Aracaju, 28 de julho de 2021

Pandemia: Entenda a importância de cuidar da saúde mental

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Manter a saúde física e mental em dia. Este tem sido um dos maiores desafios de toda a população. Em um período de muitas mudanças provocadas pela pandemia do novo coronavírus, os cuidados com a saúde mental vêm ganhando um espaço maior na vida das pessoas.

“A pandemia fez com que muitos sintomas e transtornos aflorassem na população. De certo modo, isso mudou a ótica e se percebeu que o corpo pode estar bem, mas se a mente não está, cedo ou tarde, algo pode acontecer”, declara o psicólogo e preceptor de Saúde Mental do curso de Psicologia da Unit, José Marcos Melo.

“Acredito que o principal desafio quando se trata de saúde mental é, primeiramente, vencer o preconceito. Logo após, sair da posição de onipotência, de todo poderoso, e admitir que pode estar precisando de ajuda”, acrescenta.

Para o psicólogo, sempre tem algum sinal de alerta que, por diversas vezes, acabam sendo negligenciados ou pormenorizados. “Infelizmente, não existe um exame de sangue, por exemplo, que aponte depressão e ansiedade positivas, e isso contribui para a pormenorização ou até mesmo a resistência em aceitar ou entender o sinal que o nosso corpo dá e que pode ser essa bandeira vermelha”, comenta.

Mas quando as pessoas devem se preocupar? “Muitas pessoas só buscam ajuda quando esse sinal de alerta já soou e até explodiu, chegando a ponto de incapacitar o indivíduo. Se você, tem se sentido triste sem motivo aparente, perdido a satisfação e o prazer de realizar atividades outrora prazerosas e tem sentido sintomas de ansiedade, procure ajuda”, enfatiza.

Nos últimos dias, a temática também ganhou força por causa de diversas situações dentro de um reality show. O chamado ‘cancelamento’ de alguns participantes e o tratamento recebido dentro da casa repercutiu fora do programa.  “O reality show tem sido uma realidade micro que, pelo bem ou pelo mal, tem colocado uma lupa e ampliado alguns dos fenômenos mais difíceis e complicados de se observar. Um deles é a questão do abuso psicológico. O abuso psicológico, também conhecido como abuso emocional ou abuso mental, caracteriza-se quando uma pessoa submete ou expõe outra a um comportamento que pode resultar em traumas psicológicos, como ansiedade, depressão crônica ou transtorno de estresse pós-traumático”, explica José Marcos.

“A relação é sempre assimétrica e se baseia principalmente na quebra da autoestima do ‘torturado’, tornando o mesmo cada vez mais indefeso e por consequência mais fragilizado frente a toda a realidade. No caso do programa BBB, eram indivíduos que não se conheciam previamente, mas existem alguns sinais que podem ser destacados e que podem assinar um sinal de alerta para o nosso dia a dia”, observa.

“Se você duvida de si constantemente, se pergunta se é sensível demais várias vezes ao dia, se sente confuso, tem dificuldades de tomar decisões fáceis, está sempre pedindo desculpas ao parceiro e sente que costumava ser uma pessoa mais confiante, mais divertida e mais relaxada, é importante ponderar e analisar se vale a pena a continuidade da relação, seja ela amorosa, de amizade ou no caso do programa, o jogo”, exemplifica o psicólogo.

Dicas

O psicólogo José Marcos Melo chama atenção para alguns cuidados referentes à autoestima e como se cuidar para manter a saúde mental em dia. “Sempre digo que é importante a prática de atividade física, manter um bom ciclo social, caso tenha alguma religião, pode seguir, valorizar os momentos de lazer e aproveitá-los da forma mais genuína possível”, destaca.

“Além de tudo isso, o mais importante, invista na psicoterapia, quebre o preconceito. A terapia promove autoconhecimento e, por consequência, uma melhora substancial na qualidade de vida”, finaliza.

Assessoria de Imprensa

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Conselhos de Atitude Solidários encerram campanha solidária
Prefeito de Aracaju recebe medalha do cinquentenário do TCE de Sergipe
Segundo dia de greve é marcado por ato na Saúde de Maruim
Maternidade promove simulado de evacuação em caso de incêndio com brigadistas