Aracaju, 31 de julho de 2021

Vereadores seguem buscando solução para comerciantes do terminal Fernando Sávio

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Os vereadores Sheyla Galba e Ricardo Marques estiveram, nesta segunda-feira, 01, na Empresa Municipal de Serviços Urbanos – Emsurb e no Centro Administrativo da Prefeitura de Aracaju acompanhando os comerciantes que atuam no Terminal Fernando Sávio, no centro da cidade. Eles terão que deixar o local por conta da reforma da Rodoviária Velha e buscavam um posicionamento da PMA sobre a realocação e a garantia de retorno após a conclusão das obras.

“Estamos acompanhando a situação desde que esses comerciantes receberam a notificação que teriam que deixar o local. Conseguimos com a ampliação do prazo inicial, que já venceu, mas a gestão municipal não apresentou resposta sobre a realocação destes trabalhadores”, detalhou Ricardo Marques.

Para discutir a situação, o presidente da Emsurb agendou uma reunião com os comerciantes, que convidaram os parlamentares para participar, o que não foi aceito pelo gestor. “Lamentavelmente o que recebemos foi a ‘porta na cara’. Queríamos apenas dialogar e encontrar uma solução, mas não foi possível. Inclusive, a reunião acabou não ocorrendo porque o presidente não gostou de terem nos convidado para participar”, salientou Sheyla Galba.

Diante do ocorrido, os parlamentares e comerciantes seguiram para o Centro Administrativo da prefeitura, onde foram recepcionados pela secretária do prefeito Edvaldo Nogueira. “Muito bem recebidos, diga-se de passagem, diferente do tratamento na Emsurb. A gente agradece a atenção da secretária, que ouviu a nossa demanda para resolver os problemas dos comerciantes. Vamos aguardar o posicionamento do prefeito, que ficou de agendar uma reunião para nos receber e tratar do assunto”, ressaltou Sheyla.

Ricardo Marques destacou ainda que a vereadora Emília Correia vai levar a questão ao Ministério Público. “Para que o MP também entre na discussão junto com a Prefeitura de Aracaju, por meio da Emsurb, que é a responsável pela organização dos espaços públicos na capital. É preciso definir para onde essas pessoas serão realocadas e garantir que, após as obras de reforma, elas retornarão para os espaços onde atuam há décadas”, enfatizou Ricardo Marques.

Assessoria de Comunicação

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Belivaldo assina Ordem de Serviço da  etapa 2ª do Canal Remanso
Quinto dia de greve conta com caminhada e apitaço em Maruim
Belivaldo elogia trabalho de André e diz que Edvaldo foi feliz na parceria 
Motoristas de carro fumacê são capacitados pela Funesa