01/04/21 - 05:33:53

Zezinho: fake news e politização da pandemia representam descompromisso

Deputado afirma que Decreto de Calamidade Pública é imprescindível para Sergipe e os municípios nas ações de enfrentamento e combate da Covid-19

O deputado estadual Zezinho Sobral (Pode) é favorável à renovação do Decreto Legislativo que reconhece a ocorrência do estado de calamidade pública em Sergipe e em municípios em decorrência da pandemia da Covid-19 por mais 180 dias. O Decreto permite a adequação à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), fortalecendo as ações de combate ao coronavírus, o que contribuirá na assistência à população.

“Este Decreto é imprescindível para Sergipe e para os municípios. Ele tem absoluta pertinência e é necessário para possibilitar a abertura de novos leitos de UTI, credenciar unidades para contratação de mais leitos, trazer mais insumos, medicamentos e vacinas, priorizar a atenção e adquirir recursos de maior necessidade”, comentou Zezinho Sobral, destacando que “o que Sergipe precisa é única e exclusivamente dos efeitos positivos desse Decreto em relação à LRF. O Decreto existe e foi publicado no ano passado. Precisamos flexibilizar sua execução em função das determinações desta lei”.

Preocupado com o aumento dos casos, de internamentos e de mortes causadas pela Covid-19 em Sergipe e no Brasil, Zezinho Sobral destacou alguns números divulgados pelo Ministério da Saúde. “Os registros da terça-feira, dia 30, apontam que o Brasil teve 3.780 mortes por Covid-19. Nos Estados Unidos foram 563 óbitos. Foram 529 na Itália, 462 na Polônia, 400 na Rússia, 350 na Índia, 348 na França, 286 na Ucrânia, 234 na Alemanha e 203 no México. Somando esses nove países, foram 3.375 mortes em 24 horas. Morre mais gente no Brasil por Covid-19 por dia, considerando que a Rússia e os EUA possuem população bem maior que a nossa. O total de mortes no Brasil passa dos 317 mil”, aponta o deputado com indignação.

“Não tem sido fácil lutar contra o vírus. Ele é mutante, está mais grave e se ampliando. Em um ano, nossa ciência conseguiu produzir vacinas, o que no geral são produzidas em três, quatro ou cinco anos. Aqui em Sergipe, graças a Deus e a eficiência dos técnicos da Secretaria de Estado da Saúde e dos profissionais da linha de frente, houve planejamento desde o início. Não tivemos desassistência em nosso estado, mesmo estando no limite máximo em função do aumento da pandemia e das consequências que produz. Vamos torcer pela ampliação da vacinação para salvar vidas e a consciência de todos a respeito das medidas de isolamento social para evitar a proliferação do vírus”, ressaltou.

FAKE NEWS E POLITIZAÇÃO

Para o deputado estadual Zezinho Sobral, um dos maiores obstáculos enfrentados na pandemia em Sergipe e no Brasil são as fake news e a politização da saúde. “Os profissionais de saúde têm enfrentado e combatido o vírus com muito brilhantismo. O difícil é combater a politização do vírus. É a irresponsabilidade daqueles que se apossam de uma pandemia para fazer politicagem e disseminar o ódio, discutir assuntos irrelevantes e gerar o caos. Quem propaga fake news e politiza a pandemia não se preocupa com o próximo”, afirmou Zezinho Sobral, lamentando as notícias falsas frente ao Decreto de Calamidade de Sergipe.

“O que foi feito pela deputada Carla Zambeli (PSL) e por alguns veículos foi uma grande irresponsabilidade e um desserviço à população. O judiciário foi acionado, já decidiu que houve abuso e sentenciou que as acusações falsas fossem retiradas do ar. A politização de uma pandemia reflete negativamente na vida do cidadão. Enfrentar o vírus é tão forte quanto enfrentar as fake news. Quem as produz é mal intencionado e isso causa efeitos aterrorizantes. É preciso mais empatia e respeito com as pessoas”, lamentou.

Foto: Jadilson Simões

Ascom Deputado Zezinho Sobral