16/03/21 - 16:08:36

Atividade religiosa é essencial pelo acolhimento psicológico e espiritual”, diz Eduardo Lima

Durante o pronunciamento do pequeno expediente, o vereador Eduardo Lima (Republicanos), demonstrou preocupação com relação ao funcionamento dos Templos Religiosos em Aracaju. Diante do novo decreto estabelecido pelo chefe do Executivo Estadual que reforça a necessidade de cumprimento das medidas para contenção da disseminação do coronavírus, o parlamentar afirmou que entende a importância da adoção de todas essas medidas, porém, chamou atenção para a necessidade de os líderes religiosos serem chamados para um diálogo mais amplo e mais preciso. “Não há se quer um representante da Bancada Evangélica dialogando com o Comitê-Científico ou com o poder público, seja estadual ou municipal no que diz respeito as atividades essenciais”. O vereador ainda expôs que os questionamentos feitos não se sobrepõem ao decreto e que há sim uma preocupação em atender o que nele é proposto, mas que devem ser tratadas algumas questões importantes que não devem ser esquecidas como, o tratamento da saúde psicológica da população que nesse momento é bem afetada pela pandemia e o quanto a igreja é essencial nesse cenário.

Eduardo Lima defendeu um diálogo entre as entidades e os representantes das igrejas, pediu mais sensibilidade dos colegas parlamentares e do prefeito Edvaldo Nogueira com relação a esta conversa.  “O decreto proíbe a circulação de veículos nas ruas, mas, esse mesmo decreto não é especifico. Eu fico preocupado com essa falta de informação e de diálogo, com a falta de clareza nas informações passadas.  A maioria dos meus votos foi de evangélicos que acreditaram em mim para manter as portas das igrejas abertas. A população precisa sim desse atendimento, desse acolhimento que as igrejas oferecem. Eu conto com o olhar mais sensível dos colegas da casa, em especial dos que fazem parte da Bancada Evangélica e do senhor Presidente desta Casa”.

Sobre o Novo Decreto

O anuncio foi feito nesta segunda-feira (15), durante coletiva de imprensa, onde o Governador Belivaldo Chagas (PSD), decretou toque de recolher em Sergipe, a partir desta quarta-feira (17), para evitar aglomerações e, consequentemente, a disseminação do coronavírus. Em relação à fiscalização, o governador enfatizou que a Força-Tarefa de combate à Covid-19 vai continuar atuante no cumprimento do decreto governamental e, deixou claro que, neste período, se alguém for parado sem justificativa, pode ser encaminhado para cadeia. Não é um lockdown, é um toque de recolher entre às 20h e às 5h.

Por Valéria Santana