Aracaju, 23 de julho de 2021

HOMEM MORRE EM CONFRONTO COM A CORE NA CIDADE DE SANTO AMARO DAS BROTAS

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Na manhã desta quarta-feira, 21, policiais civis da Delegacia de Itaporanga D’Ajuda em ação conjunta com a Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core) realizaram uma operação com a finalidade de cumprir mandado de prisão em desfavor de Cleverton Moraes Santos, conhecido por “Tal”. O homem é acusado por dois homicídios consumados e uma tentativa de homicídio.

As equipes policiais receberam a informação de que “Tal” estaria em um sítio na zona rural da cidade de Santo Amaro das Brotas. Os policiais montaram um cerco no entorno da propriedade e visualizaram o foragido na companhia de outro indivíduo trafegando em uma motocicleta.

Os policiais tentaram abordá-lo, porém Cleverton saltou do veículo e correu para uma região de mata efetuando disparos contra os policiais e acabou sendo ferido durante o revide. Ele foi levado ao hospital mas não resistiu aos ferimentos e evoluiu a óbito.

O mandado de prisão contra Cleverton foi emitido pelo Juízo da Comarca de Itaporanga D’Ajuda, pois no dia 15 de setembro, ele, juntamente com e seus comparsas invadiram a fazenda de um rival, assassinaram o proprietário e o caseiro da fazenda e também desferiram vários tiros em uma mulher que se encontrava no local.

O crime ocorreu por disputas pelo domínio do tráfico de drogas na região do Parque dos Faróis, na cidade de Nossa Senhora do Socorro. Além das mortes, o grupo criminoso subtraiu da vítima duas armas de fogo, uma quantia aproximada de R$100.000,00 (cem mil reais), além de 300kg de maconha que estavam enterrados na referida propriedade.

Ele é apontado pela Polícia Civil como um dos principais traficantes do Estado de Sergipe e o mesmo se auto intitulava o “Dono do Parque dos Faróis”, fazendo menção ao conjunto Parque dos Faróis na cidade de Nossa Sra. do Socorro, local onde o mesmo chefiava o comércio de entorpecentes.

Para se manter no domínio do tráfico de drogas, Cleverton assassinava rivais por toda a Grande Aracaju, sempre praticados com requintes de crueldade com execuções sumárias e até esquartejamentos. Com a finalidade de intimidar rivais, Cleverton chegava a filmar os homicídios que praticava, enviando os vídeos como aviso e como demonstração de poder. As investigações continuam para identificação e prisão dos demais envolvidos no homicídio.

SSP

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Banco do Nordeste destaca importância da agricultura familiar no evento “Somos Campo”
Adema realiza a soltura de diversas espécies de aves e répteis
Health Tech cresce 10 vezes com soluções para ajustes de custos
Prefeitura de Barra empossa servidores aprovados no concurso