Aracaju, 4 de agosto de 2021

ZEZINHO SOBRAL: SAÍDA DA PETROBRAS TRARÁ PREJUÍZOS ECONÔMICOS PARA SERGIPE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O deputado estadual Zezinho Sobral (Pode) utilizou a Tribuna da Assembleia Legislativa para manifestar o repúdio contra as ações promovidas pela Petrobras em Sergipe, a exemplo dos ajustes de produção e exploração, a venda do Polo de Carmópolis e de mais dez campos de petróleo em terra, incluindo o Terminal Aquaviário de Aracaju ‐ Tecarmo, além de oleodutos e tanques. Na ocasião, o parlamentar leu o Ofício encaminhado pelo governador Belivaldo Chagas ao presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, onde mostra a insatisfação do povo sergipano diante dos desinvestimentos da estatal com o estado.

“Os prejuízos para o estado são gigantescos. Prejuízos imediatos, com o fim das atividades e com os desinvestimentos. A produção dos poços começa a reduzir em função da ausência de investimentos até que sejam comprados ou adquiridos por outras empresas. A retirada do projeto de exploração de gás e petróleo em águas profundas, que é uma grande descoberta de óleo e gás de excelente qualidade, que traria para o mercado sergipano uma condição especial. A Petrobras está a serviço de interesses outros que não sejam o estado de Sergipe, muito menos o Brasil”, afirmou Zezinho Sobral.

As notícias preocupam todo o Estado de Sergipe. A Petrobras sinalizou a hibernação de campos em águas rasas e terrestres com o plano de descomissionamento do campo de Piranema. No último dia 23 de outubro foi anunciado o plano de venda da totalidade da participação da estatal em 11 concessões de campos de produção terrestres localizados em vários municípios. A decisão da saída das atividades mantidas pela Petrobras em Sergipe deixa um rastro de perdas para a economia, a exemplo da extinção de empregos diretos e indiretos, além das receitas tributárias e royalties.

“São muitos os danos que a Petrobras vem causando ao estado de Sergipe, desde o fechamento da Fafen. Ela será reaberta e toda ação foi fruto dos esforços dos agentes políticos, do Governo do Estado, dos estados vizinhos e da luta do povo. A Petrobras, que defende os interesses dos acionistas, não pode esquecer o maior acionista da estatal é o povo brasileiro! É a ele que devemos satisfação. São esses os interesses que devem ser preservados”, destacou o líder da bancada governista na Alese.

Na opinião de Zezinho Sobral, essas políticas de desinvestimentos são injustificadas. “A Petrobras não está dando a devida atenção aos impactos econômicos e sociais que vem gerando nos estados e causará em Sergipe. O Governo Federal precisa tomar providências. O governador Belivaldo Chagas já esteve com o presidente Jair Bolsonaro em audiência e acredito que isso será revisto. Não há explicação lógica para essa atitude da Petrobras. Temos que defender o nosso estado. Não podemos permitir que esse desmonte ocorra”, enalteceu Sobral.

Ascom Deputado Zezinho Sobral

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Pablo Sanábio chora ao lembrar da chegada da filha durante gravação de ‘Sob Pressão’
Bruna Marquezine faz aniversário e ganha homenagens: “Você é o próprio paraíso”
Thales Bretas fala de 3 meses da morte de Paulo Gustavo: “Vácuo na vida”
Justiça condena um dos quatro acusados de matar três homens dentro de hospital em Aracaju