Aracaju, 31 de julho de 2021

FAMES reforça nota da CNM que pede troca de comando do Ministério da Saúde

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) emitiu uma nota, nesta terça-feira, 16, sobre a interrupção da vacinação no Brasil e a necessidade de troca no comando do Ministério da Saúde. A entidade manifestou indignação com a condução da crise sanitária causada pelo Ministério da Saúde, após receber vários relatos de prefeitas e prefeitos que sinalizam a suspensão da vacinação, decorrente da paralisação da reposição de doses e da falta de previsão de novas remessas pelo Ministério.

Diante do agravamento causado na condução do Plano Nacional de Imunizações, a Federação dos Municípios do Estado de Sergipe (FAMES) reforça a nota emitida pela CNM e apoia o pedido de exoneração do atual ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

A Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) também se posicionou sobre a escassez e a falta de vacinas no país, que segundo a entidade, já afetam algumas cidades, como Aracaju, Cuiabá, Florianópolis, Rio de Janeiro e Salvador, e com isso, a frente cobra do Ministério da Saúde um cronograma com prazos e metas estipulados para a continuidade da vacinação.

Para o presidente da FAMES, Christiano Cavalcante, a situação é preocupante e exige um acompanhamento e cobranças ao Ministério da Saúde, para que não ocorra a falta de doses da vacina para os sergipanos.

“O início do plano de vacinação trouxe um sopro de esperança para a sociedade. E o que precisamos neste momento é que haja um progresso no plano de vacinação, e não um retrocesso. É preciso uma ação rápida e prioritária, nem que ela venha com mudanças de nomes e cargos”, declarou o presidente da FAMES.

POR ASCOM/FAMES

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Belivaldo assina Ordem de Serviço da  etapa 2ª do Canal Remanso
Quinto dia de greve conta com caminhada e apitaço em Maruim
Belivaldo elogia trabalho de André e diz que Edvaldo foi feliz na parceria 
Motoristas de carro fumacê são capacitados pela Funesa