Aracaju, 31 de julho de 2021

O PT a Base e a Oposição

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Diógenes Braynerdiogenesbrayner@gmail.com

As chamadas conversas políticas para depois do carnaval estão sendo vislumbradas. O hábito continua: o ano começa após o carnaval e as especulações políticas são crescentes e vão se encaixado de acordo com declarações esparsas que se falam em visitas entre aliados e companheiros que podem se unir mais à frente. Na realidade ninguém cria nada. Pode até dar um toque mais intenso ao que vê, ouve e sente. Afina, em uma boa feijoada política todos sabem o grau em que o feijão ferve e começa a queimar alguns ingredientes que podem ser arquivados.

Os olhos mais atentos podem perceber que há segmentos mais eufóricos e outros que recuam com o objetivo de “estuprar o coveiro”. Percebe-se isso na frieza das conversas que parecem esmorecer. Atualmente, apenas uma vantagem: poucos escondem que seus nomes estão à disposição dos seus partidos para disputar o Governo em 2022. Podem não divulgar isso amplamente, mas quando perguntados não escondem. Como as ideologias foram mesmo “às favas”, a exigência que se faz é quanto a força eleitoral que se exibe junto a qualquer grupo, seja de direita ou de esquerda ou de centro.

O Partido dos Trabalhadores está eufórico com a ação da Justiça para derreter a Lava Jato e devolver ao ex-presidente Lula da Silva o título de cidadão honesto. Se acontecer, ele vai disputar a Presidência e essa possibilidade, claro, põe a sigla no centro do pleito em todos os Estados, inclusive Sergipe, onde o senador Rogério Carvalho (PT) já expunha vontade de candidatar-se ao Governo, mesmo quando a legenda ainda sofria com o peso das acusações a Inácio da Silva. Sabe-se que o petismo está praticamente fora da base aliada e que o senador não terá apoio das siglas integrantes, em razão de uma candidatura avulsa de Marcio Macedo a prefeito de Aracaju.

O PT não pedirá para sair, mas se não puder indicar o candidato majoritário vai para a oposição como vítima. Isso o credencia a montar chapa majoritária, sem “vetar nenhum partido, como o PSC, para que também não possa ser vetado”. Sinalizou para a formação de uma chapa que já se fala há 60 dias: “Rogério ao Governo, Valmir de Francisqinho (PL) a vice, e André Moura (PSC) ao Senado”. Esses nomes formam realmente uma estrutura eleitoral com densidade, mas já não está tão certo que os três topem o desafio, porque depois do carnaval – como se propaga – pode ocorrer uma jogada tecnicamente perfeita, capaz de desestruturar planos aparentemente indissolúveis. É aguardar!

Belivaldo se emociona

O governador Belivaldo Chagas (PSD) ficou emocionado ao vacinar pessoas acima de 90 anos contra a Covid-19, no Parque da Sementeira.

*** Belivaldo aplaudiu cada vacinado e foi aplaudido por todos eles.
*** – A gente sabe que o papel do Governo de Sergipe é de receber as vacinas que chegam do Ministério da Saúde, armazenar e distribuir o mais rapidamente para todos os 75 municípios, disse.

Roberto Porto no TRE

O desembargador Roberto Porto é o novo presidente do TRE/SE. Sua posse ocorreu ontem em solenidade presencial, mas sem frequência intensa porque não houve tempo de distribuir convites, em razão da pandemia.

*** Roberto Porto será presidente o TRE até 2022 e estará coordenando as eleições estaduais daquele ano

Shoppings vão à justiça

A Associação de Lojistas dos Shoppings Jardins e Riomar entra na Justiça para abrir as suas lojas durante o carnaval. A decisão deve sair até amanhã.

*** Os proprietários de lojas dos dois shoppings são contrários ao fechamento e lembram dos cinco meses em que estiveram sem funcionamento em razão da pandemia

Comércio abre ou não?

Setores representativos do comércio se desentendem em relação à abertura ou não das lojas durante o período de carnaval, já que não existe o ponto facultativo e nem haverá blocos nas ruas.

*** O presidente da Acese, Marco Pinheiro, considera importante que os comerciantes tenham o direito de abrir as portas nos dias 15 e 16 deste mês, quando deveria acontecer o carnaval.

*** Já o Sindicato dos Comerciários deseja o fechamento das lojas dias 15 e 16 e alega que há um acordo coletivo garantindo a folga neste período.

*** A Acese explica que o acordo não está mais vigente desde 2020. “É uma análise prática: a convenção coletiva não tem mais validade. Não há mais que se estender”.

Ao lado do desemprego

Lúcio Flávio, ex-candidato a prefeito de Aracaju pelo Avante, diz que “sindicato laboral que defende o não trabalho na pandemia ou no feriado, não está ao lado do trabalhador, mas do desemprego e das falências”.

