29/03/21 - 15:41:31

Bairros Farolândia e São José recebem ações de combate ao Aedes esta semana

Em continuidade ao trabalho de combate ao Aedes aegypti, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), seguirá aplicando o fumacê costal com o objetivo de evitar a proliferação do mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika.

Esta semana, dois bairros da capital serão contemplados com a aplicação do UBV Costal (Fumacê). Nesta segunda-feira, 29, a ação acontece nos quarteirões do bairro Farolândia; e na terça-feira, 30, é a vez do bairro São José.

A aplicação é realizada por duplas de agentes, que atuam entre quatro e sete quarteirões, a partir das 17h, horário em que ocorre uma maior movimentação vetorial do mosquito, como explica o gerente do Programa Municipal de Combate ao Aedes aegypti, Jeferson Santana.

“Temos nos adequado às novas orientações envolvendo os decretos estadual e municipal, para que as ações se mantenham e o combate ao mosquito seja efetivo. Essa aplicação do fumacê é um reforço ao trabalho que é feito diariamente, nos bairros da cidade, e tem como objetivo eliminar o mosquito que já possa estar circulando nos quarteirões daquela localidade contemplada com a ação”, destaca Jeferson.

Trabalho educativo

Por conta da pandemia, o trabalho dos agentes necessita passar por algumas alterações, em momentos mais críticos, como o atual. Nesse sentido, as visitas domiciliares seguem acontecendo, porém, com perfil mais educativo, visto que, assim como na primeira onda do vírus, o acesso à parte interna dos imóveis foi suspensa.

“As equipes continuarão realizando as visitas, de casa em casa, mas dessa vez, orientando da frente do imóvel. Precisamos, ainda mais, que os proprietários e residentes desses imóveis recebam os agentes e sigam as orientações, pois eles terão papel essencial no combate aos possíveis focos do mosquito, enquanto os agentes não puderem acessar os imóveis. Essa limitação permanecerá até que haja uma estabilidade ou até mesmo queda no número de casos e óbitos por covid-19”, orienta o gerente do Program.

Nessas visitas externas, o morador será questionado sobre a existência de possíveis focos do mosquito e receberá todas as recomendações para a eliminação destes e sobre os cuidados para evitar acúmulo de água parada em pontos de risco, a exemplo de pneus, lavanderias e vasos de plantas.

Fonte e foto assessoria