22/03/21 - 11:03:11

PETISTAS CRITICAM A MANOBRA DA FOLHA EM MOTIVAR CONDENAÇÃO CONTRA LULA

As reações ao conteúdo da reportagem publicada nesta segunda-feira (22) pela Folha foram imediatas. Na matéria, o veículo de comunicação informa sobre uma porcentagem representativa que considera “justa” uma condenação do Lula, sem fazer qualquer menção aos manifestos que aconteceram nos últimos dias, contrários à prisão do ex-presidente, inclusive de líderes internacionais.

De acordo com o senador Rogério Carvalho, há uma nítida intenção eleitoral na publicação desta matéria, já que o “efeito Lula”, após a decisão do ministro Fachin, tomou conta do Brasil.

“A suspeição do Moro é uma reparação da justiça a um inocente, e NÃO pode estar condicionada à possibilidade de uma candidatura. É devolver ao Lula seus direitos constitucionais! O STF cumprirá o seu papel histórico e quanto às eleições, Folha, deixa que o povo decida no voto!”, escreveu ele nas redes sociais.

Com a mesma leitura de que há a intenção de manipular a opinião das pessoas sobre o assunto neste momento, o professor Fernando Haddad disparou:

“Tenho uma ideia melhor do que julgar Lula pelo DataFolha. Que tal uma eleição? Já que é para deixar de lado o devido processo legal, melhor o censo do que a amostra.”

Gleisi Hoffmann, presidenta do Partido dos Trabalhadores, relembra a Folha já se valeu da mesma tática para “condenar” Lula, quando agiu em parceria com a operação Lava Jato nesta conspiração.

“Na edição de ontem e na pesquisa de hoje, Folha tenta ressuscitar a suspeição em torno de Lula, pela qual tanto trabalhou. Por que repetir uma pergunta de 4 anos atrás ao invés de pesquisar o cenário eleitoral de hoje? A Folha quer um novo julgamento midiático de Lula?”

A indignação aconteceu ainda com outros artistas, jornalistas e políticos, já que com a decisão do ministro Fachin, fica evidente que houve ilegalidades no processo. O Moro não era o juiz legal, não tinha competência territorial para julgá-lo, não foi imparcial durante o processo e não foi preservada a garantia constitucional do ex-presidente Lula.

O que se percebe é que mesmo num cenário de milhares de mortes e um completo descontrole da pandemia no Brasil, o jornal Folha de S. Paulo contratou uma pesquisa do seu instituto Datafolha com a suposta finalidade de preparar um novo golpe judicial contra Lula, com a única intenção de retirá-lo das eleições presidenciais de 2022, assim como no passado.

Da assessoria do senador Rogério Carvalho