Aracaju, 2 de agosto de 2021

Partidos inúteis à sociedade

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Por Adiberto de Souza

O que não falta no Brasil é partido político. Entre os 33 registrados na Justiça Eleitoral, muitos são totalmente desconhecidos do grande público e parte deles funciona como legenda de aluguel, verdadeiros biombos de malandragem. Estes últimos só aparecem de dois em dois anos para encher os bolsos de seus donos. Até mesmo os chamados grandes partidos vivem de costas para a sociedade. Um bom exemplo disso é a pandemia. Qual foi a sigla que se envolveu na luta contra a convid-19, mobilizou seus filiados para orientar o povo sobre os riscos de contrair a doença, gastou alguns caraminguás com cestas básicas, campanha de conscientização, etcétera e tal? Em vez disso, os dirigentes partidários estão preocupados é com as eleições de 2021, já calculando como vão gastar os xibilhões dos fundos partidário e eleitoral. Aliás, é de olho nessa fortuna, custeada pelo contribuinte, que 77 novos partidos políticos aguardam registro na Justiça Eleitoral. Desconjuro!

Ajuda à Polícia

A deputada estadual Janier Mota (PL) quer fortalecer as ações da Companhia Independente de Operações Policiais em Área de Caatinga. Em visita ao grupamento militar, a parlamentar prometeu apresentar uma emenda visando a ampliação e a reforma da estrutura física do Batalhão da Caatinga, em Nossa Senhora da Glória: “Quando o assunto é segurança à atenção deve ser máxima”, frisa Janier. Então, tá!

Poxim agoniza

O Rio Poxim, responsável pelo abastecimento de parte de Aracaju, enfrenta problemas sérios. É preciso que o governo estadual garanta políticas públicas de recuperação daquele importante corpo d’água. O Poxim está totalmente poluído. Na nascente o desmatamento é grande e nas margens há lixo por todos os lados. Misericórdia!

Seria censura?

O ex-preso político Marcélio Bomfim desconfia que a demora em se divulgar o relatório da Comissão Estadual da Verdade não passa de censura do governo Belivaldo Chagas. Há muito tempo, o documento histórico se encontra na gráfica oficial do estado para ser transformado em livro, porém ainda não há prazo para que isso ocorra. Marcélio, que foi preso e torturado pelo Exército durante a famigerada Operação Cajueiro ocorrida em Sergipe, suspeita que o governo não quer divulgar o relatório para não desagradar o presidente Jair Bolsonaro e os militares que o cercam. Será? Vixe!

Folga garantida

O Tribunal Superior do Trabalho rejeitou recurso da Energisa contra decisão em que foi reconhecido o direito adquirido dos empregados ao feriado na quinta-feira da Semana Santa. Segundo o colegiado do TST, o fato de apenas a Sexta-Feira Santa ser prevista como feriado na legislação não exclui a possibilidade de acréscimo do dia anterior, por meio de cláusula contratual tácita mais benéfica. Durante 15 anos, a Energisa adotou a prática de dispensar os empregados do expediente na quinta-feira da Semana Santa. Quando quis retirar o direito adquirido quebrou a cara na Justiça. Bem feito!

Falta gestão

A grave crise financeira que se abateu sobre o governo estadual e as prefeituras é consequência, em grande parte, da falta de gestão. À maioria dos políticos interessa mais ficar bem na fita com aliados e apadrinhados do que realizar uma administração profissional, onde não haja espaço para despesas supérfluas. Será que os governantes, tão diligentes em presentear apadrinhados com cargos comissionados, transformariam as empresas deles em cabides de empregos? Home vôte!

Os fura-filas

O Ministério Público de Sergipe vai investigar 35 denúncias de fura-filas da vacinação contra a covid-19. Todos os casos foram distribuídos para as Promotorias de Justiça de Aracaju, Malhador, Indiaroba, Porto da Folha, Aquidabã, Simão Dias, Nossa Senhora do Socorro, Umbaúba, São Cristóvão, Frei Paulo, Itabaiana, Carira, Riachão do Dantas, Estância e Arauá. Esta informação é do blog Primeira Mão.

Haja farinha!

A população atual de Sergipe é de 2.318.822 habitantes. O estado só ganha em número de residentes para o Tocantins (1.590.248), Acre (894.470), Amapá (861.773) e Roraima (631.181). Na mesma portaria, divulgada ontem, o IBGE informa que a população estimada do Brasil é de 211.755.692 pessoas. Em 2019, eram 210.147.125 almas. Portanto, de acordo com a projeção, o país ganhou mais 1,6 milhão de habitantes em um ano. Então, bote mais água no feijão que chegaram mais uns. Crendeuspai!

Fogo amigo

Quem pretende disputar o governo de Sergipe e o Senado em 2021, primeiro terá que sobreviver ao fogo amigo, bem mais perigoso por ser disparado no escuro e à queima roupa. O suplicante que sobreviver às estocadas aliadas no decorrer deste ano, chegará fortalecido às convenções de 2021, estando pronto para o grande embate eleitoral, que premiará os vencedores com mandatos de quatro e oito anos. Portanto, protejam-se que lá vem chumbo. Aff Maria!

Palácio à venda

E o vereador aracajuano Breno Garibalde (DEM) anda preocupado com a possibilidade de o governo de Sergipe torrar nos cobres o Palácio de Veraneio: “Fiquei sabendo que alguns prédios públicos serão vendidos, entre eles aquele Palácio”, disse o demista. Arquiteto por formação, Breno condena tal hipótese, pois o imóvel possui valor histórico e arquitetônico. O vereador lembra que o Palácio de Veraneio foi construído no final da década de 30 pelo arquiteto alemão Altanech, que se estabeleceu em Aracaju e construiu diversas casas, mudando a face da cidade. Marminino!

Recorte de jornal

Publicado no Jornal do Aracaju, em 3 de abril de 1872.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

No próximo sábado vai ter Fora Bolsonaro na Feira do município de Siriri
Unigel inaugura oficialmente fábrica no município de Laranjeiras
Escolas entram em recesso e retornam dia 17  presencialmente
Mais de 360 usuários buscam atendimento no Huse final de semana