26/04/21 - 12:35:36

Maisa pede inclusão de gravidas, puérperas e lactantes em grupo prioritário de vacinação

Baseada nas recomendações da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO) e do Mistério da Saúde, a deputada estadual, Maisa Mitidieri (PSD), protocolou na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), a indicação de n• 200/2021 que sugere a inclusão, no Plano Estadual de Vacinação Contra Covid- 19, de grávidas atendidas pelo pré-natal de alto risco, com idade gestacional superior a 24 semanas, puérperas e lactantes.

A propositura prevê que as medidas devem ser inclusas na 3a fase de imunização dos grupos prioritários (pessoas com comorbidades). “Acredito que nosso governador tem uma grande sensibilidade e, diante de todos os estudos técnicos, entenderá a necessidade da inclusão desse grupo nas prioridades de vacinação”, defende a parlamentar Maisa.

De acordo com informações disponíveis no site da Secretária da Atenção Primária à Saúde, desde que o coronavírus começou a se espalhar e virou uma preocupação mundial, os especialistas acompanham os efeitos que o agente infeccioso poderia ter nas gestantes. Após um período de muita incerteza, ficou claro que grávidas com covid-19 apresentavam maior risco de agravamento e necessidade de intubação, quando comparadas às mulheres da mesma idade que não esperavam filhos.

Os números do Observatório Obstétrico Brasileiro Covid-19 (OOBr Covid-19) mostram que a realidade das gestantes brasileiras durante a pandemia é assustadora. Ao longo de 2020, foram registradas 453 mortes pela infecção com o novo coronavírus nas mulheres que esperam ou acabaram de dar à luz a um filho, o que representa uma média semanal de 10,5 óbitos no Brasil. Nos primeiros quatro meses de 2021, já foram registradas 289 mortes, o que faz a taxa semanal de óbitos nessa população.

A deputada explica que, após aprovação em plenário, a indicação deverá ser encaminhada ao Governador Belivaldo Chagas e, assim que for avaliada e atendida, deverá trazer uma maior tranquilidade para a vida dessas mulheres. “A gestação é uma fase muito importante e, muitas vezes, delicada. A inclusão dessas pessoas na vacinação trará maior tranquilidade para esse momento”, afirma Maisa.

Fonte e foto assessoria