11/05/21 - 00:01:12

Eduardo ao Senado ou Governo

Diógenes Braynerdiogenesbrayner@gmail.com

Causou surpresa, ontem, nos meios políticos, o lançamento da pré-candidatura de Eduardo Amorim (PSDB) ao Senado. Ele já havia decidido isso há alguns dias, mas aguardou o momento certo para anunciar uma decisão que não se imaginava tão prematura. Teria sido exigência do seu partido em ter um candidato ao Senado em cada Estado, e ele topou depois de avaliar a possibilidade de retornar ao Congresso. Nos bastidores se imaginava que Eduardo tentaria uma vaga de deputado federal, mas ele preferiu pulo mais alto.

Ontem mesmo ele reuniu-se com alguns partidos já para tratar da candidatura. Um deles foi o Patriota que, durante a conversa, sugeriu a formação de uma Frente, formada por seis siglas – PSDB, PL, Patriota, PTB, PMN e DC – em que colocaria. como sugestão para formação de uma chapa majoritária, o próprio Eduardo Amorim, a vereadora Emília Correa e o ex-prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho. Nenhuma definição sobre candidaturas, mas o Amorim poderia disputar o Governo, Valmir a vice e Emilia ao Senado.

A informação que vazou do encontro é que o ex-senador toparia também ser candidato ao Governo, embora isso não tenha sido conversado, exatamente pela exiguidade do tempo. Uma das primeiras observações seria o vazio eleitoral perceptível com a pandemia e a falta de solidez de um projeto político teoricamente novo.

A ideia é que se fosse buscar outras legendas para compor e fortalecer a Frente. Foi citado o DEM, o Avante e até o PSB, que demonstra tendência em se compor com o PT e ter o ex-deputado federal Valadares Filho como o candidato a vice do senador Rogério Carvalho, que trabalha sua candidatura ao Governo. Ninguém citou o Cidadania, porque acha que Alessandro Vieira não deixará de ir à disputa pela sucessão estadual. Há uma simpatia por Daniele Garcia, embora ela esteja de bem com Vieira e pretenda mesmo disputar vaga na Câmara Federal.

Em apenas uma tarde, o nome de Eduardo Amorim anunciado ao Senado abriu um leque de opções para formação de alianças e deixou claro que já agora percebe-se que Sergipe terá quatro nomes disputando a sucessão de Belivaldo Chagas, mas que pode chegar a oito até a data final de registro das chapas.

Albano em encontro

O ex-governador Albano Franco (foto) foi convidado por amigos para uma confraternização em que se conversou sobre política.

*** Conversaram muito sobre a política atual do Estado e lembraram de fatos anteriores, além de exaltarem a força que Albano Franco tem no cenário nacional, inclusive o judiciário.

*** Conversaram também sobre investidores que podem vir a Sergipe e do Turismo, em que o empresário Manoel Foguete atua na Cânion do São Francisco, em Xingo.

*** O jantar foi no restaurante Sollo e estavam lá, Jony, jornalista Luis Eduardo, Manoel Foguete e outros amigos que reconhecem a força política de Albano.

Eduardo ao Senado

O presidente do PSDB, Eduardo Amorim, surpreendeu ontem ao lançar sua candidatura ao Senado para as eleições de 2022.

*** Até ontem Eduardo não havia decidido sobre candidatura, mas disse que depois de avaliar o cenário e fazer uma reflexão, resolveu disputar o Senado, inclusive atendendo a pedido do partido.

Sobre composição

Eduardo Amorim ainda não pensa em coligação, diz que “é muito cedo”. Entretanto deixa claro: “não vou com qualquer um”.

*** Ele já está conversando com algumas lideranças políticas e foi procurado por vários partidos. Não disse quais.

É meio estranho

O estranho foi que ontem pela manhã Eduardo Amorim, em entrevista a Jairo Alves, sugeriu Alessandro Vieira (Cidadania) a governador, e Valmir de Francisquinho (PL) para vice.

