Aracaju, 21 de setembro de 2021

PRESIDENTE DO SEESE DIZ QUE SITUAÇÃO EM APARECIDA É CAÓTICA

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

“A situação aqui em Aparecida é caótica” alerta presidente do sindicato das enfermeiras Com mais de 10 anos sem reajuste salarial além de perda de gratificação, profissionais da enfermagem lotadas na prefeitura de Nossa Senhora Aparecida realizaram uma manifestação na manhã desta terça-feira, 24, na frente da clínica da Saúde da Família.

De acordo com Shirley Morales, presidente do Sindicato dos Enfermeiros do Estado de Sergipe, os profissionais da enfermagem que trabalham em Aparecida não têm tido qualquer atenção por parte da prefeita Vera e sofrem com a falta de condições de trabalho. “Este é o último recurso quando a gestão se recusa a conversar com p trabalhador. Por outro lado, no fim do ano passado foi aprovada uma lei que  da direito a prefeita Vera reajustar o seu salário em quase 100%. Aí eu pergunto: que crise é essa que ela alega que o município está passando? Prefeita, Saúde é um direito garantido pela Constituição”, pontuou Shirley.

Mesmo com mais essa possibilidade de negociação, mais uma vez os servidores não foram atendidos pela prefeita Vera. Ficou deliberado que mais um ofício será encaminhado à gestora no sentido de marcar uma reunião e caso seja negada uma nova paralisação ocorrerá. De acordo com as servidoras, todos os vereadores do município foram convidados a participar da manifestação e fortalecer a luta, mas apenas o vereador Zé Lima compareceu.

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Sergipe sem óbito por Covid nesta segunda e 32 novos casos
Aumento expressivos de assaltos, uso e tráfico de drogas na praia da Cinelândia em Aracaju
Juma de ‘Pantanal’: Alanis Guillen revela reação à notícia, detalha preparação
Juliette revela temor no ‘BBB21’: ‘O impulso inicial é devorar, julgar, e isso me dava medo’