17/03/21 - 00:27:24

Do toque de recolher ao lookdown

Diógenes Braynerdiogenesbrayner@gmail.com

Sergipe entra hoje no toque de recolher. Tentar evitar saídas inconsequentes de pessoas das 20 as 5 horas. Na realidade é uma proibição que busca conter o crescimento sem controle da pandemia. É uma das medidas duras que o Governo toma, para proteger o cidadão que teima – por ignorância ou maldade – em contrair o vírus e levá-lo a outras pessoas, principalmente amigos e familiares. Ironia à parte, não se pode negar que tanto o Governo quanto a Prefeitura de Aracaju fazem sua parte. Tanto que chegaram ao extremo de terem que apelar para medidas mais duras, para segurar quem não tem nenhuma responsabilidade em espalhar o contágio e provocar mortes.

Mas, não vai ficar somente nisso. Caso a Covid-19 continue fazendo vítimas, mesmo pela irresponsabilidade daqueles que deveriam ser presos e condenados a multas, o Governo não deve ficar só nisso. Talvez seja obrigado a tomar atitudes mais severas, como o lookdown, porque não pode tolerar excessos que possam levar a um colapso no sistema de saúde – público e privado – e exponha tragédias de não receber mais vítimas da Covid, e acumular defuntos em frente de hospitais, inclusive familiares daqueles que não tiveram sensibilidade de evitar o caos geral.

A decretação do lookdown, que seria medida extrema, impede a circulação de pessoas também durante o dia e bloqueia o funcionamento de regiões. Também é usado para proteger sistemas de ameaças externas, nesse período pandêmico de luta contra o novo coronavírus. Insiste-se que é muito difícil conter quem não tem sensibilidade em relação à proteção de terceiros e que juridicamente não há uma forma que puna com maior rigor a cada um que pratica “o crime de se aglomerar apenas pelo prazer de estar em grupo, mesmo que possa transmitir o vírus e levar alguém à morte”.

Geralmente culpam-se as autoridades. Apesar do absoluto conhecimento da impossibilidade de conter pessoas em isolamentos, para o próprio bem de cada um, a crença no vírus só se dá às vezes quando já está na entubação. O interessante é como cada um tem o formato certo de frear a pandemia, mas não o utiliza. Deixa a miséria acontecer e depois dá entrevistas ditando normas, inclusive quando foi um dos culpado do crescimento, ao não cumprir o fim do ponto facultativo no carnaval.

Tristemente, as vacinas estão em falta e, muito mais lamentável, é que o Governo Federal demonstre total indiferença com as mortes causadas, fique buscando culpados, ao tempo que politiza a sua insensatez. Tudo muito estranho, terrível de imaginar um momento assim, mas absolutamente consciente que o risco pode estar num aperto de mão e na ausência de uma simples máscara, tão desacreditada pelo radicalismo político dos loucos.

Questão de vida ou morte

O Diretório Estadual do PT reuniu-se sexta-feira e decidiu que “o aqui e o agora é o centro tático das ações da direção e da militância petista”.

*** E mais: “é questão de vida ou morte deter o Governo genocida de Bolsonaro, que intencionalmente mata o povo brasileiro e destrói o serviço público”.

Muda tom e linguagem

O PT muda o tom da sua reação e usa a linguagem de que não buscará apenas o diálogo, mas até a luta armada, como se encarnasse o bolsonarismo.

*** Coincidentemente o PT faz critica ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, por contribuir por derrota de propostas do partido, mas defendeu o seu nome e fechou com ele para presidente.

Comemorar com luta

O Diretório orienta que a militância do PT deve comemorar, com luta, a retomada dos direitos políticos do ex-presidente Lula da Silva!

*** – Vamos construir conjuntamente com as centrais sindicais e as Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, agendas de mobilização e de diálogo com a população em geral, determina.

Carreata sábado

Ficou marcado para sábado pela manhã uma carreata do PT pelo “Fora Bolsonaro”, com concentração na Orlinha do Bairro Industrial, em Aracaju.

*** O Diretório Estadual acha importante que “cada militante leve sua alegria e bandeiras do PT, Lula Livre ou Fora Bolsonaro”.

*** Já na quarta-feira está marcado ato púbico do Dia Nacional de Luta pela vida, às 07 horas, por vacina e em defesa dos trabalhadores e do serviço público,

*** Também será pedida “vacina/já pelo SUS! Auxílio emergencial enquanto durar a pandemia! Justiça para Lula! E Fora Bolsonaro”!

Partidos de esquerda

É provável que com o toque de recolher decretado pelo Governo reduza o efeito das carreatas, embora sejam realizadas dentro de horário liberado.