*** De forma subliminar, Valmir coloca seu nome ao Senado, mas já antecipou algumas vezes que não seria.

Valmir, “nunca”

Uma liderança de Itabaiana, ligada ao ex-prefeito Valmir de Francisquinho (PL), pergunta: “sabe quando Valmir de Francisquinho integrará chapa com o senador Alessandro Vieira”?

*** E responde: “Nunca”! Explica que “Valmir não deixará de ser candidato a deputado estadual ou federal, em condições de eleger-se, para perder ao lado do senador”.

Ação Genocida

O senador Rogério Carvalho disse, ontem, que “quem assume o risco de expor mais de 200 milhões de pessoas a um vírus de alta letalidade e alta capacidade de contágio está, deliberadamente, de forma dolosa, expondo a população ao risco de morte e à própria morte”.

*** – Portanto, é uma ação genocida, disse o senador e destacou: “isso tudo é crime continuado”.

Deputados federais

Partidos de médio porte não vão aceitar filiações de deputados federais que tentam reeleição, porque eles têm mais chances de se manter na Câmara.

*** Esses partidos estão fazendo chapa com nomes que tenham entre cinco a dez mil votos, para eleger pelo menos um.

Nome é forte

O radialista SPValter de Gloria acha estranho o prefeito de Aracaju liderar pesquisas  em alguma cidade de sua região (sertão), ao Governo do Estado.

*** Diz que o nome do deputado federal Fábio Mitidieri (PSD), “aqui no médio e alto  sertão sergipano é muito forte”.

Sobre Fundo Eleitoral

Fundo eleitoral para a eleição de 2022 só virá para o Estado que tiver chapa viável de deputado federal.

*** Tem mais: o Fundo de um partido só serve para os candidatos do próprio partido com fim das coligações.

*** A informação é de um pré-candidato a deputado federal, que passou a semana em Brasilia.

Sobre as sobras

Atenção: na próxima eleição, só o partido que conseguir 50% dos votos da legenda continuará participando da disputa pelas vagas da sobra, em estados com bancadas de oito deputados federais, que é o caso de Sergipe.

*** Estados com mais de oito deputados federais somente concorrem à vaga da sobra partido que conseguir eleger um, ou seja: atingir o percentual da legenda (130 mil votos).

Chapa fechada

Segundo o deputado estadual Capitão Samuel, o Republicano terá Heleno Silva e Pastor Jony como candidatos a deputado federal pela Igreja, e ele também está na chapa.

*** – Assim será firmada a chapa do Republicano à Câmara federal com 90% fechado.

Deus na causa

Clóvis Silveira (Avante) diz que não entende como pessoa que sonha com uma carreira na vida pública promissora não conversa e não dá a mínima atenção às lideranças.

*** – Só procura na hora que precisa e mesmo assim quando consegue o objetivo não cumpre nada do que é combinado. Só Deus na causa!

Um bom bate papo

Diogo Maynard – Exército reduziu produção de remédio para transplantados enquanto fabricava cloroquina.

TV-Cultura – Especialistas temem a disseminação da nova cepa da doença. Hospitais e sistema funerário estão em colapso no país.

Alexandre Padilha – Padilha apresenta projeto para criar memorial para as vítimas da Covid em Brasília.

Álvaro Menezes – Financiar obra de pavimentação urbana com asfalto em Maceió, nas áreas nobres. É tão útil quanto o DNOCS.

Revista Fórum – Presidente do PSOL prega unidade e critica lançamento de Glauber Braga à presidência: “Momento inoportuno”.

Metrópoles – Os policiais não tinham mandado de busca para entrar nas residências, no morro localizado na região central do Rio de Janeiro (Jacarezinho).

Anália – Marido diz que vai ensinar impostos à criança “sabe suas barras de chocolate? Você tem que dar uma parte ao Estado.

Filosofei – Eu não deixo ninguém para trás, algumas pessoas é que me perdem um pouco a cada dia e nem percebem.