08/05/21 - 08:32:29

CUT e sindicatos seguem doando alimentos para organizações sociais de Sergipe

Solidariedade de classe continua para ajudar trabalhadoras e trabalhadores desempregados e que não estão conseguindo trabalhar na pandemia

A Carreata Solidária do 1° de Maio acabou, mas as doações da população e dos sindicatos continuam. O desemprego, a fome e a pandemia continuam massacrando a população e a solidariedade de classe é a saída urgente para minimizar a dor de muitas famílias.

Assim, na última quarta-feira, dia 5 de maio, a CUT Sergipe distribuiu 30 cestas de alimento para a Associação Bom Pastor, que presta assistência social a moradores de rua e pessoas com elevado índice de vulnerabilidade social. Na quarta, o MTST (Movimento de Trabalhadores Sem Teto) distribuiu parte dos alimentos arrecadados com o MOTU e o MLB.

O SINDASSE (Sindicato dos Assistentes Sociais de Sergipe), o SINDISAN (Sindicato dos Trabalhadores Urbanitários), o SINTESE (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica de Sergipe), entre outras entidades sindicais fizeram doações para a construção da Carreata Solidária do 1º de Maio, que no total acumulou 2 mil quilos de alimentos. A população também colaborou com a doação de alimentos antes e durante o 1º de maio.

BAZAR DE APOIO ÀS DOMÉSTICAS

Desde o início da pandemia, diaristas e trabalhadoras domésticas desempregadas têm procurado o SINDOMÉSTICA/SE em busca de ajuda. Assim, o sindicato tem arrecadado alimentos para ajudar quem não está conseguindo trabalhar. Após o 1º de maio, o SINDOMESTICA/SE montou um bazar para ajudar as trabalhadoras desempregadas.

Presidente da CUT Sergipe, Roberto Silva reforçou que ainda é tempo de doar. “O 1º de maio acabou, mas a fome continua. Com este governo federal genocida e irresponsável, não temos previsão de quando a pandemia vai acabar no Brasil. Bolsonaro e seus apoiadores apostam no caos, na destruição dos direitos dos trabalhadores e na privatização das maiores empresas do Brasil. Quando os poderes públicos não se importam com a vida do brasileiro, com a saúde, a fome, nem com o desemprego, precisamos nos unir para atravessar esse momento terrível”, afirmou Roberto Silva.

Os interessados em doar alimentos não perecíveis e itens de higiene pessoal, podem entrar em contato com a secretaria da CUT Sergipe que continua fazendo esta arrecadação ou comparecer diretamente na sede do SINDOMESTICA/SE nos dias de segunda e quarta-feira, das 8h às 15h.

Por Iracema Corso