29/04/20 - 12:46:01

Sessão da Câmara de Lagarto é marcada por indicações de obras

Com os parlamentares devidamente protegidos através de máscaras de proteção individual e o uso de álcool em gel 70%, aconteceu, esta semana, a segunda sessão pós-retomada dos trabalhos da Câmara Municipal de Lagarto. Alguns parlamentares ocuparam a tribuna da Casa Legislativa, falando sobre o coronavírus, trataram de problemas a serem resolvidos no município e comentaram indicações.

Quem abriu as falas do Pequeno Expediente foi o vereador Washington da Mariquita. Além falar sobre a pandemia de coronavírus, o parlamentar destacou sua indicação à Secretaria de Obras.

“Estamos todos vivendo uma situação muito difícil com o Covid-19. Peço aos conterrâneos lagartenses que façam sua parte. […] Fiz uma indicação cobrando mais uma vez da gestão pública, uma solução imediata para o caso do Povoado Tapera dos Modestos, que já tem mais dois meses com a população sem água”, afirmou, ressaltando também a importância do abastecimento de qualidade em outros pontos do município.

A água também foi protagonista nas falas de outros parlamentares, mas em outro sentido. JC, Creusa do Oiteiro, Zé do Perfume e Jocelmo de Antônio Simões ressaltaram a formação de uma lagoa no povoado Santo Antônio.

“Infelizmente, quem conhece o Santo Antônio sabe muito bem que quando termina o calçamento, chegando próximo a igreja, começa uma situação muito delicada. Quem passa por ali vê o quanto é difícil passar por aquele setor, com a lagoa que tem ali. É importante que o secretário veja a melhor maneira de escoar aquela água, para que a população que trafega naquela região possa passar com tranquilidade e segurança”, destacou JC.

Algumas obras também receberam enfoque nas cobranças dos representantes lagartenses. Os vereadores Fábio Frank, Baiano do 13, Soró e Marta Dengue tocaram no assunto.

“Espero que a ‘Operação Tapa-buraco’ faça algo, já que o costume daqui é deixar as coisas acontecerem, ao invés de se preparar. Já estão aparecendo vários buracos nas ruas por causa da chuva. Algumas travessas estão com buracos incríveis, outros que até foram tapados mas que a chuva já deixou com problemas novamente. Temos que nos preparar”, declarou Marta.

O coronavírus voltou a ser pauta nos discursos dos vereadores Alex Dentinho, Amilton Fontes e Clayton Moore. O primeiro falou sobre a importância de controlar cada vez mais as aglomerações na cidade, salientando a importância de instituir o uso obrigatório de máscaras através de decreto municipal. O segundo sugeriu uma mudança no atendimento à idosos, crianças e gestantes, para que sejam atendidos em escolas específicas e evitem o acesso desses públicos aos ambientes dos Postos de Saúde da Família. Já o terceiro parabenizou o trabalho do Poder Executivo diante da pandemia.

O vereador Gordinho, utilizou sua fala para solicitar ao governo do estado a distribuição de cestas básicas para as famílias mais carentes do município. Quem também fez solicitação foi o presidente da Casa Legislativa, Eduardo de João Maratá, mas dessa vez foi à Prefeitura de Lagarto. A intenção é que sejam instalados banheiros químicos para que a população, que enfrenta grandes filas aguardando a regularização do auxílio emergencial, por exemplo, tenha mais comodidade.

“A gente tem visto muitas filas nas lotéricas e agências. Tem gente que sai de manhã cedo e fica perdido, tentando encontrar um lugar para atender suas necessidades fisiológicas. A gente pede que a gestão veja isso, para que as pessoas não passem por dificuldades nesse sentido”, disse.

Ao final da sessão, foi definido por 11 votos a 5, que as sessões da Câmara Municipal de Lagarto continuariam sendo presenciais.

Por ASCOM/CML