONOMISTA DESTACA QUE CESTA BÁSICA PODE VOLTAR A CRESCER

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O valor da cesta básica apresentou queda em 25 capitais, de acordo com pesquisa do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

A capital sergipana apresentou queda mais expressiva (-5,11%), seguida por Campo Grande, no Mato Grosso do Sul (-4,16%) e São Luís, no Maranhão (-4,13%). O professor e economista Ricardo Oliveira Lacerda de Melo, acredita que os preços dos produtos que compõem a cesta básica, podem voltar a crescer a exemplo do que aconteceu de janeiro a novembro do ano passado.

Em dezembro a cesta básica ficou em R$ 349,68 no final de 2016. “O preço da cesta básica caiu em Aracaju somente em dezembro, no restante do ano de 2016, a cesta básica na capital sergipana foi uma das mais caras do país”, destaca o professor e economista Ricardo Oliveira Lacerda de Melo.

De acordo com ele, o aumento nos valores da cesta básica vai depender muito da pressão na economia. “Um dos fatores é a própria seca que está reduzindo o impacto no Brasil e não especialmente no Nordeste, mas a previsão é de que a produção agrícola venha a crescer nos próximos meses”, ressalta.

Entre os alimentos que apresentaram queda nos preços, estão o leite e o feijão tipo carioquinha.

Sobre a economia de um modo geral, Ricardo Lacerda foi enfático: “será mais um ano de dificuldades e o desemprego tende a crescer”.

Por Agência de Notícias Alese

 

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Fazendo festa com seu rico dinheirinho
PM apreende duas motocicletas com suspeita de roubo em Propriá e Canhoba
Polícia combate roubos de produtores agrícolas em Canindé
PMA abre inscrições de 900 vagas em oficinas online da Fundat