08/04/21 - 01:07:34

Gesto de solidariedade humana

Diógenes Braynerdiogenesbrayner@gmail.com

A política está acima de tudo. Até mesmo de um momento triste, em que vidas são perdidas em um toque de dedos. A Covid invadiu também Sergipe e está mostrando o que se repetiu sempre: para morrer basta estar vivo. É claro que não se projeta a defesa de nenhum fenômeno. Nenhum País, nenhum Estado estava preparado para ser atacado por um vírus de tão rápida capacidade de infectar e provocar óbitos. Foi tudo muito imediato, desde o surgimento da primeiro morte no Japão, até o alastramento por todo o mundo e levar o caos ao sistema de saúde, que ainda titubeia para combater a doença com eficiência absoluta.

Há um ano que se vive em pânico, com queda na economia, sem planejamento, toda estrutura agrícola em dificuldade, a fome se espalhando em classes sociais que já não tem como se alimentar, enquanto as funerárias atuam diuturnamente, os cemitérios abrem valas, os hospitais públicos e privados sem condições de receberem pacientes e famílias em ‘rios de lágrimas’ pelos seus mortes ou por aqueles que, intubados, têm esperança e fé no renascer. É um quadro que não se viu em guerras ou acidentes naturais que devastaram com quase toda a humanidade. É uma situação de medo eterno, de nervos abalados, de cabeças destorcidas e de um emocional que se perdeu o controle.

O quê fazer? Ajudar de alguma forma a conter a pandemia ou de buscar elementos para que possam provocar crises a quem está na linha de frente, para frear essa onda mortal que invade o mundo? É verdade que muita gente morreu provocado pelo vírus. A maioria até. Mas também tem vidas a sete palmos do chão, provocada pelo descaso, descrédito, e até dúvida da existência do coronavírus, exibida por alucinados radicais – somado à ignorância – de alguns loucos que se postaram a qualquer atitude para evitar a infecção. É muito triste chegar à conclusão que politizaram um fenômeno que conduzia à morte de milhões de pessoas, como se estivessem em um jogo do salve-se quem puder.

As medidas restritivas encontram resistências, o loocdown é um risco, o toque de recolher uma atitude de impedir o ir e vir, a redução do funcionamento de comércio cria um desastre para a economia, assim como a aberturas de casas de show, bares e restaurantes é acinte do direito ao lazer. Até mesmo o abrir ou fechar de templos vem sendo discutido pelo Supremo Tribunal Federal. Então o certo seria a liberação geral para o aumento dos óbitos e infectados? A asfixia em todo o sistema de saúde e pessoas rolando mortas nas calçadas? Seria esse o melhor cenário?

O momento não é de caçar falhas para enunciá-las e fazer um jogo político sem nenhum sentido.  Desumano até. Ao invés dessa preocupação em ex expor somente críticas, não seria mais útil à apresentação de sugestões para melhorar o trabalho? A participação efetiva (e afetiva) de ajudar a salvar vidas, todos imbuídos do sentimento de piedade para com tantos que estão morrendo após sintomas idênticos aos de uma simples gripe? O gestos estaria muito acima das críticas por fanatismo e convicções políticas.

Sinceramente, os infectados que estão intubados, os que esperam nas enfermarias e os que estão em casa se recuperando lentamente da doença, ficariam eternamente agradecidos com esse gesto de solidariedade humana.

D. Maria sobre André

Sexta-feira passada, quando embarcava a Brasília, a senadora Maria do Carmo (DEM) disse que acha o ex-deputado federal André Moura o melhor para o Senado e o mais capaz pelo trabalho que realiza.

*** D. Maria não tentará a reeleição: “farei 80 anos em agosto, quando for disputar em 2022 estarei com 81 anos e se eleita terminarei o mandato com 89”.

*** Com essa idade não dá mais para ser candidata

Machado a federal

Ontem, de seu apartamento em Brasília, D. Maria disse que tem conversado com André Moura e insistiu na preferência da sua candidatura ao Senado Federal.

*** Disse que o candidato a federal é José Carlos Machado, presidente regional do DEM, e a estadual Ana Alves (filha).

*** Acrescentou que a ideia da José Carlos Machado é que André se filie ao DEM.

Movimento político

O ex-deputado federal Sérgio Reis (MDB) está se articulando para ganhar a vaga de Emanoel Sobral, que era diretor Técnico do Sebrae.

*** A vaga de Emanoel é indicação da Federação da Agricultura e alguns dos seus membros começam a enxergar movimentação política para nomear Sérgio.

Indicado seria Eliziário

A Federação da Agricultura pensa em um nome técnico para o cargo, que seria o de Eliziário Sobral, que já foi secretário de Estado e já esteve à frente de vários órgão.

*** O difícil mesmo é convencer Eliziário Sobral a aceitar ir para a Sebrae, em razão do cargo que ele ocupa na Prefeitura de Aracaju.