*** A decisão da Direção Estadual do PT será para militantes, embora partidos da base aliada possam participar, caso concordem.

*** Pelo estilo de ato exposto está mais para partidos de esquerda…

Partido dividido

Um importante partido do centrão em Sergipe, que deseja protagonismo na disputa das eleições de 2022 – principalmente a deputado – começa a se animar por uma saída pela esquerda.

*** O partido divide-se nessa pretensão, mas o lado que tende a apoiar Lula admite que o senador Rogério Carvalho (PT) possa disputar o Governo e eleger-se.

*** Dentro do partido tem gente preocupada por essa nova posição de um grupo.

Edvaldo e o recado

O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT), concede ponto facultativo para hoje e diz que não será candidato a governador em 2022.

*** Quer concluir o seu projeto elaborado para os quatro anos e descarta para valer qualquer possibilidade de disputar o Governo.

*** Edvaldo aproveita e manda um recado: “quem está preocupado em eleição neste momento é porque não tem responsabilidade”, disse.

Ricardo critica

A liberação de crédito para bares, e restaurantes, oferecida pelo Banese em razão da pandemia e de medidas de toque de recolher, agradou a alguns empresários e mereceu críticas de outros.

*** O vereador Ricardo Marques (Cidadania) disse que esperava mais do que “apenas um empréstimo”. Segundo ele, “a maioria já está atolada em dívida”.

Fabiano acha louvável

Vereador Fabiano Oliveira (PP), empresário do setor de eventos, considerou a liberação de crédito para o pessoal de bares, restaurantes e setores vinculados, como louvável e que ajuda muito a todos eles nesse momento.

*** Fabiano admitiu que foi uma grande iniciativa e vai minimizar a situação do setor, que “só pode trabalhar quando tudo isso voltar ao normal.

*** Fabiano explicou que as pessoas precisam entender que eventos são realizados por empresas, com todo o cuidado: “os que promovem aglomerações são irresponsáveis e assassinos”, disse.

Marcos e Mitidieri

O empresário e ex-deputado Marcos Franco (MDB), e o seu grupo político, com os prefeitos de Larajeirad, Juca Bala, e de Riachuelo, Peterson Dantas (Petinho), têm recebido pré-candidatos a governador em 2022.

*** Segunda-feira passada o deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) visitou o grupo e tratou sobre sua provável candidatura a governador em 2022.

*** Marcos Franco deixou claro que os prefeitos precisam de ajuda, por parte do parlamentar, via emendas, para os municípios e, a depender disso [já desse ano], Mitidieri pode ser ajudado.

Marcos e Rogério

Mas não foi apenas Mitidieri que procurou Marcos Franco, o senador Rogério Carvalho (PT) também já o fez, a busca de apoio. Conversaram muito, inclusive porque ambos são do mesmo bloco.

*** Mas as condições para o grupo apoiar foram às mesmas, porque tanto Riachuelo, quanto Laranjeiras precisam de emendas com certa urgência.

*** O próximo encontro será com o deputado Laércio Oliveira (PP), que também se coloca com candidato a governador.

Defende a aliança

Quanto aos três – Mitidieri, Rogério e Laércio – ajudarem dentro da mesma proporção de emendas, o bloco vai ficar com quem a aliança considerar melhor para o grupo.

*** Marcos acha que deve ser mantida a aliança e que as lideranças se entendam no momento da decisão política, que será através de Belivaldo Chagas.

Um bom bate-papo

Capitão Samuel – Sergipe receberá mais 40 mil vacinas está semana, Governo Federal segue trabalhando pela população e pela vacinação em massa.

Rogério Carvalho – Vacinação em ritmo lento, falta leitos de UTIs, empregos, renda, governo e sobra genocídio!

Lilia Tahan – Advogado fingiu ter Covid em órgão público e causou pânico em repartição. Brasileiro, aquele ser humano que precisa de estudo.

Agência Brasil – Federação de Futebol do Espírito Santo suspende campeonato Capixaba por 14 dias.

Blog da Cidadania – Dória oferece apoio a Lula no caso da ameaça de morte e o ex-presidente escala emissário para iniciar aproximação. Vem aí a frente ampla.

Poder360 – PTB contesta no Supremo Tribunal Federal (STF) decretos de lockdown e toque de recolher em todo o país.

Renata Souza – Como diz o ditado popular: “Não adiantar trocar as rodas da carroça se o problema é o burro”.

Band Jornalismo – Na primeira visita à Saúde para iniciar a transição, Marcelo Queiroga deixou claro que o presidente Jair Bolsonaro é quem determina o que vai ser feito.