Aracaju, 28 de novembro de 2021

COVISA SE REÚNE COM EMPRESA RESPONSÁVEL PELA LIMPEZA DO MAKRO

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS), por meio da Coordenação de Vigilância Sanitária (Covisa), se reuniu nesta quinta-feira, 26, com o representante da empresa responsável pela limpeza do supermercado Makro, localizado na avenida Tancredo Neves, que sofreu um incêndio no dia 10 deste mês. Na ocasião, foram discutidas quais providências estão sendo tomadas para sanar o problema do mau cheiro do local que tem incomodado os moradores da região.

Segundo Juliano Pereira, gerente de Alimentos e Serviços Veterinários da Covisa, a reunião foi proveitosa e o representante da empresa garantiu que todo o serviço de limpeza do local será finalizado no final desta semana. “Fizemos uma inspeção no supermercado, a pedido do Ministério Público do Estado, e, de fato, constatamos o mau cheiro. Ficamos preocupados e enviamos uma notificação à empresa responsável pela limpeza e o representante procurou a Vigilância, apresentou o que está sendo feito para sanar o problema e nos garantiu que até o final desta semana todo o serviço de limpeza do local será concluído”, disse.

Ainda de acordo com Juliano, uma equipe da Covisa irá ao supermercado nos próximos dias fazer uma nova inspeção. “Como o representante disse que já está tomando as devidas providências para limpar totalmente o local, faremos nos próximos dias uma nova inspeção no supermercado. Por conta do sinistro, há muito chorume  na área, o que tem gerado o mau cheiro, e isso precisa ser resolvido o mais rápido possível”, declara.

Além disso, o gerente de Alimentos e Serviços Veterinários da Covisa orientou o representante da empresa a não doar as mercadorias que não foram destruídas no incêndio, como desinfetantes, sabonetes, refrigerantes e água, porque os produtos podem ter sido afetados pelo calor das chamas.

“A intenção do representante era doar as mercadorias para uma instituição de caridade, mas os produtos, provavelmente, foram afetados pelo calor das chamas, o que pode ter comprometido a eficácia deles. Por isso, ao serem utilizados, eles podem provocar danos à saúde. Passamos essa orientação para o representante da empresa, ele acatou e toda a mercadoria será descartada”, conta Juliano.

Empresa

Durante a reunião, Wesley Bartoli, representante da empresa, explicou que os profissionais que estão trabalhando na limpeza do supermercado já estão colocando areia em todo o local para absorver o chorume e, consequentemente, o mau cheiro já foi reduzido em 90%.

“Já estamos colocando areia para ela absorver o chorume e depois vamos retirá-la e levar todo esse material para um local que é adequado e licenciado pelos órgãos de meio ambiente. Não deixamos o chorume se espalhar para a rede de esgoto e já conseguimos reduzir o mau cheiro em 90%. Até o final desta semana deixaremos o local totalmente limpo e vamos retirar também os metais que restaram do incêndio. Estamos correndo para concluir o trabalho porque sabemos do incômodo para a população”, afirma.

Sobre a doação das mercadorias, Wesley conta que acatou a orientação da Covisa e irá descartar todos os produtos. “Estava pensando em doar o que não foi destruído no incêndio, mas fui orientado a não fazer isso porque os produtos podem ter sido afetados pelo calor das chamas. Então, por questão de segurança, irei descartá-los. E quando todo o serviço estiver concluído, enviarei um relatório para a Vigilância Sanitária”, conclui Wesley.

Ascom/SMS

Foto assessoria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Arquiteta fala sobre mudanças nos lares durante a pandemia
Inscritos no Enem fazem neste domingo segundo dia de provas
Covid-19: Aracaju vacinou 17.398 mil pessoas nesta semana
Vice-governadora conhece serviços da Casa Mulher em Itabaianinha