Aracaju, 31 de julho de 2021

Em Aracaju, segunda fase da vacinação inicia após imunização de 70% dos profissionais da saúde

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Nesta segunda-feira, 1º, a Prefeitura de Aracaju deu continuidade ao Plano Municipal de Vacinação, coordenado pela Secretaria da Saúde (SMS). Para a primeira fase, a gestão municipal estabeleceu, como meta, vacinar 70% dos trabalhadores de saúde, um dos grupos prioritários da etapa.

No entanto, com o quantitativo de vacinas destinado pelo governo federal à capital sergipana, ainda não foi possível atingir a meta estabelecida e, consequentemente, avançar para a segunda, já que o primeiro lote de doses do imunizante contra a covid-19 contemplou apenas 38% do total de profissionais do grupo prioritário.

“A primeira leva de vacina veio correspondente a 38% dos trabalhadores de saúde. Uma segunda leva de vacina, tanto de CoronaVac como de Astrazeneca, chegou para mais 32% dos trabalhadores de saúde, então, somando a primeira e a segunda leva, perfaz 70% dos trabalhadores. Então, como ainda não conseguimos vacinar nem 70% dos trabalhadores com as vacinas que chegaram a Aracaju, ainda não avançamos para a segunda fase”, explica a gestora, ao frisar, ainda, que, para iniciar a próxima etapa do Plano de Vacinação, é preciso concluir a primeira e prestar contas.

De acordo com Waneska, o fato de outros municípios e estados já terem avançado para a segunda fase pode ser explicado a partir dos critérios e metas estabelecidos por cada administração.

“Isso se dá, provavelmente, porque eles acordaram internamente que iriam vacinar um percentual menor de trabalhadores de saúde. Se o governo federal distribuiu equitativamente para todos os estados e municípios, alguns estados e municípios resolveram que iriam vacinar um percentual menor. Aracaju decidiu que vai vacinar 70%. Então, provavelmente, nesses locais, a próxima leva de vacinas, que ainda deveria ser para completar o grupo de trabalhadores de saúde, será utilizada para a vacinação dos idosos”, ressalta a secretária.

Em termos numéricos, para cumprir a meta do Ministério da Saúde, Aracaju deve vacinar 25.920 trabalhadores. Porém, foram repassadas ao Município apenas 20.979 doses da vacina, o que permite vacinar, apenas, cerca de 11 mil profissionais, considerando a necessidade de aplicação de duas doses da vacina para garantir a imunização.

“Na primeira fase, estamos indo ao encontro dos profissionais nas instituições, e sabemos que as instituições são aquelas que trabalham em regime de plantão. Há, então, a necessidade de que as equipes fiquem indo vários dias aos locais para tentar alcançar todos os trabalhadores. Em alguns locais, já concluímos todos os trabalhadores e, nos maiores, estamos tentando concluir in loco, hoje [1º] e amanhã [2]”, afirma Waneska.

Como estratégia para imunizar o maior quantitativo de profissionais possível, a Secretaria da Saúde de Aracaju está organizando para que, no próximo sábado, dia 6, uma Unidade Básica de Saúde (UBS), ainda a ser definida, sirva como referência para os trabalhadores prioritários da primeira fase que, por qualquer eventualidade, não conseguirem ser vacinados até lá e, assim, terão a oportunidade de receber a primeira dose do imunizante contra a covid-19.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Belivaldo assina Ordem de Serviço da  etapa 2ª do Canal Remanso
Quinto dia de greve conta com caminhada e apitaço em Maruim
Belivaldo elogia trabalho de André e diz que Edvaldo foi feliz na parceria 
Motoristas de carro fumacê são capacitados pela Funesa