25/02/21 - 15:30:14

Servidores da Saúde aderem ao cadastro para doador de medula óssea

Nesta quinta-feira, 25, a equipe do Centro de Hemoterapia de Sergipe participou da mobilização ‘Fevereiro Laranja’, para conscientização sobre a leucemia e a importância de ser um doador de medula óssea. A ação coordenada pelo Núcleo de Atenção à Saúde do Trabalhador (NAST) em parceria com o Servidor Zen, mobilizou servidores do Centro Administrativo da Saúde, em Aracaju.

A ação estimulou a adesão ao Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome). “Fiz o cadastro para ajudar ao próximo, principalmente, as pessoas que necessitam encontrar um doador de medula compatível”,  declarou Alysson Wagner.

“Sou doadora de sangue, como vi a divulgação do cadastro aqui na secretaria aproveitei a oportunidade de me tornar uma doadora de medula óssea”, disse Emily Janoca Alves de Lima Menezes. “Esse é um gesto de amor em prol da vida do semelhante. Espero que todos se somem a essa causa que é vital para tantas pessoas”, salientou Neilton Santana, que trabalha na assessoria de comunicação.

De acordo com a enfermeira Larissa Prudente, referência técnica do Núcleo de Atenção à Saúde do Trabalhador a ação alcançou resultados positivos. “Nessa primeira ação, vimos os servidores dispostos, eles perguntaram sobre o serviço e muitos fizeram a adesão ao cadastro.  Quero agradecer a parceria do Hemose e esperamos estar juntos em outros momentos”, frisou.

Segundo a assistente social e gerente de Ações Estratégicas do hemocentro de Sergipe, Rozeli Dantas as parcerias com órgãos e empresas públicas e privadas são essenciais para a disseminação da mensagem sobre a importância de ser um doador de medula óssea. “Trabalhamos para sensibilizar a população para doação de sangue e se cadastrar para ser um doador de medula óssea. Esse é um exercício de cidadania e uma forma de ajudar a salvar vidas daqueles que dependem dessa atitude solidária”, destacou a gestora.

Redome e Rereme

As amostras com 4 ml de sangue coletadas na ação serão encaminhadas para um laboratório referenciado pelo Ministério da Saúde (MS) para testes de histocompatibilidade genética (HLA). Os resultados dos testes ficam guardados em um banco de dados chamado, Registro Nacional de Receptor de Medula Óssea (Rereme), que a exemplo do Redome, é coordenado pelo Instituto Nacional do Câncer (INCA), no Rio de Janeiro.

Diariamente os dois bancos de dados, realizam o cruzamento de informações entre doadores e  receptores, para buscar doador compatível com pacientes no Brasil que estão em tratamento de algum tipo de leucemia e que necessitam do transplante da medula óssea.  Ao ser verificada a compatibilidade, o Inca entra em contato com o doador para realização de novos exames.

Serviço

O cadastro de medula óssea pode ser feito no Hemose, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Para isso, é preciso estar bem de saúde, ter idade entre 18 a 55 anos, apresentar documento de identidade oficial, original com foto, não ter doença infecciosa ou incapacitante, não ter câncer, doenças do sangue ou do sistema imunológico. Mais informações através dos telefones: (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.

Ascom/SES