Aracaju, 4 de agosto de 2021

Iran discute com estudantes e professores o fechamento do ensino noturno

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Na tarde da quinta-feira, 18, o deputado estadual Iran Barbosa, do PT, participou de uma reunião remota com estudantes e professores de diversas escolas e com representantes da União Sergipana dos Estudantes Secundários de Sergipe (USES), da União Brasileira de Estudantes Secundaristas (UBES) e do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica da Rede Oficial do Estado de Sergipe (SINTESE), para tratar da resistência à política adotada pela Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc) que promove o encerramento da oferta do Ensino Médio regular noturno em várias escolas da rede pública estadual, na capital e no interior.

Na oportunidade, o parlamentar ouviu as exposições de estudantes e professores de muitas dessas escolas, colocando os dramas vivenciados por muitos em função das incertezas provocadas pela falta de transparência, por parte da Seduc, das razões para o encerramento da oferta do ensino noturno e, também, pela falta de diálogo com as comunidades escolares e com as representações dos estudantes e dos professores.

Para o deputado Iran, que também é professor da rede pública estadual de ensino e membro da Comissão de Educação, Cultura e Desporto da Assembleia Legislativa de Sergipe, o problema não é novo e, desde o início do seu mandato, ele vem discutindo sobre a maneira equivocada como a Seduc vem implantando o Ensino Médio em Tempo Integral, sem um debate mais aprofundado com as comunidades escolares onde o sistema foi ou está sendo implantado; o mesmo acontecendo em relação ao encerramento da oferta do ensino noturno em escolas da capital e do interior.

“São dois problemas que não são novos e que tenho acompanhado de perto. Venho discutindo isso com colegas professores de escolas da capital e também do interior que têm resistido a essa forma como a Secretaria de Educação tem agido, e tenho procurado atuar para ajudar a superar os problemas. O que precisamos mesmo é somar forças, numa articulação conjunta entre as escolas que estão enfrentando os mesmos problemas, procurando envolver as entidades estudantis e o sindicato dos professores, que tem uma tarefa institucional muito importante”, sugeriu o petista, apontando, também, a necessidade de envolver a Justiça e o Ministério Público, quando couber a defesa dos direitos negados.

Iran destacou, ainda, a necessidade de manutenção da cobrança e do diálogo com a Secretaria de Educação e, neste sentido, já tratou diretamente com o secretário Josué Modesto e com a diretora do Departamento de Educação de Aracaju (DEA), colocando os seus posicionamentos enquanto parlamentar sobre a questão.

Por George W. Silva

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Deputado questiona insucesso de ações de sindicatos no TJ/SE
Incêndio destrói galpão de fábrica de tecidos no município de Tobias Barreto
Sistema Fecomércio presta consultoria às empresas sobre LGPD
SES diz que Sergipe vai receber mais de 41 mil doses de vacina contra a Covid-19