Aracaju, 24 de setembro de 2021

Educação Estadual implementa Nova EJA a partir do ano letivo 2021

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura, com o objetivo de oportunizar um currículo diferenciado para a Educação de Jovens e Adultos (EJA), e atendendo ao estabelecido nas resoluções normativas n° 02/2016 e 02/ 2019 do Conselho Estadual de Educação, implementa a partir do início do ano letivo 2021 na rede estadual de ensino o Novo Projeto Pedagógico da Educação de Jovens e Adultos (Nova EJA).

A proposta da Nova EJA foi construída coletivamente, amplamente discutida e apresentada às esferas da Educação, atende às necessidades pedagógicas dos estudantes na oferta do Ensino Fundamental (EJAEF) e do Ensino Médio (EJAEM), pautada em uma Educação Integrada e Contextualizada, fundamentada no Currículo de Sergipe, alinhada às competências da BNCC e no planejamento com foco na interdisciplinaridade, no qual os objetos de conhecimento e as habilidades consideram as experiências vivenciadas pelos estudantes e os saberes já adquiridos.

“As escolas que possuem Ato Autorizativo para oferta do Ensino Fundamental e/ou médio podem oferecer a EJA correspondente ao nível de ensino. A rede estadual possui Proposta Pedagógica Única para a EJA, cabendo a Seduc informar anualmente a relação das escolas que oferecem essa modalidade, nos termos da Resolução nº 02/2016/CEE”, explica Ana Lúcia Lima, diretora do DED.

A nova Proposta Pedagógica da EJA e suas Matrizes Curriculares, cuja construção foi coordenada pelo Departamento de Educação-DED/SEDUC, foram aprovados pelo Conselho Estadual de Educação, na terceira sessão Plenária Ordinária, em 18 de fevereiro de 2021. Dentre as principais inovações na Educação de Jovens e Adultos destacam-se: a proposta de um aprendizado que privilegia o saber-fazer em conjunto, compartilhando e readequando os objetos do conhecimento da EJAEF I e II e EJAEM por meio de quatro Eixos Temáticos, acoplados a quatro Temas Afins, correlacionados aos princípios do Currículo de Sergipe e às competências da BNCC; novas Organizações Curriculares também para o Sistema Prisional e Socioeducativo; turmas multisseriadas para a UNIFEM, EJAEF I e EJAEM estruturada em um ano e meio. EJAEF II em dois anos.

Para o turno noturno, 20% da carga horária será destinada para Estudo Orientado com atividades extraclasse no último horário de aula. As aulas terão 50 minutos de duração tanto no diurno como no noturno.

A Aula de Estudo Orientado permitirá que o estudante, orientado pelo professor, desenvolva atividades extraclasse relativas aos Componentes Curriculares de cada etapa, com o suporte pedagógico apropriado para auxiliar no processo de aprendizagem. Tais atividades serão ministradas de forma não presencial, entre outros, através de textos impressos, vídeos, lives, Whatsapp, e-mail disponibilizado pelo professor para solucionar dúvidas e pendências, além de slides, e-books e conteúdos publicados em site oficial ou redes sociais da instituição, que totalizam 20% da carga horária do Curso, como preconizam as resoluções CNE/CEB nº 3/2018 e 02/2019/CEE. Essas atividades estarão diretamente relacionadas com os componentes curriculares do último horário de aula do dia.

As Aulas de Oficina em Leitura e Produção de Texto desenvolverão aprofundamento dos estudos de Língua Portuguesa com base no organizador curricular do Currículo de Sergipe de Língua Portuguesa, e serão ministradas pelos professores habilitados nas Áreas de Conhecimento de Linguagens, respectivamente, com o suporte pedagógico apropriado para auxiliar no processo de aprendizagem, respaldado na Resolução nº 02/2019/CEE.

Os componentes curriculares Projeto de Vida, Educação Empreendedora e Financeira, correspondente à parte diversificada do Currículo, conforme organizador curricular específico, e será ministrado pelos professores licenciados. Esses professores participarão de Curso de Formação do respectivo componente.

O projeto Educação Humanizadora integrada aos espaços de privação de liberdade em Sergipe a ser desenvolvido nas unidades prisional e socioeducativa para cômputo da aula referente aos dias de visita. Serão destinadas 20% da carga horária total em atividades não presenciais (extraclasse), conforme dispõe a Resolução 02/2019/CEE.

Distorção idade-série

A Nova EJA será implementada na rede estadual de ensino a partir do ano letivo 2021, auxiliando também na estruturação da oferta educacional aos estudantes em distorção idade-série, maiores de 18 anos, público que deverá ser atendido prioritariamente pela EJAEM, que terá oportunidade de desenvolver um currículo mais dinâmico e concluir o Ensino Médio em um ano e meio. Todos esses procedimentos estão respaldados no artigo 18 da Portaria nº 197/2021/GS/SEDUC, que estabelece normas e diretrizes operacionais para matrícula online nas instituições educacionais da rede pública estadual.

De acordo com a professora Ana Lúcia Lima, o artigo 18 da Portaria nº 197/2021/GS/SEDUC estabelece os procedimentos necessários para melhoria do atendimento às necessidades pedagógicas dos estudantes, priorizando o turno diurno para os alunos menores de idade e a oferta da EJA noturna para os maiores de 18 anos.

“O ambiente diurno é mais propício para a vivência entre os adolescentes da mesma idade, seja no Ensino Fundamental ou no Médio. Priorizar os turnos diurnos para as crianças e adolescentes é um cuidado essencial na formação integral desses estudantes. Em contrapartida, os estudantes com idade a partir de dezoito anos, maioria de trabalhadores, possuem necessidades pedagógicas e sociais que precisam ser atendidas por um currículo e metodologias de ensino diferenciados. Além de todos os benefícios para os estudantes, a organização do atendimento em seus turnos de funcionamento auxilia a Escola no planejamento e desenvolvimento das suas ações.

Para o professor Ibernon Alves de Macena Jr., coordenador do SEJA, “a EJA vem avançando no sentido de prestar um ensino de qualidade. A reformulação dos nossos documentos orientadores validam a prática pedagógica que queremos fortalecer e está voltada para Pedagogia de Projetos e as Metodologias Ativas na perspectiva de uma educação integrada e contextualizada”. A inserção da Oficina de Leitura e Produção de Texto assim como do componente curricular Projeto de Vida, Educação Empreendedora e Financeira são as novidades que estão contidas nas novas Organizações Curriculares.

Assessoria de Comunicação da SEDUC

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Hospital Cirurgia realiza ação de incentivo à doação de órgãos
Prefeitura de Aracaju pagará salários dos servidores nesta segunda-feira, 27
Oficiais e praças do CBMSE recebem medalhas do centenário da corporação
PL de Talysson institui obrigatoriedade de atendimento em pavimento térreo a idosos