Aracaju, 30 de julho de 2021

MARINHA ABRE 960 VAGAS PARA A ADMISSÃO DO CURSO DE FORMAÇÃO DE SOLDADOS

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Inscrições vão até o dia 26 de março de 202

Estão abertas, até o dia 26/03/21, as inscrições do Concurso de Admissão às turmas I e II de 2022 do Curso de Formação de Soldados  Fuzileiros Navais. As inscrições  para   as 960  vagas estarão abertas até 26 de março e poderão ser realizadas pelo site www.marinha.mil.br/cgcfn, no menu “Concursos para o CFN” ou presencialmente, nos endereços listados no edital.

As vagas são reservadas a candidatos do sexo masculino, com 18anos completos e menos de 22 anos de idade no primeiro dia do mês de janeiro 2022, e que tenham completado o nível médio ou curso   equivalente,   em   estabelecimento   de   ensino   reconhecido oficialmente.

O  valor da taxa de inscrição é de R$25,00.

A primeira etapa do processo seletivo consiste em exame de escolaridade, com provas de Português e Matemática, em data a ser divulgada posteriormente no site. Os aprovados na etapa inicial passarão  ainda  por verificação   de   dados   biográficos   e   de documentos,   inspeção   de   saúde   e   teste   de   aptidão   física   de ingresso. Durante o curso o aluno tem direito a soldo mensal bruto a partir de   R$1.765,00,   uniforme,   alimentação   e   assistências   médica,odontológica, psicológica, social e religiosa.

SERVIÇO:

Concurso Público de Admissão às Turmas I e II/2022 do Curso de Formação de Soldados Fuzileiros Navais

Inscrição: 22/02 a 26/03/21

Vagas: 960 vagas

Taxa de inscrição: R$ 25,00

Data da prova:a ser definida

Informações:cpesfn.comsoc@marinha.mil.br

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Estudantes de Arquitetura desenvolvem manual com base na NBR 15575 para habitações em Sergipe
Polícia Civil divulga imagens de furto em uma loja de roupas na cidade de Itabaiana. Veja o vídeo
Nova Lei contra violência auxiliará a Procuradoria da Mulher na Câmara de Pacatuba
Políticos de volta ao batente