30/04/21 - 07:03:04

COMANDANTE DO 2° BPM EXPLICA SOBRE ÁUDIO DIVULGADO NAS REDES SOCIAIS

Um áudio divulgado na noite desta quinta-feira (29) nas rede sociais, acabou gerando vários comentários por conta das declarações feitas pelo Tenente Coronel Flávio Arthur, comandante do 2º BPM.

O áudio acabou viralizando já que durante a explicação passada pelo tenente-coronel Arthur, terminou por desagradar alguns policiais militares.

O tenente-coronel explica que as suas declarações foram de descontextualizada de forma maldosa e defende que a escala de serviço seja revista. O Coronel diz que o servidor militar deveria enviar o atestado de acompanhamento médico do filho menor (que tem Síndrome de Down) para um cabaré. “O atestado é do filho. Eu acho que ele confundiu. Ele deveria ter mandado esse atestado para o cabaré que ele freqüenta”.

Veja o que diz o TC

Em razão da circulação de um áudio e da minha imagem, em grupos de watsaap,  venho a esclarecer , apenas aos amigos e àqueles que me conhecem, que o áudio foi sim feito por mim. Não obstante, estar descontextualizado  de forma Maldosa e criminosa.

Esse áudio foi postado por mim, no grupo dos supervisores e oficiais do 2° Batalhão, logo após  eu ter assumido o comando da unidade e tomado ciência de diversos fatos que imputo inadmissíveis.

Quero dizer àqueles que não  desejam minha permanência no 2° BPM que , acabou  a escala de 02 x 12. Acabou a escala de 1×6. Acabou a venda de serviços. Acabou a escala de 2×6 para aqueles que não    ” produzem”.  Acabou uso indiscriminado de vtr por parte de alguns oficiais. Acabou escala que privilegia “pm” por morar em Pernambuco ou Alagoas.

Vai ter vez no BPM quem trabalha.

Para quem me conhece, isso não é nenhuma surpresa.

Por derradeiro, para aqueles  que tentaram descontextualizar minha fala, só lamento. Não  me importo com vocês e nunca me importarei, pois, por onde passei, valorizei os que trabalham, não os que falam, os que bajulam ou os que “pagam” .

TC Flávio Arthur – Atual Cmt do 2° BPM