Aracaju, 1 de agosto de 2021

Novo decreto reforça medidas restritivas e estabelece mudanças no transporte público

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Considerando a taxa de contágio da covid-19 que ainda se mantém alta, a Prefeitura de Aracaju publicou, nesta terça-feira, 23, o decreto nº 6.409, que prorroga e atualiza as medidas restritivas para diminuir a circulação de pessoas na capital até o dia 31 de março.

O documento foi redigido após reunião do Comitê de Operações Emergenciais (COE), que avaliou as recomendações da resolução nº 14, assinada pelo governado Belivaldo Chagas, na última segunda-feira, 22.

O decreto mantém o toque de recolher das 20h às 5h, de segunda a quinta-feira, com horário de funcionamento dos estabelecimentos comerciais, incluindo as lojas de conveniência, até às 18h. Supermercados e similares poderão funcionar até às 19h, para garantir que os trabalhadores consigam comprar suprimentos e retornem para suas residências.

De sexta a sábado, o toque de recolher será das 18h às 5h, e os estabelecimentos essenciais poderão funcionar até às 17h, empreendimentos não essenciais deverão ser fechados.

O diferencial da atual resolução é o reordenamento do transporte público, com redução da frota de segunda a quinta-feira, a partir das 20h, e encerramento das atividades às 22h. De sexta-feira a domingo, a redução da frota se dará a partir das 18h e o encerramento das atividades às 21h.

Outra novidade é o impedimento dos serviços de retirada (take away) nos estabelecimentos essenciais, que podem continuar a funcionar à noite e durante os finais de semana apenas com entrega por delivery.

O novo decreto informa que a suspensão das atividades educacionais se aplica aos cursos preparatórios para concursos, cursos de idiomas e similares. Até o dia 3 de abril, está proibida a interdição do tráfego de veículos para a prática de ciclismo na Avenida Santos Dumont.

Regras mantidas

Continuam proibidas, em todo o território do Município de Aracaju, sábado e domingo, a circulação de pessoas e a realização de atividades econômicas nas praias, orlas fluviais, parques aquáticos, parques, praças esportivas e similares, bem como a prática de atividades esportivas amadoras coletivas e individuais.

Também durante o final de semana, estão suspensas todas as atividades não essenciais, incluindo serviços e lojas instaladas em supermercados ou outros estabelecimentos essenciais, estendendo-se às atividades religiosas, de qualquer credo ou rito, às academias de ginásticas ou desportivas, de qualquer modalidade, e às atividades físicas coletivas em geral.

O decreto destaca, ainda, que todas as regras e medidas de restrição, inclusive o toque de recolher, aplicam-se às áreas comuns dos condomínios, horizontais e verticais, incumbindo ao síndico, nos termos das normas internas, fiscalizar o efetivo cumprimento e reportar às autoridades os casos de descumprimento.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Belivaldo assina Ordem de Serviço da  etapa 2ª do Canal Remanso
Quinto dia de greve conta com caminhada e apitaço em Maruim
Belivaldo elogia trabalho de André e diz que Edvaldo foi feliz na parceria 
Motoristas de carro fumacê são capacitados pela Funesa