Aracaju, 31 de julho de 2021

Banese adianta salários atrasados de servidores do município de Santo Amaro

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Linha de crédito deve ajudar funcionários de outras prefeituras em Sergipe

Uma articulação do Banese com a Prefeitura de Santo Amaro das Brotas (SE) permitiu o pagamento imediato de dois salários atrasados – de dezembro e o 13º de 2020 – para todos os 300 funcionários públicos do município, por meio de uma linha de crédito especial. A medida, que tem apoio do Governo de Sergipe e da Federação do Municípios do Estado (Fames), pode ser estendida a outros municípios que tiveram problemas para quitar em dia os vencimentos de seus servidores relativos ao exercício anterior.

Além de Santo Amaro, pelo menos outras três prefeituras estão dialogando com o banco, confirma o presidente do Banese, Helom Oliveira. “Para ser executada, essa operação especial de crédito depende que sejam cumpridos trâmites municipais, sobre os quais o Banese está orientando os prefeitos que procuraram o banco”, explica. “A ação reforça o compromisso do Banese com o desenvolvimento regional e a apoio à comunidade”, resume.

Em resumo, o principal passo é a prefeitura enviar um projeto de lei à câmara de vereadores. “Com a autorização em mãos, o prefeito deverá comunicar aos servidores o parcelamento do salário e que esse valor poderá ser antecipado através de operação de crédito no Banese”, detalha a superintendente de Crédito do Banese, Maraíza Sá.

No caso de Santo Amaro, o pagamento do salário de dezembro e do 13º salário do ano passado foi realizado no dia 13 de fevereiro. O empréstimo foi disponibilizado individualmente aos clientes, que têm a liberdade de antecipar ou não via linha de crédito.

“O Banese e a Prefeitura realizaram uma ação presencial na sede da Câmara, com 15 funcionários do banco, para conseguir antecipar o salário atrasado do exercício anterior que o município pagaria parcelado ao servidor. Já foram alcançados 96% das antecipações dos salários parcelados”, relata o prefeito Paulo César. Ele diz ter assumido o paço municipal em 1º de janeiro de 2021 sem recursos em caixa para quitar os pagamentos da folha no prazo, mas que já pagou os salários de janeiro e fevereiro deste ano em dia.

O presidente da Fames, Christiano Cavalcante, se propôs a fazer a interlocução entre o Banese e as prefeituras em Sergipe para possibilitar o financiamento da quitação de salários atrasados. “Há prefeitos que assumiram em janeiro de 2021 e receberam os municípios com algumas folhas atrasadas, por isso queremos reforçar a importância dessa parceria”, define Cavalcante.

Fonte e foto assessoria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Aracaju mantém a vacinação contra covid-19 neste final de semana        
LIRAa: Aracaju permanece em médio risco de infestação por Aedes
Belivaldo Chagas em Japaratuba dá ordem de serviço, bate bola com André Moura e diz que Zeca da Silva subirá mais um pouco
Influenza: PMA alerta gestantes sobre importância vacinação