Aracaju, 1 de agosto de 2021

JANEIRO SE DESPEDE COM CHUVAS ISOLADAS EM TODAS AS REGIÕES DO ESTADO DE SERGIPE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

As temperaturas devem variar entre 21º a 35º.

A última semana de janeiro deve ser de calor e chuvas isoladas em todas as regiões do estado, a previsão é do Centro de Meteorologia de Sergipe (CMS). Segundo as análises, a partir desta terça-feira (26), foi observada a chegada de escoamento atmosférico, vinda da região Leste, que deve atingir todo o litoral da região Nordeste, ocasionando precipitações pontuais ao longo desta semana.

O meteorologista da CMS, Overland Amaral explica que as chuvas devem ocorrer no período da madrugada até o amanhecer. “Esse escoamento que surge em uma região de convergência na faixa Norte, traz impulsos de instabilidade climática acompanhadas precipitações até o fim de semana. Essa alteração no clima corresponde a vários níveis: baixo, médio e altos, que perduram durante os próximos dias”, afirma

As chuvas vindas do Leste devem atingir a região do litoral até Agreste de Sergipe pela madrugada. Já no período da tarde, está previsto estabilidade em virtude da termodinâmica, que é aumento das temperaturas, responsável também pelas chuvas. As áreas mais atingidas pelos efeitos de mudanças na temperatura são as regiões do Agreste até o Alto Sertão e o tempo permanecerá nublado com variações entre às 12h até 14h.

No litoral, as temperaturas variam com mínima de 25º e máxima 31º, em Aracaju a umidade relativa do ar chega aos 71%, com ventos de até 11 km/h nesta terça-feira. No Agreste sergipano, a mínima é de 21º e a máxima 31º. E no Alto Sertão as temperaturas podem variar entre 21º a 36º.

Foto ASN

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Policiais do Tático prendem suspeito de tráfico no Santa Maria
Boletim do coronavírus em Aracaju: 198 casos e nenhum óbito
Nenhuma aposta acertou as seis dezenas do concurso 2.395 da Mega
Prefeitos e lideranças aprovam “união” de André Moura e Fábio Mitidieri