Aracaju, 23 de julho de 2021

Mutirão no bairro Cidade Nova garante combate ao Aedes aegypti

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), realizou o terceiro mutirão deste ano de combate ao Aedes aegypti, neste sábado, 23. A ação ocorreu no bairro Cidade Nova, tendo como ponto de partida a Unidade Básica de Saúde (UBS) José Quintiliano.

O mutirão contou com apoio da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) e da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema). A atuação da SMS é embasada em orientação, identificação e eliminação do mosquito, por meio de serviços, educação, varrição, capinação, roçagem mecanizada e coleta de resíduos descartados incorretamente em terrenos baldios e vias públicas da localidade.

De acordo com o gerente do Programa Municipal de Controle do Aedes aegypti, Jeferson Santana, a melhor forma de combate é a participação da população, evitando o acúmulo de água parada e fazendo limpeza regular de reservatórios.

“Temos realizado nossas atividades para assegurar que a capital não sofra com surtos da doença. Além de vistoriar e eliminar possíveis focos do mosquito nas praças, terrenos e áreas de uso comum na localidade, os agentes de combate a endemias também adentraram os imóveis, aplicando todas as medidas sanitárias recomendadas, fazendo uso dos equipamentos de proteção individual e com a devida autorização dos proprietários”, explica.

Dados

Em Aracaju, do início do ano até agora, foram notificados quatro casos de dengue, 24 de chikungunya, e um de zika.

Cuidados

Para eliminar criadouros os cuidados são simples: manter os reservatórios bem fechados; fazer a manutenção correta dos locais que acumulam água como piscinas e bebedouros de animais; cuidar para manter lixeiras fechadas e fazer o descarte correto do lixo ou entulho; guardar pneus e garrafas em local coberto ou fazer o descarte correto; colocar areia nos pratos das plantas; e fazer a limpeza e a manutenção correta das calhas.

Colaboração

“É importante destacar que o mutirão não diminui a responsabilidade do cidadão, que precisa ficar atento ao acúmulo de água em casa. Orientamos o morador a fazer uma busca detalhada no imóvel e, em uma possível identificação de algo de risco, ele possa fazer o controle. A mudança entre sol e chuva geralmente leva ao acúmulo de água, daí, é importante que o morador perceba a característica desse depósito e elimine”, alerta Jeferson.

Reconhecimento da população

A moradora do bairro, Maria de Lourdes Cruz Santos elogiou a atuação da Prefeitura. “Eu vejo como um trabalho importante, não apenas porque mantém nosso bairro protegido da dengue, mas porque o deixa mais limpo e seguro de outras doenças. Isso é um alívio e garantia de que a Prefeitura está olhando por nós também. O que falta, infelizmente, é a consciência de alguns moradores”, disse.

Assim como o poder público, a população deve estar na linha de frente no combate ao mosquito. É esse o recado do morador Claudionor dos Santos. “Na minha casa, estou atento sempre e chamo a atenção dos vizinhos também porque não adianta eu cuidar da minha casa e eles não cuidarem das deles”, destacou.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Prefeitura de Barra empossa servidores aprovados no concurso
Lúcio Flávio diz que insinuação de suposta ameaça “é tão absurda que dispensaria resposta”
Rosário: vereadores discutem pautas futuras e balanço dos trabalhos
Redes Públicas de Ensino se preparam para Avaliação de Fluência