29/04/21 - 05:22:49

JOÃO DANIEL REPUDIA FALA DE GUEDES SOBRE CHINA E CRITICOU A DECISÃO DA ANVISA

Durante a sessão da Câmara nesta quarta-feira, dia 28, o deputado federal João Daniel (PT/SE) protestou contra o posicionamento da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de rejeitar a importação da vacina russa Sputnik V, contra a Covid-19, quando o Brasil precisa urgentemente de vacinas para imunizar a população e barrar a proliferação da pandemia. Para o parlamentar, tal atitude demonstra, por unanimidade, um desprezo pela vida, quando mais de 60 países compram a vacina. “Como todos nós sabemos, Bolsonaro tem desprezo pelo povo brasileiro, em especial pelo Nordeste e todos sabem que o Consórcio do Nordeste tinha um acordo para a compra de 37 milhões de vacina Sputnik V”, disse o deputado.

Ele também repudiou a fala do ministro da Economia, Paulo Guedes, durante reunião do Conselho de Saúde complementar, quando mostrou mais uma vez seu desprezo pelo povo brasileiro e atacou a China, acusando os chineses de terem inventado o novo coronavírus, além de dizer que eles e tem vacina menos eficiente do que os Estados Unidos, demonstrando seu preconceito e total subserviência do governo Bolsonaro aos interesses econômicos norte-americanos.

Logo em seguida vem a decisão da Anvisa de rejeitou a importação do imunizante russo Sputnik V contra a Covid-19. O diretor do fundo russo chamou a Anvisa de antiprofissional e mentirosa por barrar Sputnik V no Brasil e classificou a rejeição à importação do imunizante russo como resultado de uma pressão política orquestrada pelos Estados Unidos para “não deixar a Sputnik entrar no país”.

A vacina russa passou por todos os critérios de segurança que a comunidade internacional impõe, foi aprovada pela OMS e autorizada por 62 agências regulatórias que aprovaram a vacina. No final do ano passado, em plena urgência de fabricação de vacinas contra o Covid-19, a Anvisa causou polêmica por suspender todos os testes do imunizante chinês Coronavac, sob o argumento de que a vacina teria causado uma morte, mesmo que as provas mostrassem que a referida morte havia sido causada por suicídio do voluntário e não por efeitos colaterais, como alegava a posição política da Anvisa.

“Com mais essa decisão da Anvisa, não resta dúvida e não pode haver dúvida de que o povo brasileiro precisa se livrar desse pior vírus que entrou no Palácio do Planalto. Falo do governo Bolsonaro e dos seus auxiliares, a exemplo de Paulo Guedes”, afirmou João Daniel. O deputado acrescentou que se entristece quando ver o presidente da Câmara dizer que não há nenhum motivo para debater ou colocar em pauta a questão do impeachment do presidente Jair Bolsonaro. “Quantos continuarão morrendo neste país por falta de um governo que ame a vida”, indagou o parlamentar.

Por Edjane Oliveira