04/05/21 - 16:05:27

Não podemos transformar as escolas em espaços de risco de morte”, enfatiza Linda.

Diante da gravidade do retorno às aulas presenciais, já anunciado pela prefeitura para o dia 10 de maio, a vereadora Linda Brasil (PSOL) se pronunciou na sessão desta terça-feira, 4, contrária ao retorno às aulas presenciais e bastante preocupada com o desfecho dessa decisão do governo municipal, que colocará em risco profissionais da educação, criança e jovens.

A parlamentar informou que o Sindicato dos Profissionais de Ensino do Município de Aracaju denunciou uma terrível manobra da Secretaria Municipal de  Educação através do Departamento de Educação, que repassou um questionário para  todas as escolas da rede pública municipal, para ser encaminhado aos pais dos alunos dos 1º e 2º anos dos anos iniciais do ensino fundamental, segundo do Sindipema,  na tentativa de pressionar os professores e gestores das escolas municipais para retorno ás aulas presenciais sem a vacinação dos profissionais das escolas.

“Segundo a categoria, o conteúdo do questionário constitui, na verdade, uma tentativa da Secretaria de Educação se desresponsabilizar por eventuais contaminações das e dos estudantes pela COVID. Isso é um absurdo! Retornar as aulas nesse momento vai de encontro a todas as recomendações dos cientistas e profissionais de saúde. O Ministério Público precisa ser acionado e nós vereadoras e vereadores junto com a Comissão de Educação da Câmara fiscalizar essa situação.”, destacou.

Linda reforça que a SEMED precisa estabelecer um diálogo com as famílias e responsáveis das/dos estudantes. “De nossa parte, exigimos que o governo municipal assegure as condições para o ensino remoto nas escolas municipais e as condições físicas e matérias adequadas e os protocolos necessário para o retorno as aulas presencias, após a vacinação, como reivindica o Sindipema.”, solicitou.

A vereadora apelou para que se retome a continuidade das aulas não presenciais, assim garantindo a segurança dos alunos/as e professores/as e comunidade escolar. “ O ano letivo se recupera, mas vidas não. Não podemos transformar a escola em espaço de risco de morte e de disseminação do coronavírus.”, asseverou.

Fonte e foto assessoria