Aracaju, 29 de novembro de 2021

TCU FISCALIZA MEDIDAS EMERGENCIAIS PARA CONTER CRISE PRISIONAL

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

da Agência Brasil

Em meio à crise no sistema penitenciário, o plenário do Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou ontem (25) um pedido da ministra Ana Arraes para realização de uma auditoria coordenada com os tribunais de contas dos estados e municípios das medidas emergenciais que estão sendo adotadas pelos governos federal e estaduais para lidar com a situação.

A fiscalização também vai analisar a gestão, os custos e as tecnologias de apoio associados ao sistema carcerário.

“Em um país com mais de 1,4 mil estabelecimentos prisionais, a ausência de um modelo nacional de gestão, a deficiência na aplicação de recursos públicos e o descumprimento de normas de organização funcional têm por consequência a degradação do sistema prisional, o aumento da insegurança e a violação de direitos humanos”, destacou a ministra.

Paralelamente à auditoria, o presidente do tribunal, ministro Raimundo Carreiro, sugeriu que a unidade de controle externo do TCU faça um levantamento sobre a situação do sistema penitenciário brasileiro.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Janier Mota comemora inauguração do Hospital de Itabaianinha
Prefeitura intensifica ações voltadas à saúde do homem
Conselho de Psicologia estabelece prazo para adequação de serviços na Hapvida  
Dermatologista orienta sobre cuidados com a pele durante o Verão