*** E mais: “Está tirando a oportunidade de comissão de quem trabalha com vendas e não representam a vontade genuína do trabalhador de verdade”.

Apenas figurativa

A decisão de não haver carnaval em todo o Brasil fica em dúvida quando a Polícia Rodoviária Federal (PRF) promove a chamada “Operação Carnaval”.

*** É difícil explicar como essa operação vai funcionar se não existe a festa que agitava as rodovias. Tudo indica que a decisão de suspender o carnaval é figurativa.

“Covid enfurecida”

A coluna recebe um telefonema de um eterno folião do interior de Sergipe, que avisa às gargalhadas: anote e publique: vai sai o bloquinho “Covid enfurecida”.

*** Será uma provocação aos que tentam impedir a expansão da doença e um desafio às forças policiais que estarão nas ruas.

Bosco na coordenação

O deputado federal Bosco Costa (PL) foi eleito por aclamação para substituir o seu colega Fábio Reis (MDB) na coordenação da bancada federal de Sergipe.

*** A indicada seria a senadora Maria do Cargo (DEM), mas ela não aceitou e Bosco terminou sendo nome de consenso.

*** O senador Rogério Carvalho (PT) parabenizou Bosco Costa por assumir a coordenação da bancada, desejou-lhe boa sorte e colocou seu mandato à disposição.

Está no currículo

Fábio Reis também agradeceu pela colaboração da bancada e disse que agora vai cuidar de suas emendas e projetos para Sergipe.

*** Admitiu que foi muito bom estar coordenador da bancada e acrescentou: “isso já está no meu currículo”.

Laércio está animado

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pode decidir, até final de março, filiar-se a uma nova legenda e no final da semana passada fluiu bastante a possibilidade de escolha do Partido Progressista.

*** Deputado Laércio Oliveira (PP) disse que está muito animado com a possibilidade de Bolsonaro filiar-se à legenda e tem participado das conversas para que isso aconteça.

*** Um detalhe: Laércio não esconde que será candidato a governador em 2022.

Voltam as especulações

A entrevista de Rogério Carvalho (PT) de que não recusa uma coligação com o PSC em 2022, voltou a levanta comentários no interior de que ele pode ser candidato ao Governo, numa chapa com André Moura (PSC) ao Senado.

*** Especulações sobre a formação dessa chapa majoritária vem sendo posta há mais de dois meses, tendo o ex-prefeito Valmir de Francisquinho (PL) como vice.

Esteve com Belivaldo

O deputado Fábio Mitidieri disse que esteve com o governador Belivaldo quarta-feira e “fui lhe dar um abraço, já que estive viajando no mês de janeiro e não havia lhe encontrado esse ano ainda”.

*** – Não tratamos nada de eleição 2022. Isso será definido pelo governador Belivaldo no momento propício, disse

*** Segundo Mitidieri, “meu nome continua à disposição do grupo. Tenho trabalhado para construir esse consenso”.

Grupo por Bolsonaro

O empresário João Tarantela está movimentando um “grupo forte” de Sergipe para trabalhar pela reeleição de Jair Bolsonaro em 2022.

***A base estadual é em Aracaju e 40 municípios já tem representantes.

*** Tarantela, que lidera o movimento, põe seu nome à disposição do partido que o presidente Bolsonaro se filiar.

Uma boa conversa

Metrópole – Atenção: Média móvel de mortes por Covid-19 no Brasil sobe pelo terceiro dia seguido.

Sérgio Camargo – O crime de racismo precisa ser punido com rigor, a cor do racista não importa.

Uol Notícias – Caso Adriano da Nóbrega: Ministério Público encerra escutas após menções a Bolsonaro.

Lava Jato – Gilmar confronta representante do Ministério Público em crítica à Lava Jato: “Não foi tortura, Dra․ Cláudia?”

Miguel Baia Bargas – Esse Gilmar é um fanfarrão. Tá há mais de 2 anos sentado em cima do habeas corpus do Lula e só agora fica indignado com a bandida Lava-Jato.

Muito duro com Moro – Gilmar Mendes muito transparente é duro contra Moro, Dallagnol, LJ e com críticas ao judiciário é à mídia.

Adriana Granjo – Ministério da Saúde já recebeu 10 milhões de doses da CoronaVac e não fez um pagamento sequer até agora. Que vergonha Ministério da Saúde.

Band Jornalismo – Câmara aprova projeto de autonomia para o Banco Central; texto vai à sanção presidencial

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Aracaju mantém a vacinação contra covid-19 neste final de semana        
LIRAa: Aracaju permanece em médio risco de infestação por Aedes
Belivaldo Chagas em Japaratuba dá ordem de serviço, bate bola com André Moura e diz que Zeca da Silva subirá mais um pouco
Influenza: PMA alerta gestantes sobre importância vacinação