Pastores e assédio

Mais duas mulheres prestaram depoimento ao DAGV – Departamento de Atendimento de Grupos Vulneráveis – de Aracaju sobre assédio sexual de dois pastores evangélicos. Pai e filho.

*** Elas disseram a policia que foram assediadas quando ainda eram menores de idade e dentro da igreja. (RADIO&TV).

Indicação de Rogério

Entre a militância petista circulou a informação de que o senador Rogério Carvalho (PT) será candidato a governador independente de uma indicação de Belivaldo Chagas (PSD).

*** O presidente do PT em Sergipe, João Daniel, disse que a escolha do bloco será por consenso e Belivaldo vai indicar o candidato à sucessão entre aliados.

*** Rogério Carvalho quer disputar o Governo com apoio de Belivaldo, mas se não for ele o indicado, o “PT fará uma discussão sobre como ficará”, disse Daniel.

Edvaldo retorna

A sucessão estadual não anda tão em esquecida. Ela vem sendo conversada com muita intensidade nos bastidores e a cada dia o assunte é mais frequente.

*** Ontem, uma liderança política disse que o prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) em nenhum momento tirou da cabeça a ideia de candidatar-se em 2022.

*** Edvaldo trabalha muito, atua bem no combate à Pandemia e está presente na vacinação contra a Covid.

Laércio recolhido

O deputado federal Laércio Oliveira (PP) disse que está recolhido em razão da Covid-99: “Tenho receio de adquirir a doença e prefiro ficar em casa”, disse.

*** Laércio tem conversa via telefone com aliados, concede entrevistas a emissoras de rádio e não recua da candidatura ao Governo do Estado.

*** O nome de Laércio também tem sido lembrado para o Senado.

Laércio anuncia dose

O deputado federal Laércio Oliveira diz que até amanhã Sergipe receberá mais 40.750 doses da vacina. E comemora: “Estamos avançando”.

*** – Lembro que vacinar e seguir os protocolos de segurança são a nossa única saída. Vamos vencer!

Deputados a federal

Na Assembleia Legislativa apenas três nomes surgem como candidatos a deputado federal. Um deles é Zezinho Guimarães que vai disputar pelo Partido Liberal.

*** Capitão Samuel também pensa na Câmara Federal e a deputada Janier Mota, que está dependendo de entendimentos de seu grupo.

Fé do povo

O subtenente Edgard Menezes diz que quando lembra que esses caras do Supremo Tribunal Federal (STF), soltam bandidos na maior tranqüilidade.

*** E continua: “Não consigo acreditar que esses mesmos, colocaram a fé do povo no banco dos réus”.

Aliança PSD/PT

Líderes do PSB e do PT se reuniram para tratar da construção de uma frente em defesa da democracia e em apoio a medidas para o enfrentamento da pandemia da Covid-19. *** As lideranças partidárias discutiram a necessidade de acelerar a vacinação da população brasileira contra o coronavírus e formas de ajudar pequenas e médias empresas durante a crise sanitária.

*** Sobre a construção dessa frente em Sergipe, ex-deputado federal Valadares Filho (PSB) disse: “aliança nacional define as estaduais”.

Não ter vacina

O deputado federal Fábio Mitidieri diz que o problema não é empresa privada comprar vacina para seus funcionários: “o problema é não ter vacina gratuita no SUS, mas ter na empresa de alguém”.

*** – Vacina deve ser para todos, universal e pelo SUS, respeitando os critérios. Não falta recurso, está faltando vacina! É diferente, disse.

Unificação partidária

Ex-deputado Heleno Silva (Republicanos) e o deputado federal Gustinho Ribeiro (SD) conversaram ontem, em Brasília, sobre a possibilidade de montarem uma chapa para 2022, com a unificação das legendas.

*** É que na Câmara Federal a discussão é sobre a legislação eleitoral para 2022. Os deputados querem que se mantenha a atual, mas sem aproveitar as sobras.

Um bom bate papo

De Maria – A verdade é que as pessoas estão muito preocupadas com a pandemia e Bolsonaro vive em uma realidade paralela.

Poder360 – O Brasil registra uma pequena queda na média móvel de mortes. São 2.752 mortes por dia, contabilizando a última semana.

Pinscher Medicado – A cepa detectada por cientistas da UFMG tem combinação de 18 novas mutações nunca antes descritas no Sars-CoV-2.

Blog de Noblat – Homens invadem estúdio de rádio no Agreste de Pernambuco e ameaçam agredir radialista que criticou Bolsonaro.

Brasil 247 – Vossa excelência chegou de viagem a Marte’, diz Gilmar a André Mendonça no julgamento de cultos presenciais.

Emir Sader – Reinaldo Azevedo bomba com denúncia de contradição de igrejas que querem cultos presenciais e fazem culto via TV.

Cláudio Dantas – “Igreja não tem relação com prédio físico”, afirma pastor que defendeu lockdown.

Band Jornalismo – O governo federal arrecadou ontem mais de 3 bilhões de reais no leilão de 22 aeroportos, que agora serão administrados pela iniciativa privada.