03/04/21 - 08:12:52

Restrições: equipes da Prefeitura encontram movimento significativo nas praias

Em mais um feriado com restrições, o monitoramento realizado por equipes da Prefeitura de Aracaju encontrou um movimento considerável na faixa litorânea da capital. Na última semana, seguindo o decreto estadual, a administração municipal também estendeu as medidas restritivas. Desta forma, até o dia 7 de abril, a capital continuará com o toque de recolher das 20h às 5h. Além disso, nos dias 2, feriado da Sexta-Feira da Paixão, 3 e 4, sábado e domingo, praias e parques estarão fechados e serviços não-essenciais não poderão funcionar.

Ao contrário do que tem sido visto no comportamento dos estabelecimentos, que têm cumprido, de maneira geral, as restrições, certo número pessoas, de forma individual, tem quebrado as medidas do decreto. Algumas, como turistas, por não terem conhecimento das ações municipais, se retratam e explicam a falta de conhecimento. Outras, no entanto, de maneira irresponsável, insistem em quebrar as recomendações, como foi visto na manhã desta sexta-feira, 2, em muitos pontos das praias aracajuanas.

“As informações têm sido amplamente divulgadas. O decreto municipal tem uma diferença com relação ao estadual: não está permitida nem a prática individual de pessoas nas praias de Aracaju. Então, desta sexta-feira até o próximo domingo, faremos fiscalizações, além de reforçar a orientação à população. É preciso ressaltar que o trabalho do poder público tem sido feito, porém, é preciso que haja maior conscientização por parte dos cidadãos”, alerta o coordenador da Defesa Civil de Aracaju, major Silvio Prado.

As fiscalizações ocorrem de forma integrada e contam com órgãos da Secretaria da Defesa Social e da Cidadania (Semdec) – Defesa Civil Municipal, Guarda Municipal de Aracaju (GMA), Programa Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon Aracaju) e a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) -, além da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) e a Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal da Saúde (SMS). O Corpo de Bombeiros de Sergipe (CBM/SE) e as polícias Civil (PC/SE) e Militar (PM/SE) de Sergipe também participam das ações.

O coordenador do Procon Aracaju, Igor Lopes, frisou a importância da somação de esforços. “Temos observado que, por parte dos fornecedores, dos proprietários de bares e restaurantes localizados nas praias há uma intenção de colaborar com as medidas estabelecidas. Temos orientado que os proprietários se organizem para que, dentro do que foi estabelecido, possam se adaptar e não gere aglomeração. Aqueles estabelecimentos que forem flagrados descumprindo as determinações do poder público serão responsabilizados na seara administrativa, com a possibilidade de aplicação da multa pecuniária. Então, é importante que haja essa colaboração, não só por parte dos proprietários dos estabelecimentos, como também da população geral porque é preciso somar forças, nesse momento. A população precisa entender que essas medidas são para barrar a proliferação do vírus e, assim, fazemos o apelo para que as pessoas desenvolvam essa consciência”, salienta Igor.

Medidas

Além do toque de recolher, até o dia 7 de abril, e o fechamento de praias e parques e serviços não-essenciais durante o feriadão, a nova resolução autoriza, também, a abertura de igrejas e templos religiosos neste sábado, 3, e domingo, 4, com capacidade máxima de 30%. Já o retorno das aulas presenciais nas redes pública e particular de ensino, foi adiado para 3 de maio. Estabelecimentos comerciais e supermercados deverão encerrar seus expedientes às 19h, como forma de garantir aos trabalhadores que se desloquem até suas residências.

Nos dias 2, 3 e 4, também estará proibida a prática de atividades esportivas coletivas em parques, praças e áreas de lazer, assim como a circulação de pessoas nestas localidades. Também fica proibida a realização de atividades econômicas da faixa litorânea e orlas. As atividades não-essenciais continuam proibidas no fim de semana, com exceção dos serviços de entrega de restaurantes, bares, lanchonetes e similares que estão autorizados a funcionar com o sistema delivery.

Foto: Marcelle Cristinne